Europa – Dá para Viajar Barato? Top 10 Dicas para Economizar

Europa - Dá para Viajar Barato? Top 10 Dicas para Economizar

Na hora de pensar ou planejar uma viagem para a Europa, você pode ficar na dúvida. Com o euro valendo quase 5 reais (situação do câmbio em 2019), será que dá para viajar barato para a Europa?

Nós sempre adoramos viajar para a Europa, mas acabamos adiando durante alguns anos nossas viagens para o velho continente. Em 2019, mesmo com o euro nas alturas, decidimos fazer um roteiro de viagem na Espanha e Portugal e tentar economizar no que pudermos, para compensar essa perda gerada pelo câmbio desfavorável.

Após a viagem, podemos dizer que é possível economizar sim, e vamos compartilhar algumas dicas por aqui. A Europa nunca será uma viagem barata, mas dá para fazer opções econômicas que vão pesar menos no seu orçamento.

Confira a seguir as 10 dicas que você deve ter em mente antes e durante sua viagem para a Europa.

Europa: Dá para Viajar Barato?

Top 10 Dicas para Economizar

Salve no Pinterest para consultar depois

Europa - Dá para Viajar Barato? Top 10 Dicas para Economizar

1 – Economize na passagem aérea

E você pode me perguntar, “como dá para economizar, afinal?” Pois é, passagem aérea é um problema e toda vez que resolvemos viajar para a Europa é aquela odisséia passando meses no garimpo dos melhores preços.

Na nossa última viagem para a Europa, em setembro de 2019, nós gastamos cerca de R$ 2.200,00 a passagem ida e volta.

Achamos que o valor saiu barato, mas tivemos que sair de Campinas ao invés de São Paulo.

Tenha flexibilidade

Flexibilidade é uma das dicas mais importantes. Você precisa fazer várias consultas, trocar datas, trocar aeroportos de partida e de chegada, e ir fazendo testes até conseguir a melhor tarifa para você.

  • Para te ajudar nessa tarefa, nós recomendamos o site Skyscanner ou o Decolar.com.
  • O Skyscanner somente faz a busca e redireciona para as companhias aéreas. Já no Decolar.com, é possível fazer a compra, mas pode ser que ele cobre uma taxa pelo serviço.
  • De qualquer forma, o importante mesmo é usá-los como ferramenta para fazer as buscas. O Skyscanner, por exemplo, te permite consultar o mês inteiro, e localizar em quais dias a passagem sai mais barata.
Europa - Dá para Viajar Barato? Top 10 Dicas para Economizar
Ferramentas permitem consultar preços de passagens aéreas no mês inteiro e encontrar as tarifas mais baratas

Fique ligado nas promoções

  • Sites como o Melhores Destinos costumam divulgar promoções, então vale a pena ficar atento.
  • Mas pessoalmente nunca demos sorte e quando vamos ver, os preços nos dias que precisamos, não atendem nossa necessidade.

Vale a pena se cadastrar no mailing de todas as companhias aéreas. Toda vez que acontece uma promoção, você será avisado em primeira mão através do seu e-mail.

  • Em se tratando de promoções, ganha quem chega mais rápido. E se você encontrar um preço muito bom, não confie que no dia seguinte ele ainda estará lá. Compre com agilidade, pois essas promoções esgotam rápido.
  • Fique ligado se a tarifa inclui o despacho de bagagens e quais são os limites. Agora é bem comum as companhias aéreas cobrarem pelo despacho de bagagens, valores que podem chegar até R$ 1.000,00.

2 – Escolha os países mais baratos

Europa - Dá para Viajar Barato? Top 10 Dicas para Economizar
Portugal é um dos países mais baratos da Europa

Existem alguns países na Europa que são bem mais baratos do que outros. Então pode ser uma boa escolher algum deles para colocar no seu roteiro.

Uma viagem para a Europa é feita de sonhos, mas se o orçamento estiver apertado, é preciso considerar bem os lugares que você vai escolher.

Em 2019, nosso objetivo era fazer um roteiro para Espanha e Grécia, mas em função do aumento do euro, trocamos a Grécia por Portugal.

Portugal é considerado um dos países mais baratos na Europa e em 2019 confirmamos isso na prática. Gastamos praticamente a metade em alimentação do que gastamos na Espanha.

O blog Mochilão Barato fez uma lista dos 6 países baratos para viajar na Europa. Dê uma olhadinha lá, mas já vamos deixar um spoiler. Portugal está nessa lista.

3 – Viaje na melhor época

Europa - Dá para Viajar Barato? Top 10 Dicas para Economizar
Será que dá para fugir da alta temporada, mas ainda aproveitar o verão na Europa?

