Roteiros de Viagem - Europa

Veja nossas sugestões de roteiro na Europa

Cancun em 5 Dicas - Guia Rápido

Confira tudo o que você precisa saber sobre Cancun e Riviera Maia

3 Roteiros de Viagem - Brasil

Viagens nacionais, mas com padrão internacional. Veja esses roteiros pelo Brasil.

Nova York - Uma Cidade Cinematográfica

O que fazer em Nova York no primeiro dia de viagem

As 10 Melhores Praias do Rio

Nessa lista, destacamos as praias imperdíveis no Rio de Janeiro






Búzios, Cabo Frio ou Arraial do Cabo: Onde Ficar na Região dos Lagos


Sempre que viajo para a Região dos Lagos, fico na dúvida sobre onde ficar: Búzios, Cabo Frio ou Arraial do Cabo. E sempre alguém me pergunta isso. E agora começo a escrever essa matéria que ainda não sei direito se encontrarei uma resposta.

De qualquer forma, toda vez que escolho entre os destinos, tenho em mente as opções de cada cidade, os prós e contras de cada um. E são esses prós e contras que pretendo colocar aqui nessa matéria.

No final das contas, o melhor é mesmo ficar nos três lugares, em três viagens diferentes. Mas o legal é que se você escolher qualquer um dos 3 destinos, ainda assim irá conseguir conhecer os demais. Isso porque Arraial do Cabo, Cabo Frio e Búzios estão em distâncias de até 60 minutos de carro.

Onde Ficar no Litoral Norte do Rio: Arraial do Cabo, Búzios ou Cabo Frio

Veja os prós e contras de cada destino na Região dos Lagos

de Fábio Pastorello

Praias de águas verdes e cristalinas: a Região dos Lagos concentra algumas das praias mais belas do Brasil

Arraial do Cabo - Prós e Contras


  • As praias mais bonitas da região estão aqui. Então é o lugar ideal para quem gosta de acordar e em poucos minutos já alcançar uma praia paradisíaca. 
  • Arraial do Cabo é mais simples e rústica do que as vizinhas Cabo Frio e Búzios, então é a opção para quem não faz muita questão de lugares charmosos e prefere um ambiente mais despojado e tranquilo. 
  • As opções de restaurantes e hospedagem são bem menores do que nas vizinhas Cabo Frio e Búzios. A falta de infraestrutura não representa necessariamente preços baixos, em função da crescente fama de Arraial. 
  • A frequência é mais jovem e alternativa do que nas outras opções. 
  • Finalmente, Arraial do Cabo não é a melhor opção caso você queira conhecer as 3 cidades na mesma viagem. Para chegar até Búzios, leva mais ou menos 1 hora de viagem e é preciso passar por Cabo Frio. 

   



Ilha do Mel / Paraná - Como Chegar


Chegar na Ilha do Mel é bem tranquilo. O trajeto pode ser um pouco mais demorado na alta temporada, mas caso você evite os horários de pico, vai encarar com mais tranquilidade.

Mas caso você ainda não conheça a Ilha do Mel, pode estar se perguntando: por que chegar na Ilha do Mel?

A verdade é que eu gosto muito de ilhas, justamente por causa dessa possibilidade de estar cercado não somente de água, mas de praias por todos os lados.

Mas se não circulam carros na ilha, isso para mim já é uma garantia ainda maior de contato com a natureza e isolamento que às vezes a gente precisa. É o caso por exemplo da Ilha Grande, um paraíso ainda intocado no litoral do Rio de Janeiro, ou as ilhas de Tinharé ou Boipeba, na Bahia.

E também o caso da llha do Mel. Os carros precisam ficar no continente, e apesar da ilha ser pertinho, rodas por lá, só as das bicicletas.

Ilha do Mel - Como Chegar

Como Chegar de Carro, de Ônibus, de Trem e de Barco

de 



Existem três modos principais de ir até a Ilha do Mel.


