Europa 2014

Confira nosso roteiro pela Espanha, Mediterrâneo e Portugal

Florianópolis: 10 Melhores Fotos em Floripa


Em 2014, uma das nossas primeiras viagens do ano foi para Florianópolis. Gostaríamos de ter escrito mais sobre essa viagem, mas não deu, então antes que o ano acabe, gostaria de compartilhar os nossos melhores registros da ilha.

Pelas fotos, você também poderá ver os principais pontos turísticos de Floripa e o que tem de melhor para se fazer por lá. Nosso enfoque é sempre o que nós fizemos, o que infelizmente não abrange tudo o que há para fazer por lá.

Também vamos deixar algumas dicas de como fotografar melhor a ilha, como os recantos onde as fotos rendem melhor.

O importante é que Florianópolis é um lugar incrível que não cansamos de retornar. Espero que curtam as fotos e nossas dicas. E não deixem de comentar no final do post qual a sua fotografia predileta e que lugar ainda precisamos conhecer por lá.

Florianópolis: As 10 Melhores Fotos...

... Praias e Coisas que Fizemos em Floripa

de 

A Ponte Hercílio Luz é um dos cartões postais de Floripa: saiba qual o melhor ponto para fotografá-la

1 - Ponte Hercílio Luz


Para fotografar a ponte, caminhamos até a Avenida Beira Mar Norte (na altura da Rua Felipe Schmidt) e fomos em direção da ponte. Todas as dicas eu peguei no blog Meus Roteiros de Viagem, o Diego tem um post específico de quais os melhores lugares para fotografar a ponte, além de ser o blog mais completo sobre esse destino. 

Vista da Ponte Hercílio Luz a partir do calçadão da Beira Mar

Pessoalmente, eu não curto muito a vista da Praça Hercílio Luz (um dos mirantes de Floripa), pois acho a vista poluída por fios, postes e o entorno que não é muito agradável visualmente.

Por isso, fomos caminhando pelo calçadão, que também é usado para o pessoal fazer exercícios. São os corredores que garantem o movimento, fora isso não há muita gente, portanto melhor não ir muito tarde.

Visualizar mapa no Google Maps

Finalmente chegamos no trapiche da Scuna Sul, ao lado do restaurante Pier 54. A vista é sensacional (vide foto no início do post).

No calçadão, aproveite também para tirar uma foto com esse letreiro "Sou Bem Floripa" todo colorido

Review: Pousada Enseada das Conchas | Onde Ficar na Ilha do Mel


Para quem procura hotéis ou pousadas na Ilha do Mel, fica a dica: a ilha é um lugar especial, onde a proposta é um contato maior com a natureza. Portanto, a sua hospedagem tem que combinar com essa fórmula, para que a viagem seja melhor ainda.

Ao mesmo tempo, pelo menos para mim, a interação com a natureza não está dissociada do conforto. Eu procuro um lugar que consiga aliar essas duas demandas: o respeito e interação com a natureza e ao mesmo tempo o bem estar.

Já fiquei hospedado em cada roubada que se vende como uma hospedagem rústica ou ecológica, mas é tudo desculpa para falta de estrutura e falta de cuidado com a experiência de seus hóspedes.

Por isso, quando conferi a avaliação de hospedagem da Carla Boechat, do blog Fui, Gostei, Contei, já fiquei bem animado em relação ao lugar em que ela havia ficado. Colaborou também o fato da pousada ser a segunda melhor avaliada no TripAdvisor. E confiram a seguir como foi nossa experiência.


Review: Pousada Enseada das Conchas

Onde Ficar na Ilha do Mel

de 

Pousada Enseada das Conchas, em frente à Praia do Farol

Ilha do Mel: Onde Ficar


A Ilha do Mel tem duas opções principais de hospedagem. Ou você fica em Nova Brasília, ou você fica em Encantadas.

