10 Momentos de um Casamento Homoafetivo

Casamento Gay em São Paulo

Procurando dicas para fazer um casamento homoafetivo, seja no civil ou através de uma cerimônia? Pois é, prepare-se. Quando eu e o Cleber resolvemos nos casar, não tínhamos a ideia na encrenca em que a gente estava se metendo. Um casamento gay dá o mesmo trabalho de um casamento hétero, com a diferença de que ao invés de uma noiva estressada e determinada em fazer tudo dar certo, são dois noivos de primeira viagem um pouco confusos e igualmente estressados.

Para quem está se perguntando o que um post de casamento está fazendo num blog de viagens, a única relação mesmo é que ele é o ponto de partida para fazer uma viagem de lua de mel.

Mas enfim, deu vontade de compartilhar essa experiência super significativa para nossa vida.

Além da viagem de lua de mel, é muita coisa para pensar e resolver na hora de planejar um casamento homoafetivo, mas desde que tínhamos ido no casamento de minha prima, ficamos inspirados e resolvemos partir para a empreitada. Da ideia até o primeiro passo, que foi finalmente fechar o espaço do casamento, demorou um tempo.

E nesse planejamento confuso e de primeira viagem, acabamos não considerando que a data seria durante os Jogos Olímpicos do Rio (portanto muita gente não poderia ir) e na véspera do Dia dos Pais. De qualquer forma, guardamos com imenso carinho todo mundo que conseguiu comparecer. Foi emocionante ver amigos vindo de tão longe, e contar com a presença absolutamente essencial da família e dos amigos mais próximos.

Mas afinal, depois de 10 anos de relacionamento, porque afinal era preciso fazer um casamento?

10 Momentos de um Casamento Homoafetivo: Civil e Cerimônia

Confira dicas e imagens do nosso casamento em São Paulo, com tema de viagem e cinema

Casamento Gay: 10 Dicas de Momentos de um Casamento Homoafetivo no Civil e Cerimônia
Cleber e eu cortando o bolo e vestidos de smoking, uma das cenas desse casamento cinematográfico

1 – Casamento homoafetivo: como fazer e porque fazer?

Depois de 10 anos de namoro, eu sempre me perguntava se havia necessidade mesmo de transformar nosso relacionamento em casamento. Assinar alguns papéis não mudaria nada entre nós. Mas sempre notei que para o Cleber isso era importante.

Acho que de uma forma ou de outra, a gente se via naquele meio termo de não saber como nos chamar. Não éramos mais namorados, ainda não éramos noivos e chamar de parceiro era um pouco esquisito (parceiro de crime?). Agora a gente se chama de “marido”.

Salve no Pinterest para consultar depois

10 Dicas para Organizar um Casamento Gay

Casamento no civil: documentos necessários e procedimentos

O casamento civil é mais simples do que parece. Nós procuramos o Cartório de Registro Civil da Rua Frei Caneca, em São Paulo (mas você pode procurar qualquer cartório civil), com antecedência de 60 dias da cerimônia, para agendar uma data.

Desde 2013, os cartórios de todo o Brasil não podem recusar a celebração de casamentos civis de casais do mesmo sexo ou deixar de converter em casamento a união estável homoafetiva. Assim ficou estabelecido na Resolução n. 175, de 14 de maio de 2013, aprovada durante a 169ª Sessão Plenária do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

É preciso comparecer pessoalmente: os dois noivos e mais duas testemunhas maiores de 18 anos e alfabetizadas. Essa parte é meio chata, já que é preciso levar as testemunhas no agendamento e posteriormente na cerimônia em si.

Os documentos necessários são:

  • Cédula de identidade original (RG ou CNH) e CPF
  • Certidão de nascimento original, em perfeito estado
  • Certidão de casamento anterior com averbação de divórcio, para os divorciados
  • Certidão de óbito do cônjuge, em perfeito estado, para os viúvos
  • RG e CPF originais das testemunhas.

Com a data agendada (sugiro ligar anteriormente para o cartório para verificar a agenda e definir antecedência), é só retornar com traje completo no dia marcado.

O casamento no civil é rápido, mas também envolve uma cerimônia de cerca de 20 minutos. Nossa juíza disse umas palavras bem bonitas, e se emocionar é fácil. Ela gosta de salientar que muita gente tem encarado o casamento civil como uma mera formalidade, mas a sua intenção é recuperar a importância e a solenidade da cerimônia.

