Aluguel de Carros: Dicas e 10 Perguntas e Respostas

Pinterest LinkedIn Tumblr +

Alugar um carro durante uma viagem é essencial para alguns destinos. Existem alguns lugares onde a gente consegue se virar com transporte público, mas em outros o aluguel de carros ajuda muito.

Nós já fizemos vários roteiros onde o aluguel de carro ajuda bastante a ganhar tempo e traz muita liberdade para a sua viagem. Com o carro, você fica mais independente e não fica preso a horários de passeios e transportes.

Em alguns casos, a ausência de transporte público torna alguns roteiros de viagem inviáveis sem carro.

Por aqui, já destacamos algumas opções de roteiros de carro em São Paulo e no Rio Grande do Sul. Caso ainda não tenha conferido, vale super a pena acompanhar nossas dicas.

Mas antes de mais nada, vamos conferir as dicas essenciais e as perguntas mais frequentes na hora de fazer um aluguel de carro.

Aluguel de Carros: Dicas de Viagem e 10 Perguntas e Respostas

1 – O que é preciso para o aluguel de carros?

  • O motorista precisa ter uma carteira de habilitação válida, mas o tempo mínimo da habilitação depende da locadora.
  • Lembre-se de verificar se a sua carteira de habilitação estará válida durante todo o período de utilização do veículo.
  • A idade mínima é de 18 anos, mas alguns lugares podem exigir uma idade maior.
  • Algumas locadoras podem autorizar condutores mais jovens, mas nesse caso é requerido o pagamento de uma taxa chamada “under age”. Na hora de reservar, consulte direitinho como funciona.

Precisa de cartão de crédito?

No caso de reservas de carros no Brasil, é preciso ter um cartão de crédito, em nome do próprio motorista e com limite disponível. O cartão é necessário pois a locadora costuma cobrar um valor de pré-autorização no momento da retirada do veículo. Esse valor é devolvido na devolução do carro.

Caso você não tenha um cartão de crédito, algumas locadoras também podem viabilizar o aluguel, mas será preciso passar por um processo de aprovação de crédito.

  • No caso de reservas de carros no exterior, é preciso ter um passaporte válido e cartão de crédito internacional.

Quem pode conduzir o veículo?

  • É possível incluir outros condutores adicionais, obviamente com taxas diárias.
  • É importante informar isso no momento da retirada do veículo, já que o nome do condutor adicional precisa ser incluído nos seguros contratados.
  • As regras de habilitação dos condutores adicionais são as mesmas do condutor principal.

A CNH brasileira é válida no exterior?

  • Cada país ou às vezes até mesmo cada região possui uma regra. Nós já viajamos para a Europa somente com a CNH brasileira e foi o bastante.
  • A carteira de habilitação é pedida no momento da retirada do carro.
  • Para quem viaja aos países do Mercosul, só a CNH é o bastante.
  • Nos Estados Unidos, a CNH brasileira também é bem aceita, com exceção do estado da Geórgia.
  • Para alguns lugares, é necessário possuir a PID – Permissão Internacional para Dirigir. Se quiser se sentir mais seguro, acho interessante emitir a PID para viagens ao exterior.

2 – Como alugar o carro?

Atualmente, muitas locadoras já disponibilizam o processo de reserva de forma online, seja pelo site da locadora ou através de aplicativos no celular.

O processo pelo site das locadoras também é muito prático. Você define o local da retirada e da devolução do veículo e o prazo da locação. Baseado nesses dados, a locadora irá apresentar todos os modelos de carro disponíveis naquela localidade que você escolheu.

  • Nós em geral escolhemos retirar e devolver os carros em aeroportos, pois a variedade de modelos nessas lojas é maior. Mas você também pode escolher lojas que fiquem fora dos aeroportos. As taxas podem ser menores.
  • Fique atento também para os adicionais, como seguros, GPS, cadeirinhas de bebê e até motorista. Esses adicionais interferem no preço final da locação.
  • Ao terminar o processo, não se esqueça de anotar o número de reserva gerado, pois ele será necessário para a retirada do veículo na agência.
  • Algumas locadoras pedem a reserva ou voucher impresso. Por via das dúvidas, costumamos levar em papel.