  • Quem fica em Nova Brasília tem uma opção mais tranquila de hospedagem, com menos badalação, mas está bem localizado: existem 3 praias bem próximas e alguns restaurantes. Mercadinho só encontramos um. 
  • Quem fica em Encantadas, tem mais opção de baladas noturnas, bares e restaurantes à beira mar (em Nova Brasília as praias não possuem quiosques ou restaurantes) e tudo parece mais concentrado, portanto o agito é provavelmente maior (digo provavelmente porque não ficamos lá à noite para conferir).
Encantadas possui uma orla, com alguns mercados, lojas e restaurantes
De qualquer forma, não me parece que você pode cometer um erro se escolher ficar em uma ou em outra localidade. As duas regiões são opções agradáveis de hospedagem. Somente se você privilegia tranquilidade, talvez deva escolher Nova Brasília; enquanto para quem busca mais vida noturna, a melhor opção é Encantadas.

Em relação às praias, as duas também estão muito bem servidas.

IMPORTANTE: quando for pegar o barco de Pontal para a Ilha do Mel, é importante definir se você vai ficar hospedado em Nova Brasília ou Encantadas. As embarcações são diferentes. Caso você pegue o barco errado, terá que pegar outro barco para a região final.


Pousada Enseada: Como Chegar


Ao desembarcar do trapiche, em Nova Brasília, existe um quiosque de informações turísticas, onde você pode pegar um mapa da ilha e pedir informações.

Trapiche na chegada em Nova Brasília, uma das regiões de hospedagem na Ilha do Mel
Mas não tem muito o que errar. Quer dizer, na verdade sempre tem rs, mas no início é mais fácil. Descendo do trapiche, você caminha um pouco adiante e vira à direita, no caminho para a Praia de Fora / Praia do Farol. Há uma longa rua, com várias pousadas e restaurantes.

Detalhe: as ruas são de areia, portanto sua mala de rodinha não terá muita utilidade por aqui.

Ruas de areia na Ilha do Mel, melhor esquecer a mala de rodinha

Depois que chegamos na Pousada Beehouse e no Restaurante Mar e Sol, que ficam num largo e tornaram-se referência de localização, ficamos um pouco confusos e nos perdemos, portanto vale a pena perguntar às pessoas. Não foi nada drástico, mas com malas, o caminho acaba ficando mais cansativo.

Ao todo, acho que levamos uns 15 minutos (incluído o momento lost) para chegar até a Pousada.

Mapa de Nova Brasília e da Pousada Enseada das Conchas. Visualizar mapa expandido no Google Maps

Chegada na Pousada Enseada das Conchas


Chegamos na Pousada e fomos recebidos pelas simpáticas moças que trabalham por lá: a Yana e a Joyce. Elas pediram que aguardássemos um pouco, pois Carlos e Sueli, os responsáveis pela pousada, estavam atendendo outros hóspedes.

Desabamos eu e Cleber, cada um em uma rede, e já deu pra sentir que relaxar era o lance por ali. Enquanto ficamos ali descansando na rede, os gatinhos da pousada (são mais de 10) ficam circulando, bem na deles. Logo Carlos e Sueli apareceram para nos recepcionar.

Redes e cadeiras de praia na pousada são um convite ao descanso

É bom dizer que numa pousada com apenas 4 quartos, você se sente mais em uma casa do que propriamente num hotel. E o atendimento de Carlos e Sueli faz com que a gente se sinta ainda mais à vontade. Eles são simplesmente o máximo: muito atenciosos, carinhosos e prestativos. Fizeram de tudo para a nossa experiência ser a melhor possível. 


Gramado - Tour Quatrilho a Bordo da Princesinha


Quem chega a Gramado, encontra aquele mundo de fantasia que quase parece irreal. Escolher passeios como o Mini Mundo ou a Aldeia do Papai Noel é curtir essa deliciosa fantasia. Nada contra, aliás, quando estou de férias gosto mesmo é de viver uma realidade diferente e já comentamos um pouco sobre isso no post sobre o Korvatunturi. 