Julho e agosto são considerados os piores meses para viajar para a Europa. Pelo menos se o critério for a economia. Nesses meses tudo fica mais caro, desde a passagem aérea até as hospedagens.

Como são meses de alta temporada na Europa, é preciso reservar tudo com mais antecedência. As hospedagens com melhor custo benefício se esgotam rápido.

Mas precisamos confessar que adoramos viajar no verão, então já viajamos no mês de julho e adoramos. Quem estuda ou tem filhos, também não tem muita alternativa.

Se você gosta, assim como nós, de viajar com o clima mais quente e ainda sim quer economizar, aposte nos meses intermediários e próximos do verão.

Primavera ou verão?

  • Setembro ainda é verão na Europa (até metade do mês). A partir do dia 20 de junho o verão já começa, então junho também é uma boa opção.
  • Os meses de primavera também costumam ser bons e baratos.
  • Uma pesquisa do site Skyscanner definiu março, abril e maio como os meses mais baratos para viajar para Espanha, França, Inglaterra, Itália e Portugal.
  • Mas não se engane: em alguns lugares, primavera na Europa faz frio e não é tão ensolarado como no verão. Se o seu roteiro de viagem incluir destinos de praia, pense bem.
  • Em outros lugares, como na Itália, a primavera ou o outono são as épocas ideais. No verão o calor é intenso e pode até atrapalhar sua viagem.

4 – Hospedagens alternativas

Os gastos com hospedagem são o principal custo de uma viagem para a Europa, ainda mais do que a passagem aérea (no caso de viagens mais longas).

Por isso, é importante prestar bastante atenção a essa item. Ele representará as maiores economias da sua viagem.

Albergues

  • Pessoalmente, nós não ficamos mais em albergues (ou hostels). Quer dizer, ainda existem opções de ficar em quartos privativos nos hostels, mas nesse caso os preços costumam ser parecidos com os de hotéis.
  • Ficar em quartos coletivos é coisa que ficou no meu passado, porque tenho um pouco de dificuldade de dormir com o entra e sai dos quartos de albergue.
  • Mas se você ainda tiver essa disposição, é uma boa economia e costuma ser bem legal para fazer novas amizades.

Airbnb

Europa - Dá para Viajar Barato? Top 10 Dicas para Economizar
Ficar em apartamentos do Airbnb é uma das opções para economizar
  • Ultimamente, trocamos os albergues pela hospedagens em apartamentos do Airbnb.
  • Essa modalidade está cada vez mais comum na Europa, e você se hospeda na casa de moradores europeus.
  • Na hora de procurar, você pode estabelecer vários filtros, mas um dos mais relevantes é se você quer ficar num apartamento inteiro. Com essa opção, você tem um apartamento exclusivo para você. É ótimo e nós adotamos em várias ocasiões, mas não é uma opção barata.
  • Se você quer economizar mesmo, a dica é ficar num quarto, na casa de um morador local. Nesse caso, você irá conviver com o morador durante a sua hospedagem.
  • Em geral é super tranquilo, pois os anfitriões do Airbnb são bastante experientes e são avaliados após a hospedagem, então eles sempre zelam pela sua melhor experiência.
  • Além disso, você tem a opção de conhecer alguém que mora na cidade e pode te dar dicas realmente únicas. Isso é grande diferencial na hora de viajar.

Banheiro Compartilhado e Café da Manhã

Finalmente, para quem não abre mão de um hotel, ainda assim existem opções para economizar.

  • Na Europa é muito comum encontrar hotéis sem banheiro no quarto. O banheiro fica no quarto e você precisa compartilhar com outras pessoas. Às vezes o banheiro é exclusivo, mas não fica dentro do quarto.
  • Nós consideramos isso um pequeno transtorno e não curtimos. Mas a diferença de preço costuma ser bem interessante para os quartos sem banheiro privativo.
  • Além disso, existem alguns hotéis que não incluem o café da manhã na diária. A tarifa é menor, mas pode ficar mais cara caso você decida comprar o café da manhã do hotel. Os preços podem chegar até a € 15,00.
  • Pense bem, pesquise locais para comer nas redondezas ou, se o quarto tiver frigobar, compre coisas no supermercado e faça você mesmo seu café da manhã.

Assista nosso vídeo completo no YouTube com essas e outras dicas.

5 – Economize no Chip Internacional para Internet

Para acessar a internet no exterior durante a sua viagem, você tem três opções. Quatro, na verdade.

