Europa 2014

Confira nosso roteiro pela Espanha, Mediterrâneo e Portugal

Quer trocar objetos usados por viagens?



POST PATROCINADO

Quer trocar objetos usados por viagens?


Tive que trocar alguns armários aqui em casa recentemente e na hora de separar o que guardamos, você não tem noção da quantidade de objetos desnecessários para mim e minha família, que eu mantinha em meus armários.

Botei tudo para fora do armário e comecei a me desvencilhar de coisas que há muito tempo eu não usava, ou sequer olhava.
Livrar-se de coisas sem uso é um grande alívio. E se você puder ainda ganhar um dinheiro com elas, o negócio fica ainda mais perfeito.
Por isso achei providencial o convite da OLX para desapegar de algumas coisas.


Juntando um pouco aqui e um pouco ali, dá até para ajudar na próxima viagem.

Vou colocar aqui só um exemplo de como o processo é tranquilo.


Estrada Real: As Cachoeiras de Carrancas


Depois de percorrer cidades históricas, santuários e aventuras com o quadriciclo, a diversidade de passeios e atividades para fazer na Estrada Real não termina. 

No nosso quinto dia de Estrada Real, chegou a hora de aproveitar as cachoeiras de Carrancas. 

A região de Carrancas possui mais de 30 atrações mapeadas, a grande parte são cachoeiras para todos os gostos, desde as de acesso mais tranquilo até aquelas que exigem mais esforço de seus visitantes. 

Mas para chegar nelas, ainda rolou um pouco de aventura. De Tiradentes, onde estávamos hospedados, fizemos um percurso off-road passando por um trecho da Estrada Real. O percurso era bem difícil, e em vários momentos achamos que iríamos ficar parados na estrada. Mas em mãos experientes, deu tudo certo. 

E com gostinho de aventura é muito melhor!

Estrada Real: As Cachoeiras de Carrancas/MG

Após um off-road cheio de aventura, nada melhor do que curtir um delicioso banho de cachoeira

de 

Pausa para fotografar uma das cachoeiras do Complexo da Fumaça, 9 km do centro de Carrancas

Carrancas está localizada no Caminho Velho da Estrada Real, o caminho que parte de Ouro Preto em direção de Paraty.

Carrancas Estrada Real - Mapa
Visualizar mapa no Google Maps
Para chegar lá, contamos com o apoio da Carrancas Eco Adventure, que trabalha com vários roteiros pela região. 

Budapeste: A Pérola do Leste Europeu


Depois de escrever um guest post sobre como estava planejando sua viagem para a Europa inspirado no filme "Antes do Amanhecer", o Leonardo Assumpção retornou da viagem cheio de momentos para compartilhar. 

Nesse artigo, ele conta um pouco como se apaixonou por Budapeste, cidade cheia de encantos e além de tudo, barata.

De quebra, ele ainda teve a experiência única de ser chamado para o palco em um show de Kylie Minogue por lá, e tirou várias selfies com a cantora. Não é para qualquer um, né? 

Mas como o negócio é viagem e não show, vamos conferir o relato do Leonardo sobre sua passagem pela capital da Hungria.  

Budapeste: a pérola do leste europeu!

Guest Post: Confira porque nosso leitor achou Budapeste a cidade mais linda da Europa

de Leonardo Assumpção

Budapeste, uma das cidades mais lindas da Europa, ou será a mais bonita?
Foto: Visite Hungria. Licença: Creative Commons 2.0

“Jó reggelt” (bom dia): a única expressão que eu consegui aprender em 5 dias em Budapeste rs.
Budapeste, a pérola do leste europeu faz jus a este título e para mim merecia outro (título): a cidade mais linda da Europa!  
Imaginem uma cidade suntuosa, com prédios maravilhosos, museus por todos os lados, belíssimos parques, um sistema público de transporte nota 10, baratíssima, limpíssima e um povo acolhedor?! Isso é Budapeste.

Realmente o húngaro é uma língua impossível de entender e concordo com Chico Buarque: o húngaro é a única língua que o diabo respeita.

Mas lá todo mundo fala inglês então não existe barreira linguística por lá.

A moeda local chama-se florin (forint em húngaro).

Como o País não adotou o euro a cidade acaba saindo (muito) barata para nós brasileiros, mas confesso que os três zeros decimais confundem bem a gente: você paga 200 ft por uma garrafa d´água e um bom jantar pode sair por 8.000 ft.