Mas pode ser que você queira viver uma experiência autêntica entre pessoas do local. O turismo de experiência tem crescido cada vez mais. Por isso, resolvemos fazer o Roteiro Quatrilho, um passeio de agroturismo por propriedades rurais no entorno de Gramado. 

A vontade também veio da influência cinematográfica, já que o nome do tour vem do filme "O Quatrilho", protagonizado por Glória Pires e Patrícia Pillar (e indicado ao Oscar de melhor filme estrangeiro), que conta a história de dois casais e um curioso jogo de troca de pares nessa região do sul do país. 

Juntando todas essas informações, fazer o tour se tornou uma necessidade e valeu o empenho em realizá-lo. 

Turismo Rural em Gramado

Tour Quatrilho a Bordo da Princesinha


Tour Quatrilho a Bordo da Princesinha em Gramado
A Princesinha é um ônibus de 1958, mas segue firme e forte pelos caminhos rurais de Gramado

Um senhor de seus 90 anos acompanha correndo o nosso ônibus, enquanto o veículo se afasta da propriedade dos Lazzaretti. O ônibus, também chamado de Princesinha, cruza alguns parreirais na propriedade desse simpático (e bem disposto) velhinho. Em outra parada, conhecemos a casa onde moraram os personagens do filme "O Quatrilho". Suas histórias se misturam com o modo como aquela região se desenvolveu. Finalmente, um músico caipira anima, com seu acordeão, um delicioso café rural. Para cada um de nós e nosso Estado de origem, uma música improvisada na hora.

Essas são algumas das cenas de um passeio por propriedades rurais nos arredores de Gramado.
Os passeios de turismo rural são uma oportunidade de desenvolver e valorizar a identidade cultural da região e de seus moradores. Aqui na região de Gramado, o destaque são os imigrantes alemães e italianos. 
Caminhos da Linha TaperaOs roteiros integram o Projeto Talentos do Brasil Rural (promovido pelo Ministério do Turismo, Ministério do Desenvolvimento Agrário e Sebrae), que prevê a inclusão da agricultura no turismo no Brasil. Nada mais pertinente e interessante.

Confira no site do Ministério do Turismo outros do roteiros do Projeto Talentos do Brasil Rural. Espero ter a oportunidade de conferir outros desses passeios (e olha que são 24 roteiros).
na região de Gramado são 3 roteiros de turismo rural: o Quatrilho (que participamos), o Tour no Vale e o Raízes Coloniais. Além de conhecer o estilo de vida autêntico e rural desses imigrantes, é uma excelente oportunidade de também ajudá-los. O turismo agrega emprega e renda a esses empreendedores. 


Curitiba - Coral de Natal no Palácio Avenida


Há muito tempo eu sonho ir conferir o Natal em Curitiba. Isso por causa do coral de Natal, que desde a época do Banco Bamerindus (lá se vão mais de 20 anos de coral), parecia uma espetáculo emocionante e inesquecível. Quem não está associando o nome à pessoa, é aquele espetáculo em que as crianças cantam músicas de Natal na janela de um prédio histórico todo iluminado. 

Por isso, quando fiquei sabendo da 4a. edição do Curitiblogando, encontro de blogueiros que acontece periodicamente em Curitiba, fiquei animado. 

Na divulgação do Curitiblogando, o coral no Palácio Avenida em Curitiba era um dos eventos anunciados. Quando recebi um e-mail da Ana Martinelli, uma das organizadoras do Curitiblogando, informando de uma vaga, confirmei prontamente. Mas será que, afinal, assistir o coral ao vivo seria como eu imaginara? 

Quer saber? Foi muito melhor. Confira nesse post. 

Curitiba - 4a. Edição do Curitiblogando

Coral de Natal no Palácio Avenida


Um espetáculo inesquecível: coral de Natal em Curitiba
100 crianças cantam e dançam músicas nas janelas do Palácio Avenida em Curitiba

Estava tão ansioso que cheguei por volta das 18h30, embora o espetáculo começasse somente às 20h15. A ideia era garantir um bom lugar. Ainda era dia e as pessoas já começavam a garantir lugar em frente ao prédio do Palácio Avenida, localizado na Rua XV de Novembro (mais conhecida como Rua das Flores, no centro de Curitiba). 