Casamento Gay: 10 Dicas de Momentos de um Casamento Homoafetivo no Civil e Cerimônia
O casamento no civil também compreende uma cerimônia, com a participação de uma juíza e testemunhas

Viva o amor na Avenida Paulista

O casamento homoafetivo representa um rito de passagem, no qual a gente se afirma para nossa família e amigos, como um casal gay, em um relacionamento sólido e, pretendemos, duradouro. Após 10 anos, a gente não tinha mais dúvidas de que podemos ser felizes juntos. Mas principalmente, a gente se afirma para a sociedade.

E já que o casamento homoafetivo foi liberado para nós gays, porque não exercer esse direito?

Casamento Gay: 10 Dicas de Momentos de um Casamento Homoafetivo no Civil e Cerimônia
Eu e Cleber nos preparativos no Hotel Meliá Paulista

Após a preparação no Hotel Meliá Paulista com a ajuda de nosso querido padrinho Anderson Bispo, do Bispo Hair & Cia e uma sessão de fotos dos nossos preparativos, pedi para a equipe de filmagem e fotografia se poderíamos ir para a Avenida Paulista.

Mas quando saímos na Avenida Paulista e fomos para a ciclovia (que fica bem no meio entre as pistas da avenida), a gente estava muito na dúvida se ia rolar alguma manifestação de ódio. Mas quando o pessoal aplaudiu e passou gritando dos carros: “Viva o amor!!!”, não deu para controlar a emoção e alegria.

Casamento Gay: 10 Momentos de um Casamento Homoafetivo Civil e Cerimônia

2 – Escolha dos Fornecedores: Espaço e Buffet

Nossos amigos e padrinhos Marcial Monzani e Marcelo Hype ajudaram a gente nesse comecinho para planejar o casamento.

Criamos um checklist e eles começaram identificando uma série de espaços em São Paulo que se enquadravam no nosso orçamento e ideia de casamento. E bora começar as visitas.

Destination Wedding?

Em tempos de destination wedding, deu até vontade de fazer o casamento viajando, mas nossa lista de convidados estava em torno de 100 pessoas, e isso já convidando somente as pessoas mais próximas.

Entre escolher casar viajando (mas longe dessas pessoas queridas) ou casar com os amigos e família presentes e depois viajar, acabamos optando pela segunda alternativa.

Para ter menos trabalho, nossa ideia era escolher o mínimo de fornecedores possível, então a proposta do Espaço Quatrocentos nos conquistou. Eles fazem um pacote que inclui o espaço, decoração e flores (que ficou a cargo da Mariana Bassi), buffet (Buffet Amici), iluminação e DJ (o querido Rodrigo Ferro, da DB2 Produção) e doces (P&C Doces e Bolos), conciliando diversos fornecedores. Menos trabalho de contratar todo esse povo.

Aí a gente pensou, nossa, nem vamos precisar nos preocupar muito o casamento né. hahahaha.

Restava ainda saber se a equipe iria abraçar um casal gay, sem preconceitos. A Michele, a Bruna e Karen, do Quatrocentos foram demais e todos os outros envolvidos também foram super tranquilos em relação a esse aspecto. Viva o amor, mais uma vez.

Casamento Gay: 10 Dicas de Momentos de um Casamento Homoafetivo no Civil e Cerimônia
Área de cerimônia no Espaço Quatrocentos, com decoração da Mariana Bassi

3 – Decoração do Casamento: Tema Viagem e Cinema

Apesar da gente ter fechado um pacote, queríamos personalizar a festa conforme nosso tema escolhido: viagem e cinema. Tudo a ver como nosso blog, né?

Obviamente, cada item que queríamos adicionar, encarecia o orçamento. E não era pouco viu.

Por isso, a dica foi o D.I.Y. – Do It Yourself, corremos atrás para fazer nós mesmos o máximo de coisas que a gente podia.

Casamento Tema Viagem: 10 Momentos de um Casamento Homoafetivo Civil e Cerimônia

Casamento Gay: 10 Dicas de Momentos de um Casamento Homoafetivo no Civil e Cerimônia

Backdrop e Convites Personalizados

Para criar essas peças únicas e cheias de arte para o nosso casamento, a gente contou com uma ajuda para lá de especial.

Queríamos que os convites fossem personalizados (fizemos um cartão de embarque), as placas sobre as mesas (cada mesa com identificação de um país para o qual nós já tinhamos viajado), o menu da festa e o backdrop.

