Europa de Cinema

Roteiro de 30 dias pela França e Itália

Caribe: Punta Cana

Tudo o que você precisa saber sobre Punta Cana

Top 10 Cancun

Os 10 melhores pontos turísticos de Cancun e Península de Yucatán

Praia do Rosa / SC

Conheça os encantos das praias do litoral sul de Santa Catarina

As Praias de Arraial do Cabo

Confira as belezas do Pontal do Atalaia


Vista Chinesa: Rio 2016 - Dentro da Floresta da Tijuca


A Vista Chinesa, no Rio de Janeiro, é um dos mais belos mirantes do Rio. O conjunto é completo. Além da bela vista que se tem lá de cima, você ainda contempla o belo pagode e está dentro de uma floresta. 

Sim, encravada no coração do Rio de Janeiro está a maior floresta urbana do mundo (replantada pelo homem, conforme dados do site do Parque Nacional da Tijuca): a Floresta da Tijuca. São 3.953 ha de Mata Atlântica. A maior floresta do mundo em extensão seria o Parque Estadual da Pedra Branca, também na cidade do Rio de Janeiro. 

Os números incríveis não param por aí. O Parque Nacional da Tijuca é também o parque mais visitado do Brasil: são 3 milhões de visitantes por ano. Para quem não sabe, outros parques nacionais famosos no país são o Parque Nacional do Iguaçu, Parque Nacional Marinho de Fernando de Noronha e o Parque Nacional de Jericoacoara. 

Confira a seguir como chegar na Vista Chinesa e outras atrações que você pode incluir na sua visita ao Parque Nacional da Tijuca. 



Mirante da Vista Chinesa: Rio de Janeiro 2016

Um passeio dentro da Floresta da Tijuca, a maior floresta urbana do mundo

de 

Vista Chinesa Rio de Janeiro - Mirante
A Vista Chinesa é um dos melhores mirantes do Rio de Janeiro



Jardim Botânico: Rio 2016 - Lugares Imperdíveis


O Jardim Botânico no Rio de Janeiro é um dos principais pontos turísticos para se fazer no Rio, como já destacamos na matéria O que fazer no Rio: Top 10 Pontos Turísticos.

O lugar é enorme e requer algum planejamento. Não que você não possa simplesmente aparecer por lá e começar a vagar por suas deliciosas alamedas, mas para quem quer fazer um roteiro orientado e conhecer o que o Jardim tem melhor a oferecer, vale ficar de olho nas dicas que daremos a seguir.

Apesar de já termos visitado o Jardim Botânico anteriormente, esse texto faz parte do roteiro de nossa última viagem ao Rio de Janeiro, em janeiro de 2016. Para saber mais, consulte nosso roteiro de 4 dias pelo Rio.


Rio de Janeiro 2016: Lugares Imperdíveis no Jardim Botânico

Jardim Botânico: História, Preços, Horário e Funcionamento

de 

Rio 2016: Jardim Botânico - Principais Atrativos
A Aleia das Palmeiras é o maior cartão postal do Jardim Botânico

Depois de um primeiro dia no Rio com chuva, no dia seguinte o sol resolveu aparecer e já partimos para um mirante, o da Vista Chinesa. Só que no caminho, percebemos que as encostas estavam cheias de nuvens, então resolvemos mudar nossos planos e ir para o Jardim Botânico, que fica ali pertinho.

Aliás, confiram no mapa abaixo os pontos turísticos imperdíveis que podem ser visitados em um mesmo roteiro na região:

- Parque Lage;
- Jardim Botânico;
- Bairro da Gávea;
- Instituto Moreira Salles;
- Parque Nacional da Tijuca: Vista Chinesa.




Como Chegar


Há uma grande série de linhas de ônibus que passam na Rua Jardim Botânico nº 1008, onde está localizado o parque. São elas: 131-158-161-162-170-172-173-176-178-186-309-316-317-410-438-439-511-512-522- 524-536-538-569-570-573-574-583-584-2014-775D-750D. Obviamente você não vai conseguir decorar todos esses números, então melhor perguntar no ponto de ônibus.

Caso vá de carro, procure estacionar na Rua Pacheco Leão ou na Praça Santos Dumont, na Gávea. Ande sempre com o cartão do Rio Rotativo ou você pode comprar se encontrar algum vendedor credenciado. Em geral eles aparecem. Custa R$ 2,00 o período de 2 horas para os lugares de alta rotatividade.