Mas ao contrário de onde a maioria das pessoas iria ver o coral, a organização do Curitiblogando providenciou um show no camarote
Os prédios localizados no entorno do Palácio Avenida são utilizados como camarotes para assistir o coral em melhor localização. Para tanto, são cobrados valores um pouco altos, pois a demanda é grande. No nosso caso, o camarote funcionou no restaurante Bella Vista (um restaurante por quilo). O valor foi de R$ 119,00 para meia entrada (para usufruir a meia entrada foi preciso doar um livro infantil). O valor inclui comes e bebes, uma taça de espumante e bebidas não alcóolicas à vontade. 

As 10 Melhores Praias do Rio de Janeiro


Você já elegeu as melhores praias que já conheceu?

Você já deve ter percebido que adoramos fazer listas, e nosso objetivo é fazer um Top 10 Praias para cada Estado brasileiro

A primeira lista foi das 10 melhores praias da Bahia (lembrando que as listas incluem APENAS praias que eu já conheci). 

Nessa lista, iremos explorar as melhores praias do Estado do Rio de Janeiro. Não é segredo que uma das minhas praias preferidas do Brasil fica por lá, mas essa lista foi bem difícil de montar, pois fácil fácil dá para extrapolar o número de 10 praias. 

As fotos foram tiradas em várias viagens. Um roteiro bem legal foi quando conciliei Ilha Grande, Rio de Janeiro e Búzios na mesma viagem. A partir de São Paulo dá para visitar os destinos em viagens rápidas de 4 ou 5 dias. Para quem mora no Rio, então, um fim de semana já dá para curtir bastante. Inveja de meus amigos cariocas.

Se você acha que ficou faltando alguma praia, deixe seu comentário. Essa lista pode ser modificada conforme eu vá conhecendo novas praias. As modificações serão indicadas. 



Top 10 Praias - Rio de Janeiro

Confira uma lista das melhores praias do Estado do Rio de Janeiro 

de 


1 - Praia do Farol - Arraial do Cabo


  • Entre as melhores praias do Rio e do Brasil (a sexta em ranking recente do site TripAdvisor). O maior defeito da Praia do Farol é que ela é uma praia controlada pela Marinha e os visitantes só podem ficar nela no máximo 1 hora
  • Como o tempo é curto, cada visitante aproveita o lugar intensamente. As águas são incrivelmente translúcidas e é fácil fácil ver vida marinha em um mergulho em suas águas (nem precisa de equipamento, embora Arraial do Cabo seja conhecida como a capital do mergulho no Brasil). 
  • A paisagem é de tirar o fôlego, não somente por conta da água do mar, mas também por uma bela árvore que praticamente domina o cenário
  • O acesso é somente em passeios de barco, a partir da Praia dos Anjos. 
Entre as melhores praias do Rio e do Brasil, a Praia do Farol
O mar impressionante da Praia do Farol, em Arraial do Cabo

Quer trocar objetos usados por viagens?



POST PATROCINADO

Quer trocar objetos usados por viagens?


Tive que trocar alguns armários aqui em casa recentemente e na hora de separar o que guardamos, você não tem noção da quantidade de objetos desnecessários para mim e minha família, que eu mantinha em meus armários.

Botei tudo para fora do armário e comecei a me desvencilhar de coisas que há muito tempo eu não usava, ou sequer olhava.
Livrar-se de coisas sem uso é um grande alívio. E se você puder ainda ganhar um dinheiro com elas, o negócio fica ainda mais perfeito.
Por isso achei providencial o convite da OLX para desapegar de algumas coisas.


Juntando um pouco aqui e um pouco ali, dá até para ajudar na próxima viagem.

Vou colocar aqui só um exemplo de como o processo é tranquilo.