Lembre-se de informar o número do seu voo e a companhia aérea. Em caso de atrasos no voo, a locadora pode acompanhar e garantir a sua reserva mesmo após o período de tolerância.

Caso não tenha familiaridade com esse processo de reserva, você também fazer todo o processo através de um agente de viagens.

3 – Como alugar carros mais baratos?

  • Entre as suas locadoras de confiança, verifique se existem parcerias ou códigos promocionais.
  • Tome muito cuidado com preços que fogem da média de preços.
  • Em Cancun, por exemplo, nós verificamos que existiam locadoras com preços muito mais baratos do que as concorrentes. Eram locadoras que nunca tínhamos ouvido falar, mas como eram de outros países, ficamos em dúvida.
  • Fomos avaliar as reclamações de usuários e existiam muitas. Em geral sobre taxas que a locadora coloca posteriormente (e que acabam tornando o preço igual aos dos concorrentes) e sobre a qualidade dos veículos e serviços.

Sabe aquele ditado: o barato sai caro? Pois é, no caso de aluguel de carros é a mais pura verdade.

4 – Dá para fazer o pagamento do aluguel de carros parcelado?

  • A possibilidade de parcelamento e a quantidade de parcelas varia de locadora para locadora.
  • Para locações no Brasil, você pode encontrar parcelamentos em até 10 vezes sem juros no cartão de crédito
  • No exterior, o pagamento parcelado é mais difícil de encontrar. Existem algumas agências que permitem o pagamento antecipado e parcelado em real, inclusive sem a cobrança de IOF.

O tempo de locação interfere no preço?

  • Sim e não. Muitas vezes as locadoras de veículos trabalham com preços para uma semana. Se você alugar em um período inferior, pagará praticamente a mesma coisa.
  • Ou seja, o preço é o mesmo, mas na prática sai mais caro pois você estará pagando a mesma coisa por um prazo menor.
  • Portanto, entre no site da locadora e faça diversas simulações para verificar a diferença de preços.
  • Às vezes você pode ampliar seu período de locação sem necessariamente aumentar o valor final.

5 – Preciso reservar com antecedência?

  • Antes de mais nada, fazer a reserva do aluguel de carro com antecedência pode significar uma boa economia.
  • Isso acontece porque quanto antes você reservar, mais opções de veículos você terá disponível. E com o aumento de oferta, também aumentam as possibilidades de preços.

Se você reservar na última hora, terá poucos veículos disponíveis. E os preços podem ser mais caros.

  • Para nós, que sempre alugamos carros automáticos, isso é uma questão ainda mais importante, pois a oferta desses veículos é menor.
  • Então sempre reservamos com pelo menos 30 dias de antecedência.
  • Lembre-se de verificar se o processo de reserva pode ser feito com a opção de cancelamento gratuito.
  • Importante consultar o prazo de antecedência para o cancelamento gratuito. Normalmente o prazo pode ser de 12 ou 24 horas de antecedência. Se você cancelar sem essa antecedência, a locadora poderá cobrar uma taxa adicional.

6 – Km livre ou controlada?

  • Ninguém quer fazer uma road trip controlando quanto você está percorrendo na estrada. Lembra quando falamos que o aluguel de carros nos dá mais liberdade?
  • Para quem é bem detalhado no planejamento, pode até optar pela quilometragem controlada, pois já está ciente de quantos quilômetros irá percorrer. Assim, também economiza no valor da locação.
  • Cuidado: se você ultrapassar a quilometragem definida, a cobrança pode ser brutal.
  • Mas no nosso caso, resolvemos optar pela liberdade. Pagamos um pouco mais mas preferimos a liberdade da quilometragem livre.
  • Verifique também quais são as restrições de circulação do veículo.

7 – Precisa contratar o seguro?