Mas fora isso a cidade é simplesmente perfeita e apaixonante.

Rota do Café em 5 Dicas: Guia Rápido


Voltei há poucos dias da Rota do Café, no norte do Paraná, e já retornamos ansiosos para contar um pouco de nossa viagem aqui no blog.

A verdade é que antes dessa viagem, eu pouco conhecia desse roteiro. Após a volta, já tenho um grande carinho pela Rota e pelo projeto desenvolvido pelo Sebrae do Paraná para estimular e desenvolver as atividades de empreendedores locais. 

A região tem se beneficiado muito do turismo. A história de suas cidades é resgatada e divulgada em museus, as fazendas têm se desenvolvido como opções de educação ambiental e as pessoas podem compartilhar suas histórias aos visitantes.

E nós visitantes, também ganhamos muito com essa rota. Veja a seguir 5 razões porque você precisa conhecer a Rota do Café, além de todas as dicas para você planejar sua viagem. 

Mas esse é apenas o primeiro dos posts de uma série que ainda iremos divulgar, contando em detalhes os lugares que visitamos, as pessoas que conhecemos e tudo o que vivenciamos. 


Rota do Café em 5 Dicas: Guia Rápido

Porque Conhecer, Como Chegar, Quando Ir, Onde Ficar, O Que Fazer

de 

Fazenda Palmeira, ainda mantém plantação de café não obstante o êxodo de seus funcionários para as cidades

Para montar o roteiro, os consultores do Sebrae passaram 2 anos visitando destinos e conversando com os moradores para que eles participassem do roteiro. É muita paixão e dedicação. Entre os consultores, a incrível Luciana Masson nos acompanhou durante a viagem, uma pessoa apaixonada por seu ofício e pela Rota.

A proposta da Rota do Café é aumentar o turismo no Paraná, fora do eixo Curitiba e Foz do Iguaçu. Mas também visa aproveitar o que o norte do Paraná tem de melhor: a hospitalidade de seu povo.


1 - Porque Conhecer


5 Razões para Visitar a Rota do Café


  • O roteiro foi premiado pelo Ministério do Turismo, em 2011, na categoria de Roteiro Turístico. O objetivo do prêmio é reconhecer boas práticas de desenvolvimento turístico regional. O reconhecimento vem principalmente do resgate da cultura e dos costumes das pessoas do norte do Paraná. 
  • No roteiro, tivemos a possibilidade de conhecer várias etapas da produção do café. Conhecemos como o café era produzido antigamente e como ocorre o plantio, a florada, a colheita e o processamento nos dias de hoje. As fazendas de café são o grande atrativo da região. Mas também você poderá degustar um café especial. Nós provamos os cafés preparados pela barista Cristina Maulaz, que também deu dicas de preparo e conservação. 

Cancun | México em 5 Dicas - Guia Rápido


Onde ficar na Riviera Maia: Cancun ou Playa del Carmen? Vale a pena ficar em um hotel all inclusive? O que fazer em Cancun e quantos dias são necessários? Cancun pode ser uma viagem barata? Viajar de pacote para Cancun ou dá para fazer turismo independente de pacotes e agências? É fácil se locomover por lá? 

Perguntas como essa são comuns enquanto a gente planeja uma viagem. Eu também fiz as mesmas perguntas antes de ir para lá. Agora que tenho algumas respostas, o negócio é compartilhá-las.  

Lógico as respostas que você irá encontrar aqui no blog, não necessariamente são as mesmas para você. Cada pessoa viaja de um jeito

Eu, por exemplo, não recomendo ficar todo o tempo em um all inclusive em Cancun, mas amigos em lua de mel indo para lá resolveram ficar em hotel com tudo incluso. Vou recomendar para esse casal o hotel em Playa em que nós pagamos 35 dólares a diária? Nunca. 

Mas espero que algumas dicas, sugestões e informações que você irá encontrar por aqui, sejam úteis para planejar a sua viagem. Aproveite: planejar a viagem também é uma tarefa deliciosa

Aproveite e qualquer dúvida, é só deixar um comentário no final de cada post que eu respondo. Se não tiver dúvida e quiser deixar um oi mesmo assim, vou ficar bem feliz. 