Estrada Real: As Cachoeiras de Carrancas


Depois de percorrer cidades históricas, santuários e aventuras com o quadriciclo, a diversidade de passeios e atividades para fazer na Estrada Real não termina. 

No nosso quinto dia de Estrada Real, chegou a hora de aproveitar as cachoeiras de Carrancas. 

A região de Carrancas possui mais de 30 atrações mapeadas, a grande parte são cachoeiras para todos os gostos, desde as de acesso mais tranquilo até aquelas que exigem mais esforço de seus visitantes. 

Mas para chegar nelas, ainda rolou um pouco de aventura. De Tiradentes, onde estávamos hospedados, fizemos um percurso off-road passando por um trecho da Estrada Real. O percurso era bem difícil, e em vários momentos achamos que iríamos ficar parados na estrada. Mas em mãos experientes, deu tudo certo. 

E com gostinho de aventura é muito melhor!

Estrada Real: As Cachoeiras de Carrancas/MG

Após um off-road cheio de aventura, nada melhor do que curtir um delicioso banho de cachoeira

de 

Pausa para fotografar uma das cachoeiras do Complexo da Fumaça, 9 km do centro de Carrancas

Carrancas está localizada no Caminho Velho da Estrada Real, o caminho que parte de Ouro Preto em direção de Paraty.

Carrancas Estrada Real - Mapa
Visualizar mapa no Google Maps
Para chegar lá, contamos com o apoio da Carrancas Eco Adventure, que trabalha com vários roteiros pela região. 

Budapeste: A Pérola do Leste Europeu


Depois de escrever um guest post sobre como estava planejando sua viagem para a Europa inspirado no filme "Antes do Amanhecer", o Leonardo Assumpção retornou da viagem cheio de momentos para compartilhar. 

Nesse artigo, ele conta um pouco como se apaixonou por Budapeste, cidade cheia de encantos e além de tudo, barata.

De quebra, ele ainda teve a experiência única de ser chamado para o palco em um show de Kylie Minogue por lá, e tirou várias selfies com a cantora. Não é para qualquer um, né? 

Mas como o negócio é viagem e não show, vamos conferir o relato do Leonardo sobre sua passagem pela capital da Hungria.  

Budapeste: a pérola do leste europeu!

Guest Post: Confira porque nosso leitor achou Budapeste a cidade mais linda da Europa

de Leonardo Assumpção

Budapeste, uma das cidades mais lindas da Europa, ou será a mais bonita?
Foto: Visite Hungria. Licença: Creative Commons 2.0

“Jó reggelt” (bom dia): a única expressão que eu consegui aprender em 5 dias em Budapeste rs.
Budapeste, a pérola do leste europeu faz jus a este título e para mim merecia outro (título): a cidade mais linda da Europa!  
Imaginem uma cidade suntuosa, com prédios maravilhosos, museus por todos os lados, belíssimos parques, um sistema público de transporte nota 10, baratíssima, limpíssima e um povo acolhedor?! Isso é Budapeste.

Realmente o húngaro é uma língua impossível de entender e concordo com Chico Buarque: o húngaro é a única língua que o diabo respeita.

Mas lá todo mundo fala inglês então não existe barreira linguística por lá.

A moeda local chama-se florin (forint em húngaro).

Como o País não adotou o euro a cidade acaba saindo (muito) barata para nós brasileiros, mas confesso que os três zeros decimais confundem bem a gente: você paga 200 ft por uma garrafa d´água e um bom jantar pode sair por 8.000 ft.

Mas fora isso a cidade é simplesmente perfeita e apaixonante.

Rota do Café em 5 Dicas: Guia Rápido


Voltei há poucos dias da Rota do Café, no norte do Paraná, e já retornamos ansiosos para contar um pouco de nossa viagem aqui no blog.

A verdade é que antes dessa viagem, eu pouco conhecia desse roteiro. Após a volta, já tenho um grande carinho pela Rota e pelo projeto desenvolvido pelo Sebrae do Paraná para estimular e desenvolver as atividades de empreendedores locais. 