Uma boa alternativa parece ser de metrô. Vá até a Estação Botafogo e de lá pegue um ônibus de integração do metrô até a Rua Jardim Botânico 728. De lá, a entrada mais fácil é pela Rua Pacheco Leão 101.

Café da manhã no La Bicyclette


Estacionamos o carro na Rua Pacheco Leão e na caminhada até o Jardim Botânico, encontramos o La Bicyclette, que fica na própria Pacheco Leão, em frente à Rede Globo (há também uma filial dentro do Jardim Botânico). Lá sentamos para um café e um croissant, que é um dos carros fortes do lugar.

A filosofia do lugar é de preparar pães como antigamente, por exemplo, assados diretamente na pedra. Os croissants, pains au chocolat e brioches são produzidos com matéria prima selecionada. Os produtos não tem gordura, dizem no site. Opa!!!

Se você estiver com fome, peça o café da manhã completo. Os preços variam de R$ 25,00 a R$ 64,00. Nós já tínhamos tomado café no apartamento, então eu fiquei só com o croissant mesmo, recheado com banana e nutella (R$ 12,50). Delicioso e fresquinho.

Ótimo jeito de começar um passeio né?



Jardim Botânico: História


Como estávamos na Pacheco Leão, entramos por ali mesmo, no acesso lateral.

Com atividades iniciadas em 1808, o primeiro desafio do Jardim Botânico era aclimatar espécies trazidas do exterior. Em outros momentos, estudos para cultivos de plantas visavam benefícios econômicos, como o plantio do chá, as palhas e as amoreiras.

Em paralelo aos estudos, o Jardim também foi aberto à visitação e adaptações foram feitas para melhorar a experiência de lazer do público, como a criação de cascatas e lagos. Nesse aspecto, um dos maiores destaques foi Frei Leandro, criador do Lago da Vitória-Régia.

Rio 2016: Jardim Botânico - Principais Atrativos
As aléas possuem indicação e em vários trechos o Jardim também traz explicações sobre as espécies existentes

Ao entrar no Jardim Botânico, fique atento as placas que informam quais as espécies encontradas. Os jardins botânicos são lugares justamente para isso: estudar e apreciar as espécies. Mas o destaque no Jardim Botânico fica mesmo para as espécies da Floresta Amazônica. O naturalista Adolpho Ducke (1867-1959) trouxe várias espécies de suas expedições até a Amazônia.

São vitórias-régias, seringueiras, pupunhas e os pau-mulatos, espécies que encontramos no início do passeio. O pau-mulado é uma árvore típica da Amazônia que se destaca pelo tronco liso e brilhante, e bastante extenso, com mais de 30 metros. Não deixe de alisar o pau-mulato, sem duplo sentido hein?

Rio 2016: Jardim Botânico - Principais Atrativos
O pau-mulato, árvore típica da Amazônia, tem o troco liso e lustroso, uma beleza

1 - Chafariz das Musas (Chafariz Central)


Enquanto caminhávamos até o Chafariz das Musas e estávamos fazendo um snapchat (viagenscine), eis que aparece atrás de nós o Cristo Redentor lá no alto do Corcovado. Sim, é possível avistá-lo de vários pontos do Rio, e também do Jardim Botânico.

E logo encontramos o Chafariz Central, um dos pontos mais emblemáticos do Jardim Botânico. Ele fica numa localização central e com maravilhosas sombras, além da própria fonte, que representa quatro musas da mitologia grega: Calíope (poesia épica), Clio (musa da história), Erato (poesia lírica) e Tália (musa da comédia).

Rio 2016: Jardim Botânico - Principais Atrativos
O Chafariz Central, com o Cristo Redentor ao fundo

2 - Aleia das Palmeiras


Mas o maior símbolo do Jardim Botânico é mesmo esse corredor de palmeiras imperiais, que ganhou o nome Aleia Barbosa Rodrigues. João Barbosa Rodrigues foi diretor do Jardim Botânico entre 1890 e 1909. São 134 palmeiras-imperiais com altura média de 30 metros, o que equivale a um prédio de 8 andares. A grandiosidade das árvores acabou virando símbolo do lugar.