Como qualquer evento cinematográfico, rolou sim um tapete vermelho, e os convidados todos passarem por ele e foram fotografados na frente de um grande painel com nossos nomes e um brasão de nossa festa. Toda essa arte foi criada pela Eloah Cristina, com a ajuda da sua esposa, a Amanda Fernandes, ambas nossas madrinhas e blogueiras queridas do Marola com Carambola.

O melhor presente foi ter essas duas queridas cuidando com tanto carinho desses detalhes do nosso casamento.

Nossas madrinhas Amanda e Eloah, também responsáveis pela arte do backdrop e de alguns itens do casamento
Nossas madrinhas Amanda e Eloah, também responsáveis pela arte do backdrop

4 – Filmagem Cinematográfica

Uma coisa essencial para a gente ficar mais tranquilo foi começar a definir prioridades. Ou seja, quais assuntos precisam ser resolvidos primeiro. A reserva do espaço e buffet, por exemplo, era nosso item número 1. Precisava ser simultâneo: imagina se você fecha o buffet para uma data e depois o salão não tem disponibilidade. Por sorte estava no pacote que fechamos com o Espaço Quatrocentos.

Depois se seguiram outros que por conta de problemas de disponibilidade de data, precisam ser resolvidos o quanto antes.

Fotos e vídeos cinematográficos

Os fotógrafos e a equipe de vídeo eram essenciais para a gente, que trabalhamos com imagem. Escolher esses profissionais e conciliar bons serviços com preços razoáveis foi um desafio. Como a gente queria registros cinematográficos da cerimônia, pesquisamos bastante até encontrar equipes que a gente se identificava.

A equipe do Retrato Ateliê entregou as fotos que ilustram esse post.

O filme do casamento ficou a cargo da Thiago Freitas Films (que ficou de fato cinematográfico, veja no final dessa matéria).

Infelizmente, tivemos problemas com os prazos com fotografia e filmagem. Portanto, defina os prazos em contrato e também inclua cláusulas de multa em caso de atraso.

É importante também fazer um contrato bem elaborado e, se possível, com as assinaturas e registro em cartório. Infelizmente, os profissionais de fotografia e filmagem podem atrasar prazos ou, em casos extremos, nem entregam os trabalhos.

Casamento Gay: 10 Momentos de um Casamento Homoafetivo Civil e Cerimônia
A escolha da equipe de fotografia é uma das tarefas mais delicadas. Foto: Retrato Ateliê

5 – Escolhendo a assessora do casamento ou cerimonialista

Olha, a gente até tentou começar esse trabalho sem ela, mas quando a Rossana Paiva entrou na nossa vida, tudo ficou bem melhor. Ela foi a verdadeira diretora desse evento cinematográfico.

Como marinheiros de primeira viagem, a gente ficava muito inseguro de fechar contratos, acertar detalhes do casamento, definir quantidades, fazer escolhas. Contar com a experiência de uma pessoa que já fez muitos casamentos é uma ajuda e tanto.

A assessora de casamentos é aquela pessoa que será responsável por um dos dias mais importantes da sua vida, então é impossível não criar um vínculo com ela.

Casamento em São Paulo
Nossa encantadora prima Rafinha foi a florista da cerimônia
Casamento em São Paulo
Minha linda princesa nos entrega as alianças durante a cerimônia

Dirigindo todas as cenas do casamento

E no dia do casamento, a Rossana estava lá para dirigir todos os detalhes do casamento.

A hora em que os noivos entram, a que hora a música começa a tocar, quando as luzes se acendem e apagam, como todos estão sendo servidos, quando cada cena deve acontecer. Enquanto ela cuidava de todos os detalhes, até das partes chatas de ficar arrastando a gente pelo salão para cumprir os rituais do casamento, a gente pode de fato se divertir e curtir o casamento como se deve.

Lembro especialmente alguns minutos antes de começar o casamento, a gente na sala de espera e aquele burburinho. A tensão é enorme e a música começou a tocar. Deu uma vontade incontrolável de chorar. Olhei para a Rossana e para a Carol e elas me passavam tanta segurança e cuidado, que imediatamente me senti reconfortado. Pronto, eu estava pronto para entrar.

Casamento São Paulo - Cerimonialista - Assessora de Casamento
Equipe da Rossana Paiva (ao centro), assessora de casamentos para realizar nossos sonhos

Celebrante

Uma outra decisão importante é a escolha do celebrante. O nosso se confundiu um pouco na hora do casamento, e levou uma acompanhante que ficou sentada na primeira cadeira do salão com a cara emburrada. Enfim, nossa escolha não foi muito feliz.