A região tem se beneficiado muito do turismo. A história de suas cidades é resgatada e divulgada em museus, as fazendas têm se desenvolvido como opções de educação ambiental e as pessoas podem compartilhar suas histórias aos visitantes.

E nós visitantes, também ganhamos muito com essa rota. Veja a seguir 5 razões porque você precisa conhecer a Rota do Café, além de todas as dicas para você planejar sua viagem. 

Mas esse é apenas o primeiro dos posts de uma série que ainda iremos divulgar, contando em detalhes os lugares que visitamos, as pessoas que conhecemos e tudo o que vivenciamos. 


Rota do Café em 5 Dicas: Guia Rápido

Porque Conhecer, Como Chegar, Quando Ir, Onde Ficar, O Que Fazer

de 

Fazenda Palmeira, ainda mantém plantação de café não obstante o êxodo de seus funcionários para as cidades

Para montar o roteiro, os consultores do Sebrae passaram 2 anos visitando destinos e conversando com os moradores para que eles participassem do roteiro. É muita paixão e dedicação. Entre os consultores, a incrível Luciana Masson nos acompanhou durante a viagem, uma pessoa apaixonada por seu ofício e pela Rota.

A proposta da Rota do Café é aumentar o turismo no Paraná, fora do eixo Curitiba e Foz do Iguaçu. Mas também visa aproveitar o que o norte do Paraná tem de melhor: a hospitalidade de seu povo.


1 - Porque Conhecer


5 Razões para Visitar a Rota do Café


  • O roteiro foi premiado pelo Ministério do Turismo, em 2011, na categoria de Roteiro Turístico. O objetivo do prêmio é reconhecer boas práticas de desenvolvimento turístico regional. O reconhecimento vem principalmente do resgate da cultura e dos costumes das pessoas do norte do Paraná. 
  • No roteiro, tivemos a possibilidade de conhecer várias etapas da produção do café. Conhecemos como o café era produzido antigamente e como ocorre o plantio, a florada, a colheita e o processamento nos dias de hoje. As fazendas de café são o grande atrativo da região. Mas também você poderá degustar um café especial. Nós provamos os cafés preparados pela barista Cristina Maulaz, que também deu dicas de preparo e conservação. 

Cancun | México em 5 Dicas - Guia Rápido


Onde ficar na Riviera Maia: Cancun ou Playa del Carmen? Vale a pena ficar em um hotel all inclusive? O que fazer em Cancun e quantos dias são necessários? Cancun pode ser uma viagem barata? Viajar de pacote para Cancun ou dá para fazer turismo independente de pacotes e agências? É fácil se locomover por lá? 

Perguntas como essa são comuns enquanto a gente planeja uma viagem. Eu também fiz as mesmas perguntas antes de ir para lá. Agora que tenho algumas respostas, o negócio é compartilhá-las.  

Lógico as respostas que você irá encontrar aqui no blog, não necessariamente são as mesmas para você. Cada pessoa viaja de um jeito

Eu, por exemplo, não recomendo ficar todo o tempo em um all inclusive em Cancun, mas amigos em lua de mel indo para lá resolveram ficar em hotel com tudo incluso. Vou recomendar para esse casal o hotel em Playa em que nós pagamos 35 dólares a diária? Nunca. 

Mas espero que algumas dicas, sugestões e informações que você irá encontrar por aqui, sejam úteis para planejar a sua viagem. Aproveite: planejar a viagem também é uma tarefa deliciosa

Aproveite e qualquer dúvida, é só deixar um comentário no final de cada post que eu respondo. Se não tiver dúvida e quiser deixar um oi mesmo assim, vou ficar bem feliz. 