  • O seguro é super recomendável e algumas locadoras já incluem o seguro de proteção básica nos seus preços.
  • Outras locadoras apresentam valores sem o seguro e com o seguro, o que dá maior flexibidade ao usuário.
  • Essa alternativa é útil porque alguns cartões de crédito oferecem seguro de carro gratuito aos seus clientes. Mas nesse caso, é importante que você não tenha adquirido o seguro da locadora.
  • Mas fique atento. Esses seguros oferecidos pelos cartões de crédito funcionam mediante reembolso (ou seja, você paga as despesas e depois é ressarcido), e nem sempre o processo é ágil como você precisa.

Seguro básico

  • O seguro mais importante é o CDW/LDW, de proteção básica (cobertura em caso de roubos, furtos, danos e avarias no veículo).

O problema desse seguro básico é que ele possui um valor de franquia, que normalmente é um valor um pouco alto. Caso aconteça qualquer dano ou avaria no veículo com valor inferior ao da franquia, mesmo com o seguro básico contratado, você precisa arcar com esse valor.

  • As locadoras costumam oferecer um seguro complementar, que serve para cobrir todos os gastos, sem franquia.
  • É possível também resguardar contra danos a terceiros (também não previstos na proteção básica).

8 – É recomendável acompanhar a vistoria do veículo na retirada?

  • Super recomendável. Olhe tudo: limpeza, higiene, conservação, danos e eventuais avarias.
  • Tudo deverá ser anotado no momento da vistoria, assim quando você for devolver o carro, fica resguardado de eventuais acusações.

Checklist do veículo

  • Verifique inclusive se o carro tem um pneu estepe e como utilizá-lo. Tem carros que possuem diferentes formas de acessar o estepe.
  • Macaco e chave de roda também são itens que precisam ser verificados.
  • Verifique também se o manual do carro está no porta luvas (acredite, nós já precisamos usar ele) e se o rádio e o painel (se houver) estão funcionando corretamente.
  • E o mais importante, peça o documento do veículo e guarde sempre com você.

Tenha sempre em mãos o telefone da locadora para caso de emergências.

Nesse momento da retirada do veículo, é importante também tirar todas as dúvidas sobre o carro com os funcionários da locadora. Especialmente no exterior, você pode não estar familiarizado com o tipo de automóvel.

9 – Como funciona a devolução do aluguel de carros?

  • Lembre-se que você precisa devolver o carro no horário e na loja determinados no processo de reserva.
  • A locadora pode adotar taxas de limpeza e higienização, valores da locadora. Para evitar cobranças desnecessárias ou excessivas, faça uma limpeza básica no carro antes de devolver. Não precisa ser nada muito rigoroso.
  • Para as avarias, eles fazem um exame minucioso na devolução, portanto todo cuidado é pouco.

É preciso abastecer o veículo na devolução?

  • Sim. Caso você não abasteça o carro, será cobrado por isso, pelos valores definidos na locadora, que certamente serão maiores do que num posto de gasolina.

10 – É possível devolver o carro em outra cidade, país ou estado?

  • Lembra que na hora de fazer a reserva você precisou definir a loja da retirada e da devolução. Tudo isso interfere no preço da locação, caso por exemplo você escolha devolver o carro em uma localização diferente da retirada.
  • Se por um acaso, você devolver fora da loja definida ou fora do horário previsto, será cobrado por isso.
  • Na hora da pesquisa, você pode fazer várias simulações para verificar os valores cobrados em caso de devolução em destino diferente da retirada. Em alguns casos, essa situação pode não estar disponível.
  • Pesquise direitinho. Quanto mais distante o local da devolução, maior pode ser o preço.
  • Nós já preferimos pegar um carro na França e outro carro na Itália, ao invés de ficar com o mesmo carro durante a viagem inteira.

Leia mais:

Crédito das Imagens: Shutterstock.com

Essa página contém links para sites afiliados ao Viagens Cine. Não nos responsabilizamos por empresas, hotéis ou anúncios exibidos nesse site.
Compartilhe.

Sobre o autor

Editor do Viagens Cine, fotógrafo e videomaker. Curte cinema e leva a vida e as viagens com toques de romance, drama e aventura. Formado em Letras, ex-bancário e muito mais feliz como blogueiro de viagens.

1 comentário

Deixei uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.