Procure referências com a assessoria de casamento. Vamos deixar aqui algumas dicas de celebrantes que coletamos na internet, mas infelizmente não temos referências além das que o próprio profissional nos passou. Mas pelo fato de trabalharem com casais homoafetivos previamente, já ganham a nossa indicação.

  • Liandra Zanette: residente no Espírito Santo, mas atua em todo o Brasil. Administra o instagram @casamentohomoafetivos
  • Marina Bastos: atua em São Paulo, faz diversos tipos de eventos inclusive cerimônias de casamento homoafetivas
  • O site Mr. & Mr. também reúne algumas cerimônias e prestadores de serviços para casamentos homoafetivos

6 – Trilha sonora de cinema

Tudo o que buscávamos eram pessoas quem embarcassem na nossa ideia de um casamento cinematográfico.

Quando descobrimos que o pessoal da Sonore Eventos topava qualquer música que a gente quisesse, eu achei a ideia o máximo. Ainda perguntamos: qualquer música? Tem limite de músicas? Não, eles fariam qualquer música que a gente decidisse e qualquer quantidade que nós pedíssemos.

Já começou na minha mente a trilha sonora cinematográfica dos meus sonhos. De Your Song, do Elton John (trilha do filme “Moulin Rouge”) até o clássico tema do filme “Cinema Paradiso”, de Ennio Morricone, a gente escolheu música por música. Só de lembrar, já me dá vontade de chorar. O Cleber entrou ao som “I Don’t Wanna Miss a Thing”, do Aerosmith, tema do filme “Armageddon”.

Casamento Gay em São Paulo
Cleber entra ao som de Aerosmith

O pessoal da Sonore, capitaneado pelo super atencioso Adriano Gomes, criou o arranjo para todas as músicas e uma semana antes do casamento, fizeram uma apresentação para termos certeza de que gostávamos dos arranjos.

Nessa hora, algumas músicas acabaram ganhando destaque na cerimônia, como a valsa do filme “O Fabuloso Destino de Amélie Poulain”, que ficou com arranjo belíssimo. Emocionante.

7 – Nossas mães… e nossos pais

Estávamos muito felizes pois, após um tempo, finalmente nossas mães aceitavam nossa homossexualidade e nossa relação. E as duas mães estariam lá conosco, nessa hora tão especial. Mas e nossos pais?

Tanto meu pai como o pai do Cleber já são falecidos, daí a gente teve a ideia que elas pudessem entrar com um retrato deles. Escolhemos a música “Eu Sei que Vou te Amar”, de Tom Jobim, que foi a única exceção não cinematográfica. Era um momento de tê-los conosco naquele momento.

Muitos se emocionaram quando elas entraram com esses retratos. Nossos pais eram pessoas maravilhosas e muito queridos, participaram muito da nossa vida, e todos os nossos amigos e familiares sabiam disso. Tive o cuidado de recepcionar as mães, colocar os retratos de nossos pais no aparador da cerimônia e pudemos seguir na cerimônia.

Casamento em São Paulo
Minha mãe entra na cerimônia com a imagem de meu pai, falecido
Casamento Gay em São Paulo
Nós com a super querida mãe do Cleber

8 – Definir a lista de convidados: padrinhos e pessoas especiais

Definir a lista de padrinhos é uma das tarefas mais difíceis de casar. Há muita gente que a gente amava e que queríamos ao nosso lado. Os amigos Luiz e Anderson (que também se casaram em 2016), Edgar e Marcelo, Marcial e Jocelia, além das meninas do Marola com Carambola que já mencionamos, nossos irmãos e suas esposas não poderiam ficar de fora.

Mas feita as escolhas, ficamos ainda com uma relação de pessoas queridas que queríamos dar destaque.

Nossa lista de convidados começou com 120 pessoas e depois caiu para 100 pessoas, considerado um mini-wedding.

Apesar de termos muitos conhecidos, descartamos pessoas que não tínhamos nenhum contato pessoal (não vale Facebook) há mais de 1 ano. Assim, a cerimônia ficou mais intimista e muito mais carinhosa.

Casamento Gay em São Paulo

Casamento Gay: 10 Momentos de um Casamento Homoafetivo Civil e Cerimônia

Casamento São Paulo
Padrinhos reunidos na hora do brinde aos noivos

Cerimônia das Sementes

Foi então que o celebrante sugeriu algumas cerimônias (entre elas, a já famosa Cerimônia das Areias).