Rio 2016: Jardim Botânico - Principais Atrativos
Aproveite para tirar suas melhores fotos aqui, na Aleia das Palmeiras
Outra aleia curiosa é a Aleia Serpa Brandão, administrador do Jardim Botânico a partir de 1829. Dizem que Serpa Brandão queria monopólio das palmeiras e mandou queimar todo ano as sementes, mas mesmo assim os escravos levavam sementes escondidas e, graças a eles, as palmeiras se espalharam pelo Brasil.

De qualquer forma, pela origem já se prevê que as palmeiras centenárias daqui, se não são monopólio do Jardim Botânico como queria Serpa Brandão, pelo menos se tornaram as palmeiras mais famosas do Brasil.

Rio 2016: Jardim Botânico - Principais Atrativos


3 - Lago Frei Leandro (ou Lago da Vitória Régia)


Frei Leandro foi o primeiro diretor do Jardim Botânico e mandou os escravos escavarem a terra do local para dar lugar ao lago que ganhou o seu nome. A terra tirada para o lago virou um elevado, uma espécie de morrinho, chamado Cômoro Frei Leandro, onde há uma estátua do Frei e também um ponto de vista perfeito para o entorno.

Rio 2016: Jardim Botânico - Principais Atrativos
Cômoro Frei Leandro, em homenagem ao primeiro diretor do Botânico, fica num elevado

Mas o lago impressiona mesmo pelas belas vitórias régias, que podem suportar até 45 quilos. Em algumas delas nascem flores, exatamente como tínhamos visto nos Jardins de Monet. Uma beleza só. Lembrando que como falamos anteriormente, a vitória-régia também é uma espécie originária da Amazônia.

Rio 2016: Jardim Botânico - Principais Atrativos
Lago Frei Leandro, também conhecido como Lago da Vitória-Régia, é belíssimo

4 - Gruta Karl Glasl


A gruta é outro desses lugares incríveis do Jardim Botânico. Construída por Karl Glasl para abrir espécies que estão acostumadas com ambientes mais escuros e úmidos, eu adoro entrar na gruta e ficar buscando ângulos dela para o Botânico.

Note também que assim como no Lago da Vitória-Régia, por aqui também é possível encontrar ninféias.

Rio 2016: Jardim Botânico - Principais Atrativos
Gruta Karl Glasl foi construída para espécies acostumadas com ambientes escuros e úmidos

5 - Cascata do Jardim Botânico


Tudo parece muito natural no Jardim Botânico, mas as cascatas também foram obra de Frei Leandro, que buscava não somente representar a flora aquática, mas também criar refúgios de tranquilidade. Quem se aproxima da cascata e ouve o barulho de suas quedas, não tem como ser invadido por uma sensação de paz.

Rio 2016: Jardim Botânico - Principais Atrativos
A Cascata do Jardim Botânico cria um ambiente também para representação da flora aquática
Ainda existem inúmeros outros destaques no Jardim Botânico que valem a pena serem visitados, como o Jardim Japonês, o Jardim Mexicano, o Jardim Sensorial, o cactário, a Casa dos Pilões, a estufa de plantas insetívoras e a lista corre. Aqui procuramos destacar os nossos lugares preferidos por lá, quais são os seus?

Restaurantes no Jardim Botânico

Na hora de voltar para o carro, decidimos almoçar na Rua Pacheco Leão, que está cheia de lugares gostosos. Dei uma olhadinha no TripAdvisor e alguns dos melhores restaurantes do Rio estavam por lá.

Além do La Bicyclette, que já mencionamos, tem o Couve Flor (onde comemos, comida por quilo a R$ 81,00, meio salgado), o Yume, o Bar do Horto (nossa primeira opção, mas estávamos com pressa, preferimos o quilo mesmo), o Jojô Bistrô e o Borogodó. Localização tranquila (infelizmente não tem fácil para estacionar, como em qualquer lugar do Rio), ambientes gostosos, vale a pena conferir.