  • De carro: para quem tem carro essa é uma opção, mas como não circulam carros na ilha, você terá que deixar seu carro em um estacionamento do terminal de embarque para a Ilha. Em Pontal do Sul, por exemplo, existem vários estacionamentos perto do terminal, que custam em média R$ 15,00 a diária. 
  • De trem: uma opção diferente, para quem não está com muita pressa de chegar, é de ir de trem de Curitiba até Morretes, uma linda cidade próximo a Paranaguá. O valor de passagem mais barato é de R$ 79,00 (ida) e R$ 55,00 (volta). De Morretes, você ainda precisará pegar um ônibus da Viação Graciosa até Paranaguá. 
  • De ônibus: foi a nossa opção. Já tínhamos visto no blog da Carla Boechat, o Fui, Gostei, Contei que existem duas opções, via Pontal do Sul ou via Paranaguá. A Carla fez os dois caminhos e achou mais conveniente via Paranaguá, veja no blog dela como foi a experiência dela. Nós fomos por Pontal do Sul, pois existem mais opções de horário de barco. Abaixo você verá o passo a passo de ônibus.


Bonito MS - Bóia Cross no Rio Formoso


Entre os passeios para se fazer em Bonito, estar na água é sempre imprescindível. E se você já pensou em flutuação, em cachoeira e até no passeio de bote, ficou faltando uma atividade bem legal por lá.


E foi exatamente a que fizemos no nosso primeiro dia. Depois de algumas horas de vôo e mais o trajeto de van de Campo Grande até Bonito, tudo o que queríamos era cair na água e relaxar bastante. 

OK, no bóia cross do Hotel Cabanas, um dos passeios que fizemos em Bonito, cair na água era garantido. O problema é que não necessariamente quando você quer. E a atividade é bem relaxante, mas também rola a aventura que promete o nome Bóia CROSS. 


Bonito MS - Bóia Cross no Hotel Cabanas

Boiando e caindo nas águas cristalinas do Rio Formoso

de 

Eu e Cleber antes de cair no Rio Formoso para o bóia cross do Hotel Cabanas, em Bonito

Esse é um passeio ideal para você encaixar em algum tempo livre entre um ou outro passeio, por fica pertinho do centro de Bonito, cerca de 6km.

Preparativos


estrutura do Hotel Cabanas é bem legal. Logo na chegada tem a recepção, com alguns sofás, café, televisão, entre outras comodidades para quem está esperando a hora do seu passeio. Apesar disso, a espera foi relativamente rápida e logo entramos para começar o passeio.

Na entrada são distribuídos os equipamentos de segurança, como o capacete e colete salva-vidas. Já tínhamos sido alertados sobre as câmeras fotográficas, mesmo que a prova d'água.

O problema é que durante o percurso existem quedas inevitáveis, e é muito comum o pessoal perder as câmeras. Nem cogitamos ir sem elas, mas prendemos as câmeras nos cordões de segurança e fixamos elas ao colete, para garantir o máximo de segurança. Cair na água tudo bem, mas perder a máquina no rio, jamais.

Segurando firme na bóia para não cair no rio, mas nem sempre a tática funciona



Gramado - O que fazer: Pontos Turísticos - Parte 1


Confira nessa matéria quais são os melhores pontos turísticos e passeios em Gramado e Canela. Além de destacar o que fazer em Gramado, vamos incluir algumas dicas de viagem e informações para ajudar você a fazer turismo e planejar a viagem nas Serras Gaúchas. 

Em 2015, Gramado foi considerado o melhor destino do Brasil pelo público do TripAdvisor. Não foi à toa. 

A região é muito bem organizada no que se refere a receber bem os turistas. Além da infraestrutura hoteleira (com valores acima da média do Brasil, é bom lembrar) e de restaurantes, a cidade configurou uma série de experiências legais para seus visitantes, entre pontos turísticos e passeios.

Os passeios incluem opções para toda a família, mas também especiais aos casais ou aos viajantes que não se encaixam em pacotes turísticos. Foi o nosso caso. Viajamos de forma independente e sem carro, e conseguimos aproveitar a viagem dessa forma.

Apesar disso, nessa viagem não tivemos tempo para todos os pontos turísticos. Vamos incluir links para outros blogs daqueles passeios que não conseguimos fazer. 

Comentários e dúvidas são bem-vindas. Se você ficar com alguma dúvida, deixe seu comentário no final do texto e teremos prazer em responder. 