Cancun em 5 Dicas: Guia Rápido

Como Chegar, Quando Ir, Onde Ficar, O Que Fazer

de 

Cancun: Praia de Tulum, na Riviera Maya
Praias paradisíacas, a cultura maia e ótima infraestrutura na Riviera Maia

Índice de Posts no Blog


Dicas
Quanto Custa Viajar para Cancun
O que fazer em Cancun e na Riviera Maia - Parte 1
O que fazer em Cancun e na Riviera Maia - Parte 2
Como Aproveitar Melhor a Viagem para Cancun

Hospedagem
Onde Ficar: Hotel em Cancun
Review - Paradisus Cancun Resort

Passeios
Cenotes no México: Cenote dos Ojos, Gran Cenote, Cobá
Chichén Itzá
Isla Mujeres
Jungle Tour e SkyRider 
Mergulho em Cozumel
Playa del Carmen 
Tulum
Xcaret
Xel-Há

Guest Posts
Cancun - Entre o Paraíso e o Inferno

Vídeos no YouTube
Playa del Carmen, Akumal e Xel-Há
Isla Mujeres 


1 - Porque Conhecer


5 Razões para Visitar Cancun e Riviera Maia


  1. É UMA VIAGEM DOS SONHOS: Quando alguém fala em Cancun, logo você tem na imagem uma praia paradisíaca, um hotel delicioso e as férias perfeitas. Para nós, Cancun foi tudo isso é muito mais. Lugares incríveis, em que a natureza está em harmonia com a ótima infraestrutura para quem viaja. Transporte, alimentação, hotelaria, passeios, descobertas, tudo funciona. O México realmente me surpreendeu. 

Como Fotografar o Pôr do Sol - Ipanema


O sonho de todo fotógrafo é registrar um pôr do sol maravilhoso por aí. 

No Rio de Janeiro, essa "tarefa" é bastante facilitada. A cidade é fotogênica por natureza, e reserva aos seus habitantes e visitantes, cenários cinematográficos para registrar o entardecer. 

São vários locais onde você pode conferir esse momento, mas o melhor deles parece ser o final de tarde nas praias de Ipanema ou do Arpoador. Elas são vizinhas e ambas permitem contemplar o sol caindo quase sempre por detrás do Morro dos Dois Irmãos

Nessa matéria, vamos conferir 5 de nossos registros por lá, e também vamos dar algumas dicas de como registrar melhor esse momento único. 


5 Dicas de Como Fotografar o Pôr do Sol

Entardecer nas Praias de Ipanema e Arpoador, no Rio de Janeiro



1 - Fotos Subexpostas


Foto subexposta e silhuetas são alguns dos recursos que eu utilizei nessa imagem

Para fotografar o pôr do sol, eu prefiro sempre trabalhar com o diafragma mais fechado

Quanto menor a abertura do diafragma (valores maiores de ajuste na máquina), menos luminosidade entra na máquina. Para todo fotógrafo, controlar a quantidade de luz é essencial. 


O que fazer em Bonito / MS - Parte 2


Continuando nosso artigo com algumas dicas do que fazer em Bonito, no Mato Grosso do Sul, seguimos para mais alguns passeios para curtir as belezas naturais de Bonito. 

No primeiro post, vimos alguns destaques da região, como as flutuações nos rios da Prata e Sucuri, a incrível Gruta do Lago Azul e as cachoeiras da Estação Mimosa. Caso ainda não tenha conferido, clique aqui

Nesse segundo post do que fazer (e ainda assim NÃO esgotaremos todas as possibilidades de passeios em Bonito), vamos partir para algumas aventuras. Visitar cavernas, correr o rio num bóia-cross ou de caiaque, fazer SUP e até tirar umas fotos segurando uma cobra são algumas das coisas legais para fazer por lá. 

Ficou com alguma dúvida ou quer trocar uma ideia? Deixa seu comentário nesse post e teremos prazer em respondê-lo.

Viva algumas aventuras pelos rios e caminhos de Bonito

O que fazer em Bonito / MS - Parte 2

de 

Bonito O que Fazer Passeios
Rola um SUP bem tranquilo no Porto da Ilha, aliás foi meu primeiro

5 - Projeto Jibóia


Cleber, eu e a jibóia, que adorou circular pelo meu rosto
Para quem tem medo de cobras, pode ser uma grande aflição. Por isso, visitar o Projeto Jibóia começa com um palestra instrutiva sobre porque as cobras não são tão perigosas como imaginávamos. Na realidade, elas só atacam quando ameaçadas.

Ao final de uma palestra, você não vai ficar com tanto medo ou nojo da serpente e vai até querer tirar uma foto com ela. E prepare-se, a fila é grande.