FICHA TÉCNICA:

Passeio: Jardim Botânico
Direção: Rio de Janeiro
Produção: R$ 9,00. Aberto diariamente das 8h às 17h, exceto às segundas que só abre às 12h e no verão, que fica aberto até às 18h
Fotografia: Fabio Pastorello e Cleber Alcantara
O melhor: Não é a toa que a Alea das Palmeiras é o símbolo do Jardim Botânico: use e abuse desse lugar
O pior: Evite os fins de semana, quando o lugar fica muito cheio e obviamente você perde aquela chance de realmente relaxar num lugar propício para estar em paz. 
Ano: 2016
País: Brasil
Avaliação: ★★★

Leia a seguir: Vista Chinesa - Mirante no Parque da Tijuca

Confira o roteiro completo: Rio 2016: Roteiro de 4 Dias


Fonte: Jardim Botânico do Rio de Janeiro



© 2015 Fabio Pastorello. Todos os direitos reservados. A reprodução de textos e/ou imagens não é permitida sem prévia autorização do autor. 




Rio 2016: Roteiro de 4 Dias com Praias, Trilhas e Mirantes


Rio 2016: em ano de Olimpíada, resolvemos começar 2016 com uma viagem justamente para a cidade que promete ser o centro das atenções no Brasil, o Rio de Janeiro.

Nosso roteiro era de apenas 4 dias completos, mas deu pra fazer bastante coisa. O roteiro fugiu das atrações mais tradicionais do Rio de Janeiro, como o Cristo Redentor e o Pão de Açúcar, já que não é a primeira, nem a segunda, mas "sei lá qual vez" que vamos para o Rio. 

Dessa vez, tínhamos objetivos bem específicos, como conhecer praias novas e também incluir mirantes e trilhas que garantissem novos pontos de vista para a Cidade Maravilhosa. Ainda que muito tenha ficado de fora, deu pra fazer programas bem legais. 

E não dá para fugir do clichê: o Rio de Janeiro continua lindo. Cheio de problemas, entre eles o que mais nos incomodou dessa vez foi a dificuldade de estacionar (segurança sinceramente para nós não foi uma questão). Mas sempre um destino de viagem maravilhoso.

Bora conferir uma resumão de como foi a nossa viagem?


Rio de Janeiro 2016: Roteiro de 4 Dias

Explorando as Praias, as Trilhas e os Mirantes do Rio

de 

Rio 2016: Um Roteiro de 4 Dias com Praias, Trilhas e Mirantes
Mirantes, trilhas e praias incríveis foram o destaque dessa viagem ao Rio de Janeiro

Como em toda viagem, ainda vem muito vídeo pela frente. Só para dar um gostinho de como foi essa viagem, preparamos um vídeo de cerca de 1 minuto, vale conferir.




Punta Cana: 5 Atividades Cinematográficas no Hard Rock


Ficar em um hotel all inclusive em Punta Cana é uma das experiências que muitos viajantes sonham. Se for em uma viagem de lua de mel então, imagina só. Mas já alertamos por aqui: pode rolar uma decepção se o hotel não for bem escolhido.

E quem diria, né? Um dia em meu currículo de viajante eu já me hospedei em muito buraco, hotéis de baixíssima qualidade só para economizar, e demorei para entender como a escolha da hospedagem pode influenciar SIM a sua viagem. Bom, pelo menos a minha tem influenciado. 

Hoje em dia, prefiro avaliar a relação custo-benefício do que simplesmente o preço. A localização onde está seu hotel, a estrutura do hotel e a própria experiência de hospedagem também são fatores de sucesso para a viagem. E nada melhor do que um bom hotel para garantir uma viagem cinematográfica. 

Em Punta Cana, isso é elevado à máxima importância. O grande "barato" de ficar em Punta Cana é se hospedar bem. OK, não será barato, embora muita gente defende que é mais barato ir para um resort em Punta Cana do que no Brasil. Vale fazer as contas. 

Por isso, vamos falar mais um pouco de nossa hospedagem no Hard Rock Hotel & Casino Punta Cana, hotel onde ficamos em Punta Cana, um hotel para lá de cinematográfico. 

Ainda tivemos a oportunidade de conversar com outros hóspedes, e confirmar que esse destino pode ser uma ótima opção para passar a lua de mel. Imagina só? 