Na Cerimônia das Sementes, chamamos 10 convidados para ir na frente, pegar uma palavra e desejar aos noivos. Prosperidade, saúde, respeito, união e paciência eram algumas delas. Foi nossa chance de chamar mais algumas pessoas queridas para junto de nós.

Álbum dos Convidados

Casamento Gay em São Paulo
Os melhores amigos reunidos na pista de dança

Casamento Gay: 10 Momentos de um Casamento Homoafetivo Civil e Cerimônia

Os blogueiros de viagem que compareceram na cerimônia

Entre os convidados blogueiros de viagem, estavam nossas queridas madrinhas do Marola com Carambola, Amanda e Eloah, os queridos Kaio e Sonia do Coisos on the Go e o Rafa Leick do Viaja, Bi! e Viagem Primata.

Também recebemos blogueiros que viajaram para nossa cerimônia. Esse gesto de carinho foi inesquecível. As blogueiras divas Dani Mi (acompanhada do Galvani) do Na Mochila da Ninja, Diana Schrok do Histórias da Di e Lily Pestana do Blog Apaixonados por Viagens (acompanhada do marido Julio Paulin) vieram somente para o casamento. Queríamos outros blogueiros queridos para a nossa união, mas competir com viagens é complicado e perdemos para algumas viagens incríveis ou para os Jogos Olímpicos.

Foi com enorme carinho que também recebemos o William Yudi da Pousada Águas de Bonito e o pessoal de algumas assessorias que têm sido nossas parceiras e incentivadoras, como a Milly Furquim da RMA Comunicação e a Natasha Osório da AFT Comunicação Integrada, com seus respectivos pares.

Casamento Gay: 10 Momentos de um Casamento Homoafetivo Civil e Cerimônia

9 – A Cabine Fotográfica

Um dos destaques da festa foi a cabine fotográfica da Gift Photo, acho que muita gente esqueceu de dançar para ficar tirando fotos na cabine.

No melhor estilo de cabine fotográfica do filme Amélie Poulain, as fotos do pessoal ficaram super divertidas. Todos entram, fizeram 3 poses para as fotos e depois tiram na mesma hora uma tirinha com as três fotos tiradas. A arte é definida pelos noivos em conjunto com o pessoal da Gift Photo.

Ah, dentro da cabine eles colocam alguns apetrechos para o pessoal caprichas nas poses.

O legal é que as fotos da cabine funcionaram como lembranças do casamento, então não providenciamos nada nesse sentido. Não há limite de fotos impressas, portanto os convidados podem tirar quantas fotos quiserem. Além das fotos impressas na hora, o pessoal da Gift Photo depois manda um pendrive com todas as fotos tiradas, em alta resolução. A qualidade das fotos é ótima..

Dicas de Casamento Civil e Cerimônia São Paulo
Fotos tiradas na cabine também funcionam como lembrança do casamento e são impressas na hora

casamento-gay-sao-paulo-cabine-2casamento-gay-sao-paulo-cabine

10 – A Dança dos Noivos: dos clássicos do cinema aos hits gays

Para a dança dos noivos, escolhemos hits famosos da história do cinema.

Mas lógico, o problema eram as coreografias, por isso procuramos simplificar um pouco. O ideal mesmo era que tivéssemos conseguido alguém para ensaiar, mas procuramos uma academia de dança e o preço cobrado estava acima do que queríamos pagar.

As músicas foram dos filmes Dirty Dancing, Pulp Fiction e Grease.

E depois, lógico, aproveitamos a deixa para chamar todo mundo para a pista de dança com vários hits LGBT.

Casamento Gay: 10 Momentos de um Casamento Homoafetivo Civil e Cerimônia
Rolaram até números de dança, inspirados em cenas de filme como Dirty Dancing

Os melhores momentos de nossas vidas

A emoção maior foi, ao final de todo esse esforço, ter curtido um dos melhores momentos de nossas vidas.

Conseguimos fazer a festa que sonhávamos, com as pessoas que queríamos ao nosso lado e com toda a emoção que queríamos transmitir. Muito mais do que qualquer outro sentimento, a gente queria que todo mundo que estivesse ali compartilhasse de nossa emoção de finalmente estarmos casando, após 10 anos de amor. Acho que conseguimos.

E depois do casamento, rola o quê??? Lua de mel, obviamente. Mas isso já é assunto para outro post, aliás, outros posts que já estão até divulgados por aqui. Confiram nossa série sobre Aruba, Curaçao e Califórnia, já divulgados por aqui.