Cancun em 5 Dicas: Guia Rápido

Como Chegar, Quando Ir, Onde Ficar, O Que Fazer

de 

Cancun: Praia de Tulum, na Riviera Maya
Praias paradisíacas, a cultura maia e ótima infraestrutura na Riviera Maia

Índice de Posts no Blog


Dicas
Quanto Custa Viajar para Cancun
O que fazer em Cancun e na Riviera Maia - Parte 1
O que fazer em Cancun e na Riviera Maia - Parte 2
Como Aproveitar Melhor a Viagem para Cancun

Hospedagem
Onde Ficar: Hotel em Cancun
Review - Paradisus Cancun Resort

Passeios
Cenotes no México: Cenote dos Ojos, Gran Cenote, Cobá
Chichén Itzá
Isla Mujeres
Jungle Tour e SkyRider 
Mergulho em Cozumel
Playa del Carmen 
Tulum
Xcaret
Xel-Há

Guest Posts
Cancun - Entre o Paraíso e o Inferno

Vídeos no YouTube
Playa del Carmen, Akumal e Xel-Há
Isla Mujeres 


1 - Porque Conhecer


5 Razões para Visitar Cancun e Riviera Maia


  1. É UMA VIAGEM DOS SONHOS: Quando alguém fala em Cancun, logo você tem na imagem uma praia paradisíaca, um hotel delicioso e as férias perfeitas. Para nós, Cancun foi tudo isso é muito mais. Lugares incríveis, em que a natureza está em harmonia com a ótima infraestrutura para quem viaja. Transporte, alimentação, hotelaria, passeios, descobertas, tudo funciona. O México realmente me surpreendeu. 

Como Fotografar o Pôr do Sol - Ipanema


O sonho de todo fotógrafo é registrar um pôr do sol maravilhoso por aí. 

No Rio de Janeiro, essa "tarefa" é bastante facilitada. A cidade é fotogênica por natureza, e reserva aos seus habitantes e visitantes, cenários cinematográficos para registrar o entardecer. 

São vários locais onde você pode conferir esse momento, mas o melhor deles parece ser o final de tarde nas praias de Ipanema ou do Arpoador. Elas são vizinhas e ambas permitem contemplar o sol caindo quase sempre por detrás do Morro dos Dois Irmãos

Nessa matéria, vamos conferir 5 de nossos registros por lá, e também vamos dar algumas dicas de como registrar melhor esse momento único. 


5 Dicas de Como Fotografar o Pôr do Sol

Entardecer nas Praias de Ipanema e Arpoador, no Rio de Janeiro



1 - Fotos Subexpostas


Foto subexposta e silhuetas são alguns dos recursos que eu utilizei nessa imagem

Para fotografar o pôr do sol, eu prefiro sempre trabalhar com o diafragma mais fechado

Quanto menor a abertura do diafragma (valores maiores de ajuste na máquina), menos luminosidade entra na máquina. Para todo fotógrafo, controlar a quantidade de luz é essencial. 


O que fazer em Bonito / MS - Parte 2


Continuando nosso artigo com algumas dicas do que fazer em Bonito, no Mato Grosso do Sul, seguimos para mais alguns passeios para curtir as belezas naturais de Bonito. 

No primeiro post, vimos alguns destaques da região, como as flutuações nos rios da Prata e Sucuri, a incrível Gruta do Lago Azul e as cachoeiras da Estação Mimosa. Caso ainda não tenha conferido, clique aqui

Nesse segundo post do que fazer (e ainda assim NÃO esgotaremos todas as possibilidades de passeios em Bonito), vamos partir para algumas aventuras. Visitar cavernas, correr o rio num bóia-cross ou de caiaque, fazer SUP e até tirar umas fotos segurando uma cobra são algumas das coisas legais para fazer por lá. 

Ficou com alguma dúvida ou quer trocar uma ideia? Deixa seu comentário nesse post e teremos prazer em respondê-lo.