O que fazer em Gramado - Parte 1

Confira os principais passeios, pontos turísticos e dicas de viagem

de 

O Mini-Mundo é um dos passeios mais famosos de Gramado, não deixe de conferir

1 - Mini Mundo


Porque Visitar: Muito antes de visitar Gramado, você já deve ter visto a foto de alguém no Mini Mundo.

Esse ponto turístico é um dos mais visitados nas Serras Gaúchas e transforma todos os seus visitantes em crianças novamente. Concebido por um pai e avô para suas crianças, as miniaturas de lugares do Brasil e do mundo acabaram ganhando também a atenção do resto das "crianças" que visitam Gramado.

As réplicas são todas 24 vezes menores que os originais, e muito bem feitas. Exigem um trabalho minucioso que não envolve somente a perfeição das reproduções, mas também que as obras sejam resistentes às condições climáticas de Gramado.

Existem histórias por trás das miniaturas, no jornal do Mini Mundo eles contam o que anda acontecendo na cidade
Fique ligado: Na entrada é distribuído o Jornal do Mini Mundo. No jornal você confere tudo o que está acontecendo na cidade do Mini Mundo. Depois é só procurar as placas com as "mãozinhas" e ler o que aconteceu.

Quanto tempo: São necessárias de 1 a 2 horas de visita. São muitos detalhes em 140 construções, então tudo depende da sua disposição em conferi-los ou fazer uma visita mais rápida.

Além das miniaturas, os cuidados com as flores tornam o Mini Mundo um lugar perfeito para belas fotografias
A melhor foto: Cada um vai eleger o seu cantinho preferido no Mini-Mundo. O meu com certeza foi a réplica da Igreja de São Francisco de Assis, de Ouro Preto (foto no início do post). O entorno está repleto de flores, ficou lindo.

Avaliação: ★★★★★



Lençóis Maranhenses - Passeio e Pôr do Sol na Lagoa Bonita


No nosso último dia nos Lençóis Maranhenses, já tínhamos feito os passeios básicos por lá, como a Lagoa Azul e o passeio de voadeira pelo Rio Preguiças. 

Tínhamos também curtido um pouco além do básico, como o tempo em que ficamos em Atins, onde curtimos dunas e lagoas mais desertas e também a Lagoa Verde. 

Nesse post, vamos abordar a volta de Atins (onde ficamos 2 noites) e como estruturamos o último dia de viagem em Barreirinhas. Foi uma dúvida grande entre ir ou não para Santo Amaro, mas infelizmente não tínhamos dias suficientes para isso. 

Comentários ou dúvidas são bem recebidos e serão respondidos com prazer. 



Lençóis Maranhenses - Diário de Viagem

Dia 5: Passeios da Lagoa Azul e Lagoa Bonita


O pôr do sol na Lagoa Bonita, um dos programas legais para se fazer nos Lençóis Maranhenses

Depois de 2 dias em Atins, retornamos através de voadeira para Barreirinhas, onde ainda tínhamos 1 ou 2 dias de viagem pelos Lençóis Maranhenses. 

O povoado de Mandacaru, às margens do rio Preguiças, na volta para Barreirinhas
O trajeto de volta foi com mesmo barqueiro da ida.

Depois de todo o trajeto pelo Rio Preguiças de volta à Barreirinhas, dessa vez sem paradas, retornamos a Pousada São José e Bruno já havia deixado nossas malas no quarto.

Ficamos conversando com ele e com um rapaz que deixava a pousada sobre a possibilidade de ir a Santo Amaro. Ficamos animados e passamos na rodoviária para nos informar sobre como.
Para ir a Santo Amaro, o rapaz da Cisne Branco nos informou que era aconselhável pegar o primeiro ou segundo ônibus saindo de Barreirinhas com destino a São Luís e descer em Sangue (1h de distância de Barreirinhas). De lá, sai uma Toyota que nos levaria a Santo Amaro, com duração de 2h30.
Olhando o mapa dos Lençóis pintado na Pousada São José e definindo o que faríamos nos próximos dias
Depois passamos em duas ou três agências para pesquisar sobre opções para passeios no dia seguinte, e só havia mesmo opção de ir até Lagoa Bonita. Consultando o site das empresas atualmente (2015) a oferta de passeios é maior do que em 2011, quando fomos. Abaixo fizemos uma lista dos passeios existentes, mas que não fizemos pois não eram oferecidos na época de nossa viagem. 
Descartamos o bóia cross, pois custava R$ 60,00 e por fotos, achamos que não valia a pena.