Confira abaixo o vídeo da cerimônia, onde mostramos alguns dos momentos mais especiais do casamento.

Leia também: 10 Motivos porque o Orgulho LGBT ainda é importante

78 comentários

  1. Oi, rapazes!
    Amei ler sobre cada pedacinho desse post! Amei o vídeo. Sensacional!
    Desejo que vocês sejam muito felizes e que o Amor em plenitude faça parte de todos os dias de vocês!
    Eu e a Cintya estamos iniciando os preparativos do nosso casamento e foi exatamente por isso que achei vocês! Sabe, estávamos em dúvida se íamos levar essa ideia adiante, pois já estamos juntas dese o ano 2000 e já não somos duas mocinhas. Ano que vem completo 50 anos e ela 47, mas a gente se ama muito e acho que merecemos formalizar e comemorar esse amor.
    Ler sobre vocês foi inspirador! Muito obrigada!
    Um grande beijo!
    Jane
    Felicidades! Não os conheço, mas já me sinto encantada por vocês!

    1. Oi, Jane. Muitíssimo obrigado pelo carinho e seu comentário tão amoroso. Tenha certeza que vocês merecem essa cerimônia. É caro, não dá para negar, mas é realmente um momento inesquecível. Que vocês tenham um casamento maravilhoso e muita felicidade para vocês. Beijo enorme!

  2. EU PRECISO MUITO AGRADECER, sim, estou morando na Australia, e sempre tive o sonho de organizar casamentos, dai me veio a ideia de me especializar em casamentos gays, e me preocupar também com as possíveis diferenças de um casamento hetero. Seu post só me deu mais certeza de continuar no meu sonho… ja salvei aqui no favoritos como “casamento incrivel”. Muitas felicidades ao casal!!! mais uma vez, obrigada por compartilhar suas experiências.

  3. Meninos, que inspirador. Estou no início do planejamento do meu casamento com meu namorado e apesar das dores de cabeça que já surgiram, ver o resultado como o de vocês motiva! Parabéns e que sejamos felizes para vibrar amor pro universo, que está precisando! Um beijão e quando vierem a Salvador nos avise! hehehe.

    1. Oi Marcus. Muito obrigado pelo comentário, que máximo que podemos inspirar e ajudar de alguma forma. Boa sorte nos preparativos e muitas felicidades. Nos vemos em Salvador, avisamos sim quando formos. Beijos.

  4. Amei ler sobre…
    Eu gostaria de casar com minha namorada também, porém hoje em dia fica muito complicado por causa do tempo ($$) – desemprego sempre em alta – sem falar que a família não apoia em nada, pois são da igreja… enfim

    Parabéns aos dois por darem esse passo maravilhoso ♡

    1. Oi, Jessy. Nós esperamos alguns anos para casar, vão curtindo a vida a dois e quando puderem, tenho certeza que a cerimônia será maravilhosa. Beijo grande e obrigado pela visita e comentário.

  5. Fábio e Cleber,
    somos de Porto Alegre (eu, Paulo e Maurício) e vamos nos casar no dia 15 de setembro/18. O Maurício adotou meu sobrenome e, na verdade, nosso “namoro” já dura 22 anos. Já assistimos o vídeo do casamento de vcs várias vezes, pra nos inspirar. E olha, não sabem o QUANTO inspiraram!! Há 2 semana estávamos em SP pra procurar os trajes e passeamos pela Av. Paulista. Olhei a ciclovia e comentei com o Bê (chamo ele assim). Olha onde o Fábio e o Cleber fizeram o pré-wedding!! Ainda ontem a noite estávamos revendo o filme de vcs (pela 20ª vez, eu acho – kkkk) e agora que achei o Blog de vcs. Fiquei muito feliz. Li tudo e amei as dicas. Temos assistido muitos vídeos no youtube pra termos ideias e fazer uma bela festa, sem muitos gastos. Obrigado por compartilharem tantas coisas maravilhosas! Bj pra vcs!!

    1. Oi, Paulo. Que mensagem maravilhosa de ler, meu querido. Para nós é muito legal saber que nosso casamento tenha inspirado o de vocês, porque nossa cerimônia e festa foi muito importante para gente e, de certa forma, é como se ela se perpetuasse através de outros casais. Muito obrigado por ter reservado um tempinho para escrever pra gente, foi muito emocionante. Obrigado e um beijo enorme para você e para o Maurício, e que vocês sejam muuuuito feliz e tenham uma festa maravilhosa. Parabéns!

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.