Gramado - O Mundo Mágico de Korvatunturi


O que fazer em Gramado? Ao pesquisar os principais pontos turísticos da cidade no TripAdvisor eu me deparei com esse espetáculo de nome diferente, mas muito bem avaliado.

Atualmente o Korvatunturi só fica atrás do Natal Luz no ranking das melhores atrações para fazer em Gramado, e como eu não estava indo na época do Natal, para mim essa era a principal atração para fazer por lá. Mas será que seria tudo isso mesmo? 

Com esse artigo, começamos uma série de posts sobre nossa viagem pela deliciosa Gramado, que fizemos em setembro de 2014. Foi uma viagem também para comemorar meu aniversário, e como gosto muito de cinema, achei que seria legal visitar o cenário do Festival de Cinema mais famoso do Brasil. Até ganhei um Kikito por lá (só que de chocolate rs). 

Veja como foi nossa experiência no Korvantunturi e entenda porque resolvemos começar nossas matérias dessa viagem para Gramado com esse espetáculo.

Como não é possível tirar fotos durante o espetáculo, as imagens foram gentilmente cedidas pela organização. Ainda fizemos alguns registros antes e depois do espetáculo, quando é permitido tirar fotografias. 

Gramado - Espetáculo Korvatunturi

Um espetáculo incrível que é a síntese da experiência em Gramado

No espetáculo Korvatunturi, que reúne circo, música, dança, teatro e humor, uma experiência fantástica.
Foto: Sergio Azevedo

O mundo fantástico das viagens


Fazer uma viagem para Gramado é como entrar em um mundo fantástico, onde as pessoas são incrivelmente simpáticas e educadas, os carros páram na rua para que os pedestres atravessem e as casas parecem ter saído de um conto de fadas.


A Viena de “Antes do Amanhecer”


Nosso leitor Leonardo Assumpção embarcou para a Europa, onde vai fazer uma viagem inspirada pelo cinema. 

De uma forma ou de outra, acho que acabamos todos sendo inspirados pelo cinema em nossas viagens. Seja na escolha dos destinos, seja nas fotos que tiramos, seja em como certos destinos inspiram a gente.

Mas Leonardo foi mais fundo e resolveu seguir as locações do filme "Antes do Amanhecer", um dos filmes incríveis da trilogia de Richard Linklater protagonizada por Julie Delpy e Ethan Hawke. O filme foi analisado aqui no blog, na nossa lista dos melhores filmes de viagem. Veja o artigo

Vamos ver então como o Leonardo foi inspirado pelo filme e planejou essa viagem? 

Obrigado por compartilhar seu relato e na volta da viagem o Leonardo irá contar como foi sua viagem para a gente. Enquanto ele não volta da viagem, as fotos que ilustram esse post são de nossa passagem por Viena em 2011


A Viena de “Antes do Amanhecer”

Guest Post: Budapeste e Viena inspirados pelo cinema

de Leonardo Assumpção

Os personagens de Julie Delpy e Ethan Hawke se apaixonam em Viena, durante uma viagem

Planejando a viagem


Sem dúvida alguma o melhor de uma viagem é o seu planejamento.

E eu sou daqueles que começam uma pesquisa meses antes de viajar: gosto de ler sobre a história das cidades que vou visitar, procurar por hotéis, dicas de restaurantes, passeios, estudar mapas, as ruas, forma de locomoção, etc.

Parte desta pesquisa inclui inclusive em (re)ver filmes que usaram como locação uma ou outra cidade a ser visitada.

Estrada Real: As Artes de Bichinho


Mais um dia de viagem pela Estrada Real, nosso quarto dia

Se você ainda não leu nenhum dos posts da viagem, nossa viagem pela Estrada Real, que percorre caminhos pelos Estados de São Paulo, Rio de Janeiro e principalmente Rio de Janeiro, começou em Belo Horizonte. Depois passamos pelo incrível Santuário do Caraça, conhecemos a história de Ouro Preto e curtimos uma trilha e um passeio de quadriciclo em Lavras Novas. 

Nosso quarto dia começou com chuva, o que não é muito animador. Mas ao percorrer a estrada no caminho de Lavras Novas para Prados, o sol voltou a brilhar. 

Estrada Real: As Artes de Bichinho/MG

Um encontro com a tranquilidade e as oficinas de artes em Minas Gerais

de 

Um pouco da incrível arte da Oficina de Agosto, em Bichinho

Quando se fala em identidade cultural, a gente pode acabar caindo meio em esteréotipos ou clichês sobre uma determinada região e seus hábitos, costumes e expressões artísticas.