Afinal, fechamos na São Paulo Turismo, com a Maria José, que nos deu desconto (afinal a ida para Atins havia saído bem caro), e fechamos um retorno para a Lagoa Azul (R$ 40,00) pela manhã e Lagoa Bonita (R$ 50,00) para tarde.

Passeios em Barreirinhas - passeios que não fizemos


  • Circuito Lagoa Esperança: Duração 5 horas, a Lagoa Esperança nunca seca, ao contrário das outras no parque, que só "existem" nos meses de junho a setembro
  • Santo Amaro: não me lembro desse passeio ser oferecido na época que estávamos lá, senão teríamos feito. 112 km em veículo 4x4, saída às 7h30 e retorna às 18h. 
  • Passeio de Lancha até Atins: boa opção para quem não irá pernoitar em Atins, vai até a uma das lagoas do Canto do Atins e também inclui uma parada para conferir o camarão da Luzia. 


Atins / Lençóis Maranhenses - Uma Jericoacoara de Antigamente


Se a proposta é curtir um lugar paradisíaco, acordar no Atins, em Lençóis Maranhenses, é uma experiência incrível. Lembro-me direitinho do barulho ao amanhecer, mas devo confessar, não era nada bucólico. 

Confira em mais esse capítulo do nosso diário de viagem nos Lençóis Maranhenses, como foi nosso último dia em Atins, um dos vilarejos que escolhemos para nos hospedar no Maranhão. 

Foi em Atins que encontramos algumas das experiências mais interessantes da viagem, como caminhar pelas dunas e lagoas desertas do Canto do Atins ou conhecer a única lagoa permanente do Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses: a Lagoa Verde. 

Assim como em Jericoacoara (que também faz parte de um roteiro denominado Rota das Emoções), Atins também tem ruas de areia, praia, lagoas e dunas. Mas ainda permanece desconhecido e de difícil acesso. 

Veja a seguir como foi nosso último dia em Atins. 


Atins / Lençóis Maranhenses - Diário de Viagem

Dia 4: Igarapé e Ruas de Areia

de Fábio Pastorello


As águas douradas e cristalinas do igarapé em Atins

Por volta das 5h da manhã, o barulho dos diversos animais do Rancho do Buna (pousada em que estávamos hospedados) era praticamente ensurdecedor.

O Cleber conseguia acordar cedo, eu já ficava rolando pela cama esperando que os animais parassem de celebrar o amanhecer.

  

Quando ele abriu a janela do quarto, ouvi o barulho das árvores, o que de certa forma ajudou até a amortecer o barulho dos bichos. A moldura da janela para o exterior ficou na minha memória até hoje, esses momentos absolutamente simples e sem significado, mas que significam muito.

Cleber na janela de nosso quarto, em Atins



Paris - Torre Eiffel em Fotos


Para comemorar o aniversário da Torre Eiffel, quem em 2015 completa 126 anos, fizemos uma pesquisa em nosso acervo de fotos e resolvemos destacar algumas fotos que marcam nossa experiência nesse cartão postal de Paris.

A Torre Eiffel é um dos primeiros lugares que você deve visitar quando chegar em Paris. Isso porque de lá de cima você tem um ponto de vista geral da cidade, e já pode vislumbrar tudo o que irá explorar nos próximos dias de viagem.

Mas também vale ficar de olho no clima e nas filas, que podem significar perder algumas horas de seu dia. Portanto, em uma de nossas viagens, chegamos a ir até a porta da Torre 3 vezes, até finalmente conseguirmos aliar um bom tempo e o mínimo de filas para subir até lá.

Então, vamos conferir nossos registros fotográficos, dicas e curiosidades. Parabéns a esse que é um dos lugares mais bonitos do mundo.