Nessa matéria, vamos falar sobre 5 atividades extras imperdíveis para fazer no Hard Rock


Punta Cana: 5 Atividades Cinematográficas 

Hard Rock Hotel e atividades extras imperdíveis

de 

Confira quais são as grandes emoções que podem lhe esperar em Punta Cana



Ecoturismo e Turismo de Aventura: 5 Dicas de Viagem no Brasil


Para quem gosta de turismo de aventura, nessa matéria, vamos listar 5 dicas de destinos de ecoturismo no Brasil, lugares em que você vai ter uma experiência intensa de contato com a natureza. E se você mora no Brasil e acaba sendo planejando viagem para praias, pode estar perdendo uma boa parcela de viagens e destinos incríveis. 

O ecoturismo é uma vertente de viagem que têm crescido cada vez mais, aliado com outros tipos de viagens correlatas, como a Viagem de Aventura, o Turismo Cultural e o Turismo Rural. 

Mas é importante que os melhores destinos de ecoturismo explorem suas atrações respeitando o meio ambiente. O ecoturismo não pode destruir seu principal atrativo, senão não terá futuro. Por isso, boa parte desses destinos no Brasil, investem em soluções de sustentabilidade

O desenvolvimento sustentável dessas regiões combina crescimento econômico com a preservação do patrimônio natural, mas também o desenvolvimento da população local (gerando novos postos de trabalho e inclusão social). Ou seja, sustentabilidade é um modelo em que todos ganham: o turista, o empresário de turismo, os habitantes e, principalmente, a natureza. 

A lista infelizmente deixou de fora outros destinos incríveis, seja porque eu ainda não conheço, seja porque ainda não tenho material fotográfico ou em vídeo para compartilhar com vocês. O princípio aqui do blog é sempre mostrar nossas experiências. 

Bora conhecer e valorizar esses destinos lindos no Brasil?



Turismo de Aventura: 5 Dicas de Ecoturismo 

Destinos imperdíveis no Brasil e seus programas de sustentabilidade

de 


Dicas de Viagem de Ecoturismo no Brasil


Antes de ler mais um pouco sobre cada um dos 5 destinos de ecoturismo que indicamos nessa matéria, que tal dar uma olhada nas nossas filmagens que fizemos nessas viagens. Os lugares são incríveis, em vídeo ficam ainda melhores, dá uma olhada.





As 10 Melhores Praias de Santa Catarina


Quais são as Melhores Praias de Santa Catarina: um dos Estados com as mais belas praias do Brasil. Boa parte delas está em Florianópolis, a capital. Mas também há belezas por todo o Estado. Por isso, resolvemos priorizar em 2015 alguns destinos para montar essa lista das melhores praias de Santa Catarina e Florianópolis

Assim como as outras listas das melhores praias de cada Estado, essa lista só contempla as praias que efetivamente já conhecemos. As fotos das praias são todas de nossa autoria. 

É bem provável, portanto, que ainda seja uma lista ainda imperfeita, sujeita a modificações. Acima de tudo, é uma lista subjetiva

Mas efetuamos algumas pesquisas (no final do texto você encontra os links para listas de outros sites e viajantes) e durante essas viagens, acreditamos que incluímos algumas das melhores praias do Estado. Mas Santa Catarina sempre será um destino para se retornar. 

Portanto, se você não viu sua praia favorita aqui na nossa lista, não deixe de comentar e dividir conosco a sua preferência. Ela será muito útil não são para a nossa próxima viagem, como para as viagens de outros visitantes do blog. 


Top 10 Praias - Santa Catarina

Confira uma lista das melhores praias de Florianópolis e Santa Catarina



Melhores Praias de Santa Catarina e Florianópolis
Terra de algumas das mais belas praias do Brasil, Santa Catarina é um destino e tanto



Dicas de Roteiros para 3, 5 ou 7 dias em Paris


Quantos dias reservar para Paris? E o que fazer se você tem 3, 5 ou 7 dias na cidade? Tempo pode ser um dos grandes limitadores para você conhecer Paris da forma mais adequada. 

Isso se consideramos que o melhor programa de Paris talvez seja justamente flanar pela cidade, ou seja, vagar sem rumo e sem checklist de lugares para conhecer na cidade.

Mas sejamos honestos. Ninguém quer voltar de Paris sem ter conhecido a Torre Eiffel, a Notre-Dame ou dividido a Monalisa com uma multidão de outros turistas. Os clichês de Paris não ficaram famosos à toa. São programas imperdíveis. 