Mas é engraçado como nessa viagem pela Estrada Real, tivemos um contato com lugares e manifestações que não poderiam ser mais representativos do que é o Estado de Minas Gerais, e até mesmo do Brasil.

Aconteceu enquanto visitávamos a Oficina de Agosto e as produções capitaneadas por Toti. Arte genuinamente brasileira e mineira. Pelas diversidade de cores, pelo religioso misturado com o irreverente, pelo belo aliado ao rústico.
Do bucólico para o Santuário do Caraça para a universitária (porém ainda histórica) Ouro Preto, nossa viagem pela Estrada Real prosseguiu por esses destinos e características que parecem ser a cara de Minas Gerais.
Mas nosso dia começou mesmo em Lavras Novas, lugar de onde partimos pela manhã rumo à Tiradentes (nossa próxima pousada). Percorremos muita estrada de chão e de asfalto, mas os caminhos sempre são ladeados por belas serras e montanhas.


Jalapão | Tocantins em 5 Dicas - Guia Rápido


A viagem para o Jalapão, no estado de Tocantins, foi um divisor de águas nos meus trabalhos como blogueiro. Foi a primeira viagem em um projeto fora do âmbito do meu blog, o Adventure Bloggers, que visa promover destinos de viagem ainda pouco explorados pelo turismo.

Na data de divulgação dessa matéria, completamos 1 ano da realização dessa viagem.

O Parque Estadual do Jalapão é uma região ainda pouco conhecida do nosso Brasil (tanto que algumas pessoas ainda a confundem com um deserto), mas que merece com certeza a visita. A seguir, vamos relatar 5 motivos pelos quais você precisa conhecer esse parque e também mostrar algumas fotos da região.

Tive a oportunidade não só de conhecer um destino maravilhoso, mas viajar com excelentes blogueiros de viagem, que me ajudaram a evoluir ainda mais como blogueiro e principalmente como viajante.


Jalapão | Tocantins em 5 Dicas: Guia Rápido

Como Chegar, Quando Ir, Onde Ficar, O Que Fazer

de 

Jalapão Tocantins
Um dos cenários no Jalapão: muitas estradas de terra e destinos praticamente intocados no coração do Brasil

Índice de Posts no Blog e nos Adventure Bloggers


Dicas
Porque Conhecer o Jalapão - 5 Momentos Inesquecíveis
Roteiro Dia a Dia
Trilhas e Aventuras: E-Book Jalapão
Andarilhos do Mundo: Como é Visitar o Jalapão com a Korubo
Tip Trip Viagens: O Que Levar
Viajando com Eles: Os Pores do Sol mais Lindos do Jalapão

Vídeos HD
Canal do Adventure Bloggers no YouTube - Inscreva-se


1 - Porque Conhecer


5 Razões para Visitar o Jalapão


  • Na nossa matéria Porque Conhecer o Jalapão, destacamos 5 momentos inesquecíveis da viagem. Entre eles, nadar nos "famosos" fervedouros (piscinas naturais onde é impossível afundar) e andar de caiaque em um dos poucos rios de água potável do mundo. 
  • Por lá você encontra dunas, cachoeiras, trilhas, rios de águas cristalinas e montanhas. A natureza em estado bruto. Se você adorou Jericoacoara, vai se encantar com o pôr do sol nas dunas do Jalapão. Se você gosta de piscinas naturais, não vai querer sair dos fervedouros. Se você curte cachoeira, vai encontrar uma das cachoeiras mais lindas do Brasil. Ou seja, tem passeios para todos os gostos.  
  • O Jalapão também é um dos "1000 Lugares para Conhecer Antes de Morrer", do livro da Patrícia Schultz. 

O que fazer em Madrid - Top 10 Centro Histórico Parte 2


Na matéria anterior, já comentamos um pouco sobre o que fazer na sua passagem por Madrid.

Você já viu que todos os caminhos começam na Puerta del Sol, mas passam necessariamente pela incrível Plaza Mayor, entre outras atrações no centro de Madrid.

Tudo é facilmente percorrido a pé e em caminhos super agradáveis. Circular por Madrid é uma experiência super gostosa. E é justamente nesses caminhos que você fará suas próprias descobertas e encontrará a sua Madrid.