Paris - Torre Eiffel em Fotos

Aniversário do Cartão Postal da Cidade Luz

de 

A melhor vista da Torre Eiffel fica a partir do Trocadéro, bem em frente do cartão postal de Paris
  • O monumento foi projetado por Gustave Eiffel em 1889. Ele também é responsável pela construção da Estátua da Liberdade, em Nova York. Ou seja, de cartão postal ele entende. Só faltava ele ter desenhado o Cristo Redentor também. 
  • A torre é o edifício mais alto de Paris, com 324 metros, e foi a estrutura mais alta do mundo até 1930, quando o Chrysler Building foi construído em Nova York. 
A Torre Eiffel domina a paisagem de Paris


Os 10 Melhores Museus do Mundo


Como toda lista que montamos aqui no Viagens Cinematográficas, essa lista dos melhores museus do mundo tem duas características essenciais: é bastante pessoal e também bastante limitada. Ou seja, envolve critérios super subjetivos (daquele que vos escreve) e também engloba apenas os museus que eu já efetivamente visitei. 

Apesar disso, eu gosto bastante dessa lista. Tudo bem, eu sou suspeito. Mas ela traz um pouco de cada coisa, um pouco de cada estilo de museu. 

Há museus em que o grande destaque é a arquitetura, em outros as obras que ele apresenta, em outros ainda (nos melhores) justamente a junção de arquitetura e acervo. Há museus em ambientes fechados, ao ar livre, de pinturas, de esculturas, museus enormes e aqueles mais intimistas. 

O importante do museu, no meu entender, é ele conseguir agregar ao visitante uma experiência incrível: artística, sensorial, bela, intelectual e, acima de tudo, emocionante. Vamos aos MEUS melhores museus do mundo? 

Nota: Esse texto surgiu em conjunto com o #MuseumWeek 2015, um evento que une diversos museus, galerias e instituições culturais pelo mundo em torno de uma hashtag. 


Os 10 Melhores e Imperdíveis Museus do Mundo

Lista dos meus museus prediletos no Brasil e no Exterior


Destaque pela arquitetura ou pelas obras de arte mais famosas do mundo, esses museus são imperdíveis 

1 - Metropolitan, Nova York

Metropolitan Museu of Art é de longe o museu mais impressionante que eu já visitei. Além do acervo gigantesco, que aparentemente consegue abranger todas as artes de todos os continentes e culturas (arte medieval, arte romana e grega, arte egípcia, fotografias, instrumentos musicais), alguns espaços em que as obras de arte são exibidas, são impressionantes como o The Charles Engelhard Court, com teto de vidro e esculturas americanas. Magnífico.

Nesse saguão, esculturas são iluminadas pela luz natural
Certos ambientes do Metropolitan já serviram como locação de cinema, esse foi cenário do filme "Maid in Manhattan"

2 - Museu D'Orsay, Paris


Uma antiga estação de trem transformada em museu. A arquitetura do prédio do Museu d'Orsay já valeria a visita, mas as obras encontradas também são impressionantes. O destaque impressionante fica para as obras impressionistas, situadas no terceiro andar, onde já não rola muito a distração com a beleza do prédio. Arquitetura e o fato de ser mais compacto do que o Louvre fazem com que eu goste ainda do D'Orsay.

Uma antiga estação de trem transformada em museu, tem como não amar esse lugar?

3 - Museus do Vaticano, Roma


Religioso ou não, é impossível ficar indiferente à imponente Capela Sistina. A obra de arte "A Criação do Mundo e a Expulsão do Homem" de Michelângelo, no teto da Capela e "O Juízo Final"na parede do altar, são os grandes destaque (mesmo que existam diversos outros afrescos de artistas como Botticelli e Perugino). Também é impossível ficar indiferente ao excesso e burburinho das pessoas, que atrapalha um pouco uma visita um pouco mais artística. De qualquer forma, os Museus do Vaticano possuem diversas outras obras e espaços surreais de tão incríveis, como os corredores da biblioteca e as escadarias em espiral onde quem sobe e quem desce não conseguem se encontrar.

A cinematográfica Capela Sistina é um dos destaques dos Museus do Vaticano


Os 10 Melhores Destinos do Brasil - 2015


Divulgado no site TripAdvisor, o Travelers' Choice 2015 é uma relação dos lugares preferidos pelos viajantes que votam e classificam atrações turísticas. 