E há muitos programas imperdíveis para se fazer em Paris. Para organizar melhor suas ideias e também tudo o que já publicamos aqui no blog, nessa matéria vamos apresentar algumas sugestões do que fazer se você tem 3 dias, 5 dias ou 7 dias em Paris

Dicas de Roteiros para 3, 5 ou 7 dias em Paris


Muita coisa para ver em Paris: confira nossas dicas e roteiros


Trilha até a Praia da Lagoinha do Leste: Florianópolis


Em Florianópolis, ou Floripa como muita prefere chamar, a Praia da Lagoinha do Leste frequentemente é considerada uma das melhores praias da ilha. 

Lagoinha do Leste entra inclusive na lista das melhores praias do Estado de Santa Catarina e algumas vezes entre as melhores praias do Brasil. 

Um dos diferenciais da praia é o acesso. Para se chegar nela, é preciso pegar uma trilha um pouco puxada, mas que garante o aspecto paradisíaco do lugar. Sim, em geral quanto mais difícil o acesso, mais reservada é a praia. 



Trilha até a Praia da Lagoinha do Leste

Florianópolis - Praias: Diário de Viagem

de 


Trilha Lagoinha do Leste: Floripa
Trilha até a Praia da Lagoinha do Leste, no litoral sul de Floripa: um paraíso escondido e selvagem

Eu já tinha conferido a Praia da Lagoinha do Leste há muito tempo, na minha primeira ida até Florianópolis.

E durante muito tempo eu quis voltar, mas sempre desistia por causa do tempo ruim (detesto fazer trilha em dia de possibilidade de chuva) e confesso, por preguiça mesmo.

Em Floripa tem tanta praia bonita e de fácil acesso, que sempre parecia desnecessário fazer uma trilha para ir até outra praia.

Mas acreditem: a trilha vale a pena. E optamos por fazê-la num dia em que a chuva parecia improvável, quando visitamos a ilha no mês de abril.

Confiram como foi a trilha e o que fazer na praia da Lagoinha do Leste.


Retrospectiva: As Principais Viagens e Balanço de 2015


O ano de 2015 foi marcado por algumas viagens de maior relevância e baseadas em duas vertentes de nosso trabalho, que acabaram se tornando nossas principais características. 


1 - VIAGENS INSPIRADAS PELOS FILMES


  • Em função do aumento do dólar e do euro, quase desistimos de um projeto idealizado por alguns meses, que era fazer um roteiro na Europa inspirado por 10 filmes de viagem
  • Mantivemos o projeto e fomos visitar as locações de filmes como "Sob o Sol da Toscana" e "Meia Noite em Paris". A viagem para a França e Itália foi um grande sucesso nas redes sociais
  • No início de 2015 começamos o ano com 3.700 seguidores no Instagram. Após a viagem da Europa, eles somavam 7.200 seguidores, quase o dobro


2 - AS MELHORES PRAIAS DO BRASIL


  • A outra vertente de 2015 esteve baseada no projeto de listar as melhores praias do Brasil
  • Baseado nas listas que fizemos das melhores praias da Bahia, Ceará e Rio de Janeiro, 2015 foi pautado nas viagens para Santa Catarina, para em breve divulgar a lista das melhores praias daquele Estado. 
  • Em agosto, retornamos ao Rio de Janeiro para consolidar a lista do Rio de Janeiro. A viagem que incluiu Arraial do Cabo e Búzios representou mais um salto no número de seguidores, que hoje chegam nos quase 18.000 seguidores. Nada mal para quem começou o ano com 3.700.

Ou seja, ficamos muito felizes que nossos projetos tenham encontrado repercussão em vocês, nossos amigos que viajam sempre com a gente: os leitores e seguidores do Viagens Cine. 

E podem ter certeza: temos o cuidado de observar as pessoas que nos seguem, aqueles que comentam e acompanham nossas viagens, e ter muita gratidão por esse carinho. E com vocês, viajar fica muito mais legal. 

Vamos conhecer um pouco mais das viagens que fizemos em 2015?


Retrospectiva e Balanço Viagens Cine

As Principais Viagens de 2015

de 

Cleber e eu em Positano, na Costa Amalfitana, um dos destinos cinematográficos que visitamos esse ano


Top 10 - Dicas das Melhores Praias de 2015


Comece o ano novo com uma promessa: qual nova praia irei conhecer em 2016! Bora conhecer algumas dicas das melhores praias que visitamos em 2015.