Mas há certos lugares que são bastante recomendados e estamos aqui para indicar mais 5 desses destinos. Se na primeira parte dessa lista Top 10 conferimos alguns passeios bem manjados como a Plaza Mayor, aqui talvez você encontra outros lugares menos conhecidos, mas igualmente imperdíveis. 

O roteiro pode ser começado pelo primeiro item dessa lista ou pelo final, dependendo de onde você estiver, mas a sugestão é ir na ordem do post e encerrar o dia nos últimos lugares, para conferir o final de tarde nesses destinos. 



O que fazer em Madrid - Gran Vía

Confira passeios imperdíveis (e dicas de fotos) para conferir no Centro Histórico de Madri - Parte 2

de 

O Museu Cerralbo está entre as Top 10 atrações de Madrid no TripAdvisor e vale a visita

No mapa abaixo, você confere os destinos desse roteiro, que se localizam principalmente nos extremos da Gran Vía, uma das principais avenidas da cidade. A avenida é longa, mas é possível ser percorrida a pé em cerca de 30 minutos sem paradas.

Visualizar mapa no Google Maps
Se você estiver na sequência dos passeios do post Top 10 - Centro Histórico - Parte 1, o início pode partir do Palácio Real. Uma curta caminhada separa o palácio da Plaza de España. Nessa mesma praça, também se encontra a estação de metrô homônima.


6 - Plaza de España


Porque visitar: Se você decidiu caminhar pela Gran Vía, no final dela irá encontrar essa praça onde o grande destaque é um obelisco de 1928 com uma estátua de Cervantes. Nas proximidades também irá encontrar outras 2 atrações imperdíveis no centro.

O que ver: Além de Cervantes, estátuas de Dom Quixote e Sancho Pancha são a grande diversão dos visitantes, que gostam de tirar fotos em cima delas. No entorno também existem belas fontes e oliveiras, criando um espaço público dos mais lindos da cidade.


Dicas de Segurança para Bagagem: Teste do Lacre Sealbag


Como você costuma garantir a segurança do conteúdo de sua bagagem?

Muita gente tem relatado problemas de conteúdo desaparecido no interior das bagagens despachadas. Até no site do Aeroporto de Guarulhos o problema foi identificado, tanto que o aeroporto dá algumas dicas de segurança, também encontradas no site do IG (veja fontes no final da matéria).

Entre as dicas de segurança, podemos destacar:

  • Identificação visual da bagagem, através de fitas ou etiquetas, para evitar que a sua mala seja confundida e pega por engano. Principalmente para as bagagens pretas de rodinha. Parecem todas iguais. Aliás, eu preciso providenciar esse item urgente. 
  • Use as TAGs para identificar a bagagem com seus dados pessoais e facilitar o retorno em caso de perda. 
Garantir a segurança da sua bagagem é uma preocupação das viagens de hoje em dia

Turismo Social: Caminhos da Resistência em São Paulo


Quem acompanha o nosso blog, sabe que estou divulgando uma série de matérias sobre turismo em São Paulo. Minha intenção, além de compartilhar dicas e roteiros da cidade onde moro, é também me estimular a fazer turismo em minha própria cidade, coisa que deixamos um pouco de lado por causa da rotina. 

Por isso, abracei com entusiasmo a proposta do Sesc  e dos roteiros do programa Turismo Social. Os roteiros incluem passeios dentro de sua cidade, por perto de sua cidade, excursões, para outras comunidades (passeios sobre tradições caiçaras ou quilombolas) entre outros. Vale a pena conferir toda a programação no site do Sesc

O roteiro que fizemos foi o dos Caminhos da Resistência - Memórias da Política Paulistana, que percorre pontos que marcaram a resistência ao período da Ditadura Militar e que, por si só, também são espaços de memória desse período. 


Turismo Social: Caminhos da Resistência em São Paulo

Passeio em São Paulo pelos lugares que guardam a história da repressão política

de 

Uma cela da época do Deops é recriada no Memorial da Resistência em São Paulo

Nosso passeio começou às 9h30 na porta do Sesc Consolação. De lá, partimos em caminhada até a Rua Maria Antônia (ali pertinho) onde visitamos o primeiro local de resistência à ditadura militar de nosso roteiro.

Para nos acompanhar, além da guia credenciada pelo Ministério do Turismo Dolores Freixa, a historiadora Ângela Fileno. Ou seja, garantia de estarmos bem acompanhados nesse passeio.