Para quem não conhece, o TripAdvisor é um site em que é possível consultar avaliações de outros viajantes, sobre destinos, atrações, hotéis, restaurantes, etc. Uma mão na roda sempre que eu viajo e também aquela possibilidade de você bancar o crítico e poder avaliar tudo o que você fez uma viagem. 

Por lá, já contribuí com cerca de 120 contribuições e sou considerado pelo site como Colaborador Mestre.

Mas vamos ao Travelers' Choice, que anualmente elabora lista das melhores atrações de viagem pelo mundo. E nessa última divulgação, eles identificaram os melhores destinos de viagem do Brasil e do mundo. 

Vamos comentar um pouco a lista e daqueles destinos que nós já conhecemos


Os 10 Melhores Destinos do Brasil

Lista do Traveller's Choice 2015 do site TripAdvisor

de 

Gramado ficou no topo da lista dos melhores destinos no Brasil

1 - Gramado


Gramado ficou em primeiro lugar entre os melhores destinos do Brasil. Gramado foi uma de nossas últimas viagens, fomos em setembro de 2014 para comemorar o meu aniversário e curtimos bastante.

>>> Confira todas as matérias de Gramado clicando aqui.

  • Pontos positivos: o lugar é perfeito para uma viagem romântica, mas principalmente gastronômica, devido a ampla e boa oferta de restaurantes deliciosos. Há muitas atrações turísticas e as pessoas tratam os visitantes sempre com muita atenção e delicadeza. 
  • Pontos negativos: é uma atração cara, desde a hospedagem (o valor médio de hospedagem informado pelo TripAdvisor é de R$ 522,00) até os restaurantes. 


2 - Rio de Janeiro


Também foi uma de nossas viagens em 2014. O Rio é simplesmente maravilhoso, surpreendente não ter ficado em primeiro lugar. Talvez pela questão da segurança, algumas pessoas ainda não se sintam muito confortáveis para visitá-lo.

>>> Confira nossa relação das 10 atrações imperdíveis no Rio de Janeiro

  • Pontos positivos: a beleza do Rio, que consegue conciliar a grande estrutura de uma metrópole com recantos onde a natureza é bem preservada. Cartões postais são facilmente encontrados, como o pôr do sol no Arpoador, o Pão de Açucar visto de Botafogo ou o Cristo Redentor, também visível de vários pontos da cidade. 
  • Pontos negativos: a segurança é sempre uma questão. Lógico, não é aquela coisa exagerada que vemos nos telejornais, mas da última vez estivemos próximo de um arrastão no Arpoador e é preciso estar sempre atento. O assalto também vem acontecendo nos valores de hospedagem, que nem sempre são de boa qualidade. 
Em segundo lugar, o Rio de Janeiro é lindo por natureza, em breve cenário até de Olimpíadas


Suíça em 5 Dicas: Guia Rápido


Saiba como ir para a Suíça, como se locomover por lá, dicas e o que fazer nesse que é um dos países mais encantadores e impressionantes que eu já conheci. 

Você que imagina que a Suíça é apenas um país organizado, pontual e caro, como eu imaginava, irá se surpreender com as paisagens de tirar o fôlego

Sabe aqueles cenários de cartão postal? Pois é, a partir dessa viagem eles se transformaram em minhas recordações de viagem. 



Suíça em 5 Dicas: Guia Rápido

Porque Conhecer, Como Chegar, Como Circular, Onde Ficar, O Que Fazer

de 

Cenários quase surreais de tão perfeitos são o destaque, como esse com vista para o Matterhorn