É isso aí, sabe aquelas frases de viagem que o pessoal compartilha pela internet? Uma delas é que você precisa conhecer um lugar novo todo ano. E a gente segue à risca essa mensagem.

Em 2015, conhecemos várias praias novas, e vamos destacar as melhores praias que conhecemos por aqui. O foco das praias no Brasil esteve concentrado em Santa Catarina e no Rio de Janeiro, destinos que mais visitamos nesse último ano.

Além disso, incluímos também belos destinos no exterior, como no Caribe (destino sonhado por todo viajante que gosta de praias) e na Europa (que também praias de perder o fôlego).

Mas sabe que o negócio é meio viciante: quanto mais lugares a gente conhece, maior a nossa vontade de conhecer mais. E a lista para 2016 só aumenta viu???


Top 10 - Melhores Praias de 2015

Dicas de Praias que Você Precisa Conhecer em 2016

de 

Dicas de Praias Imperdíveis para 2016
Embora não tenham entrado nessa lista pois já conhecíamos, as Prainhas do Pontal do Atalaia são imperdíveis



Tailândia: Dicas de Uma Viagem Incrível


Tailândia: um dos destinos de viagem mais cinematográficos que existem.

Praias e ilhas paradisíacas da Tailândia como Koh Phi Phi, Phuket e Krabi estão na lista de desejos de quase todos os viajantes.

E nós do Viagens Cine não ficamos de fora.

Enquanto a gente não visita a Tailândia, resolvemos convidar o Amilton Fortes, do blog Turisteiro, para contar como foi a viagem recente dele para lá.

As fotos e os relatos do Amilton estão incríveis, vale a pena seguir o Instagram, conhecer o Facebook do Turisteiro e também visitar o blog.

Sigam o Amilton Fortes no Instagram: @turisteiro 


Não esqueça de deixar um comentário no final da matéria e nos diga o que achou da viagem do Amilton. E não se esqueça de passar no Turisteiro para saber mais, hein?


Tailândia: Dicas de Uma Viagem Incrível

Dicas e Fotos por Amilton Fortes  para a série A Viagem do Leitor



Tailândia: Dicas de Viagem
A praia de Maya Bay, na Tailândia, é um dos destinos mais cobiçados pelos viajantes. Foto: Shutterstock.com

Olá, meu nome é Amilton, sou autor do blog turisteiro.com.

Depois de ter o privilégio de passar trinta e dois dias conhecendo a Ásia, posso dizer que a Tailândia se tornou, sem dúvida, um dos meus lugares favoritos do mundo.

Primeiro pela sua diversidade que inclui uma fascinante cultura, religiosidade, praias, montanhas, interação com animais, rica gastronomia e intensa vida noturna e depois por todo o resto: segurança, mobilidade, simpatia do seu povo e por seus lugares fascinantes.

Vem ler esse texto para saber mais sobre essa aventura ou pegar um monte de dicas e planejar sua viagem pra lá!



O que fazer em Punta Cana: Passeio até Isla Saona


Em Punta Cana, um dos programas imperdíveis é o passeio de barco até a Isla Saona. Nessa matéria, vamos ver como funciona esse passeio, quais são as paradas e os lugares incríveis que você irá conhecer. 

E porque vale a pena deixar o seu hotel all inclusive, pelo menos durante esse dia, para conferir um dos lugares mais belos da República Dominicana. 

Sim, acreditem. É difícil largar o conforto e as opções de lazer e refeições de um resort all inclusive para fazer qualquer coisa fora do hotel. Você até se sente meio culpado. Mas a infidelidade é rápida, no final do dia você já estará de volta para continuar nas mordomias do nosso hotel. 


Onde Ficar em Punta Cana: Hard Rock Hotel & Casino Punta Cana


No nosso caso, em particular, a culpa foi ainda maior, já que estávamos no Hard Rock Hotel & Casino Punta Cana, um resort incrível que além das 13 piscinas, dos 9 restaurantes e do quarto com banheira hidromassagem digno de qualquer rock star, você tem ainda uma programação de lazer excelente. 



Punta Cana: Passeio de Barco até a Isla Saona

de 

Isla Saona: Punta Cana
Um dos lugares mais lindos em que eu já estive: Isla Saona já me dá vontade de conhecer outros destinos do Caribe