Viva algumas aventuras pelos rios e caminhos de Bonito

O que fazer em Bonito / MS - Parte 2

de 

Bonito O que Fazer Passeios
Rola um SUP bem tranquilo no Porto da Ilha, aliás foi meu primeiro

5 - Projeto Jibóia


Cleber, eu e a jibóia, que adorou circular pelo meu rosto
Para quem tem medo de cobras, pode ser uma grande aflição. Por isso, visitar o Projeto Jibóia começa com um palestra instrutiva sobre porque as cobras não são tão perigosas como imaginávamos. Na realidade, elas só atacam quando ameaçadas.

Ao final de uma palestra, você não vai ficar com tanto medo ou nojo da serpente e vai até querer tirar uma foto com ela. E prepare-se, a fila é grande.


Gramado - O Mundo Mágico de Korvatunturi


O que fazer em Gramado? Ao pesquisar os principais pontos turísticos da cidade no TripAdvisor eu me deparei com esse espetáculo de nome diferente, mas muito bem avaliado.

Atualmente o Korvatunturi só fica atrás do Natal Luz no ranking das melhores atrações para fazer em Gramado, e como eu não estava indo na época do Natal, para mim essa era a principal atração para fazer por lá. Mas será que seria tudo isso mesmo? 

Com esse artigo, começamos uma série de posts sobre nossa viagem pela deliciosa Gramado, que fizemos em setembro de 2014. Foi uma viagem também para comemorar meu aniversário, e como gosto muito de cinema, achei que seria legal visitar o cenário do Festival de Cinema mais famoso do Brasil. Até ganhei um Kikito por lá (só que de chocolate rs). 

Veja como foi nossa experiência no Korvantunturi e entenda porque resolvemos começar nossas matérias dessa viagem para Gramado com esse espetáculo.

Como não é possível tirar fotos durante o espetáculo, as imagens foram gentilmente cedidas pela organização. Ainda fizemos alguns registros antes e depois do espetáculo, quando é permitido tirar fotografias. 

Gramado - Espetáculo Korvatunturi

Um espetáculo incrível que é a síntese da experiência em Gramado

No espetáculo Korvatunturi, que reúne circo, música, dança, teatro e humor, uma experiência fantástica.
Foto: Sergio Azevedo

O mundo fantástico das viagens


Fazer uma viagem para Gramado é como entrar em um mundo fantástico, onde as pessoas são incrivelmente simpáticas e educadas, os carros páram na rua para que os pedestres atravessem e as casas parecem ter saído de um conto de fadas.


A Viena de “Antes do Amanhecer”


Nosso leitor Leonardo Assumpção embarcou para a Europa, onde vai fazer uma viagem inspirada pelo cinema. 

De uma forma ou de outra, acho que acabamos todos sendo inspirados pelo cinema em nossas viagens. Seja na escolha dos destinos, seja nas fotos que tiramos, seja em como certos destinos inspiram a gente.

Mas Leonardo foi mais fundo e resolveu seguir as locações do filme "Antes do Amanhecer", um dos filmes incríveis da trilogia de Richard Linklater protagonizada por Julie Delpy e Ethan Hawke. O filme foi analisado aqui no blog, na nossa lista dos melhores filmes de viagem. Veja o artigo

Vamos ver então como o Leonardo foi inspirado pelo filme e planejou essa viagem? 

Obrigado por compartilhar seu relato e na volta da viagem o Leonardo irá contar como foi sua viagem para a gente. Enquanto ele não volta da viagem, as fotos que ilustram esse post são de nossa passagem por Viena em 2011


A Viena de “Antes do Amanhecer”

Guest Post: Budapeste e Viena inspirados pelo cinema

de Leonardo Assumpção

Os personagens de Julie Delpy e Ethan Hawke se apaixonam em Viena, durante uma viagem

Planejando a viagem


Sem dúvida alguma o melhor de uma viagem é o seu planejamento.

E eu sou daqueles que começam uma pesquisa meses antes de viajar: gosto de ler sobre a história das cidades que vou visitar, procurar por hotéis, dicas de restaurantes, passeios, estudar mapas, as ruas, forma de locomoção, etc.

Parte desta pesquisa inclui inclusive em (re)ver filmes que usaram como locação uma ou outra cidade a ser visitada.