Guia de Matérias no Blog sobre a Suíça e os Alpes 

Europa
Suíça


1 - Porque Conhecer


5 Razões para Visitar a Suíça


  • As paisagens que você irá ver são realmente cinematográficas. Talvez não somente cinematográficas, mas típicas daqueles imagens que você já viu em papéis de parede de computador ou calendários de mesa. Quando você pensa que nunca iria ver pessoalmente aquelas imagens, está diante delas boquiaberto. 
Uma cachoeira desemboca no meio da cidade de Lauterbrunnen, na Suíça
  • É a melhor oportunidade de conhecer de perto os Alpes Suíços. As montanhas são maravilhosas, mas o melhor é que em vários lugares você pode explorá-las de pertinho, seja através de teleféricos ou até mesmo de uma viagem de trem até a mais alta estação da Europa. Incluímos aqui também um roteiro até Chamonix Mont-Blanc, que embora fique na França, tem tudo a ver com esse roteiro pelos Alpes. 
  • A infraestrutura de transporte é perfeita, ótima para quem viaja sozinho ou quem não dirije e depende de transporte público. Os trens são super eficientes, pontuais (a Suíça é famosa por isso) e cobrem praticamente todo o país. Em poucas horas, é possível alcançar as principais cidades e até fazer bate-voltas entre os principais destinos. 
  • É bom alertar que a Suíça, apesar de extremamente turística e organizada, é um país caro. Vá preparado para gastos acima do que se gastaria normalmente na zona do Euro (a moeda aqui também é diferente, o franco suíço). Mesmo assim, vale muito a pena e inclui mais de uma dezena de pontos entre os 1000 Lugares para Conhecer Antes de Morrer, do livro de Patrícia Schultz. 


Europa: Roteiros de Viagem e Índice de Posts


Viajar para a Europa é sempre uma experiência enriquecedora, seja pela quantidade de países e culturas que é possível visitar em apenas a algumas horas de distância (é tudo relativamente pertinho), seja pela beleza dos países visitados.

Por isso, já realizamos diversas viagens para lá. Nessa matéria, vamos reunir aqui algumas dicas de roteiros de viagem pela Europa e também todos os posts que você já encontra no blog. Os roteiros são um mix de viagens que já fizemos com outros planos que ainda desejamos fazer.

Entre os destinos que já visitados estão: Portugal, Espanha, França, Itália, Suíça, Áustria, Bélgica, Holanda, República Tcheca, Grécia e Inglaterra. Mas infelizmente nem todas as viagens já conseguimos transcrever para cá.

Você já deve imaginar: escrever uma matéria demanda tempo de selecionar e editar as fotos, pesquisar as informações precisas sobre o destino e traduzir uma viagem em palavras que ajudem a você a sentir um pouco da emoção de viajar. Tudo isso demanda tempo, no objetivo de trazer o melhor conteúdo para você. Por isso, nem todos os conteúdos já se encontram no blog.

De qualquer forma, se você tem alguma dúvida de como organizar seu roteiro ou sobre algum dos destinos que já visitamos, deixe um comentário no final dessa matéria que teremos prazer em responder.

E confira todos os posts já divulgados, estão repletos de dicas e fotos incríveis.


Europa no Viagens Cinematográficas: Índice de Posts

Dicas de Roteiros de Viagem 


Seja qual for o seu roteiro de viagem pela Europa, prepare-se para cenários cinematográficos


Europa - Dicas Gerais


Espanha


Suíça e Região dos Alpes

França


1 - Roteiro de Viagem: Portugal e Espanha


Nesse roteiro o objetivo é percorrer as belezas desses países ibéricos, em paisagens de tirar o fôlego e, obviamente, destinos cinematográficos.

Em 2014, começamos a viagem pela Espanha. 

Presenciar ao vivo a emoção de um show de Flamenco é uma das atividades imperdíveis na Espanha

Isso porque nas nossas pesquisas de passagens aéreas, o voo mais barato que encontramos para a Europa foi pela Air China. Eu tinha lido algumas resenhas sobre a empresa e fiquei com receio de fosse furada, mas no final das contas a viagem foi tranquila e o vôo teve excelente custo-benefício.

  • Se você tem 10 dias de viagem, reserve somente para as principais cidades: Madrid, Barcelona ou Lisboa. Pelo menos 5 dias para cada uma dessas cidades é o ideal. 
  • Se você tem 15 a 20 dias de viagem, pode fazer as três cidades acima ou focar somente em um dos países: Portugal ou Espanha. Caso opte pela Espanha, vale a pena incluir a região de Andaluzia. Se a sua escolha for Portugal, divida os dias entre Lisboa, Porto e Algarve. 
  • Se você tem 30 dias de viagem, pode explorar os dois países: Portugal + Espanha. Eu optaria por cerca de 20 dias na Espanha e 10 dias em Portugal. 
E com 30 dias de viagem, você só conseguiu visitar o básico, que são as cidades mais importantes. Mas existe uma série de outros caminhos e lugares encantadores a serem visitados, que iremos percorrer em futuras viagens mais "profundas" por esses dois países. 

Roteiro básico pelos países ibéricos inclui Madrid, Barcelona, Sevilha e Lisboa


1.1 - Espanha


  • Mesmo que não seja banhada pelo Mediterrâneo, não dá para desprezar alguns dias em (1) Madrid. A cidade de Madrid é um charme só e tem alguns dos melhores museus do mundo. 
  • A partir de Madri também rolam algumas viagens de bate-volta, Toledo e Segóvia são imperdíveis. Reserve pelo menos 5 dias para Madrid.
Jardins geométricos no Parque del Retiro, em Madrid
  • Depois de explorar Madrid, pegamos um trem para (2) Barcelona. O que Madrid tem de histórico e sofisticado, Barcelona tem de moderno. Barcelona é bem mais cara e turística do que Madrid, prepare-se. Reserve também pelo menos 5 dias.  
  • Se estiver afim de conferir praias, Barceloneta e Sitges são duas praias bem emblemáticas na região de Barcelona. 


Bonito MS - SUP e Passeio de Duck no Eco Park Porto da Ilha


Um passeio turístico diferente que curtimos fazer em Bonito foi até o Eco Park, onde rolou o Stand Up Paddle e remar de duck em Bonito. O SUP acho que todo mundo já conhece, é uma das atividades de contato com a natureza mais populares atualmente.

O Duck para nós foi uma novidade. Um caiaque ou canoa para duas pessoas, só que inflável. Aí você pensa: é inflável, vai ser super tranquilo. Para nós não foi bem assim. Com o adicional de que rolam 3 quedas de água no percurso, então a adrenalina está garantida.

Os dois passeios ocorrem na Ilha do Prade, um complexo que conta com diversas outras atividades (inclui também restaurante) e que pode render até um dia inteiro de atividades. Os destaques mesmo ficam para o passeio de bote (que não fizemos), o duck e o SUP.

Confiram nossas aventuras e desventuras no Eco Park na matéria a seguir.


Bonito MS - Eco Park Porto da Ilha

Desventuras em SUP e Duck no Rio Formoso

de 

Descendo uma das quedas do Rio Formoso de canoa/caiaque inflável, conhecido como Duck

Confesso que sou meio desastrado para esportes, principalmente os aquáticos. Por isso, o nosso dia, para mim, seria repleto de desafios. Minha primeira vez tentando me equilibrar no SUP e um passeio de caiaque/canoa inflável com 3 quedas no caminho. Ufa.

O passeio até o Eco Park Porto da Ilha (novo nome da Ilha do Padre) aconteceu no nosso segundo dia de viagem.

O Eco Park Porto da Ilha foi um dos destaques da matéria sobre 10 Motivos para Conhecer Bonito, do Portal Bonito.

O que fazer no Eco Park Porto da Ilha


O lugar oferece diversas atrações e você pode reservar até um dia inteiro para passar no lugar. Nós estávamos com uma programação um pouco mais apertada, portanto só passamos uma tarde. No mesmo dia já havíamos visitado a Gruta do Lago Azul e as Grutas de São Miguel.

Logo na entrada, você tem uma tabela com as opções de passeios e combos para curtir o dia. O mais barato é a entrada na Ilha do Padre, que custa R$ 30,00 e dá direito apenas ao uso do Slack Line. O passaporte custa R$ 50,00 e inclui também o bote e o SUP. O almoço custa R$ 30,00 e achei razoável.

As grandes atrações do parque são o passeio de bote pelo Rio Formoso e o passeio de duck, que custam cada R$ 89,00.
Para quem dispõe do dia todo, o mais recomendado mesmo é adquirir o Super Combo, que custa R$ 185,00 e dá direito a tudo, inclusive almoço. Para quem dispõe somente de meio período, como é o nosso caso, recomendo o Passaporte + Duck (R$ 115,00) ou Passaporte + Bote (R$ 129,00). Ambos incluem o SUP, mas não incluem o almoço. 
Nota: Esses valores são de 2014, sujeito a reajustes. 

Stand Up Paddle nas águas do Rio Formoso é um dos passeios que você pode fazer no Eco Park Porto da Ilha