A opção mais barata seria viver somente procurando lugares com wi-fi liberado, mas convenhamos. O celular ajuda muito nas viagens e é importante estar conectado sempre. Acessar mapas, consultar lugares para comer, procurar dicas de passeios, acessar o Waze, tudo isso demanda um celular com internet.

Roaming Internacional

  • As operadores de telefone brasileiras cobram taxas altíssimas para o uso do roaming internacional.
  • A Vivo, por exemplo, cobra R$ 39,99 por dia de viagem. Imagine ao final de 30 dias, você terá gasto cerca de R$ 1.200,00 só para usar internet. Fora de cogitação.

Chip Internacional comprado no Brasil

Europa - Dá para Viajar Barato? Top 10 Dicas para Economizar

Algumas empresas vendem os chips aqui do Brasil. É uma opção conveniente porque você já sai do Brasil com o chip e não precisa se preocupar com isso na hora que chegar na Europa.

Ainda assim é uma opção bem cara. O chip internacional custa a partir de US$ 70,00, ou cerca de R$ 290,00. Você pode gastar menos da metade desse valor comprando o chip diretamente de operadoras na Europa. 

Nós poderíamos oferecer a venda desses chips e ganhar comissão por ele. Mas preferimos ser sinceros com vocês, já que para nós, essa não é a melhor opção.

  • Os chips internacionais nem sempre são confiáveis.
  • Algumas empresas tem um elevado número de reclamações no Reclame Aqui.
  • É comum ouvir casos de chips que não funcionam e de suporte ineficiente.
  • Nós também não tivemos uma experiência boa. Um dos chips que testamos parou de funcionar no meio da viagem.
  • O suporte não resolveu o problema e tivemos que comprar outro chip no meio da nossa viagem.

Comprar Chip na Europa

Finalmente, a opção que mais recomendamos é comprar um chip na hora que você chegar no aeroporto do seu país de destino.

Em Portugal, por exemplo, o chip da Vodafone custa € 30,00, dá direito a 30 dias de utilização e tem 60 GB de uso. Custa cerca de R$ 130,00 (metade do valor do chip internacional comprado no Brasil).

  • A compra é bem simples.
  • Nos aeroportos, as lojas estão acostumadas a prestar esse serviço aos turistas, então é tudo bem rápido e prático.
  • Já peça para o atendente colocar o chip e teste a internet antes de sair da loja.
  • Antes de viajar, consulte quais são as melhores operadoras no seu destino. E se sua viagem for para mais de um país na Europa, consulte se a operadora inclui abrangência para outros países.

6 – Seguro Viagem

É notório que, para viajar para a Europa, é necessário ter contratado um seguro viagem com o montante mínimo de € 30.000,00.

Essa é uma exigência para entrar nos países que fazem parte do Tratado de Schengen.

Os únicos países da União Européia que não fazem parte do Tratado são a Bulgária, Romênia, Chipre, Croácia, Irlanda e Grã-Bretanha.

Para os demais países da União Européia, se você não tiver o seguro para o Tratado de Schengen, pode ser impedido de entrar na Europa.

Para cumprir essa formalidade, muitas empresas vendem esse tipo de seguro, e você pode consultar e comparar preços de diversas empresas no site da Seguros Promo. Infelizmente, ao fazer a pequisa no site, é comum que imediatamente algum atendente já ligue querendo vender o seguro, o que é bastante inconveniente já que muitas vezes você só quer fazer uma consulta e comprar online mesmo.

Europa - Dá para Viajar Barato? Top 10 Dicas para Economizar
Sites como o Seguros Promo permitem comparar o preço de diversos seguros de viagem

Seguro Gratuito

Mas se você quiser economizar mesmo, existe uma opção de seguro gratuito.

  • Algumas operadoras de cartão de crédito oferecem esse benefício aos seus clientes, caso você compre a passagem aérea usando o cartão.
  • Para emitir o seguro, basta entrar no site da operadora e gerar a apólice de seguro.
  • Existem relatos que esses seguros dos cartões de crédito não funcionam muito bem no caso de você precisar deles para algum problema de saúde na Europa.
  • Então apesar de ser uma opção econômica que garante a formalidade do Tratato de Schengen, pode não funcionar caso você tenha alguma necessidade médica durante a viagem.
  • Alguns deles inclusive não têm cobertura para despesas médicas, somente para casos de acidentes fatais. Então leia bem a apólice para se informar sobre o que estará abrangido.

Lembre-se que o barato pode sair caro. Caso você tenha algum problema de saúde durante a viagem e precise recorrer a um serviço hospitalar, o melhor é estar segurado. Recomendamos comprar um seguro viagem de uma empresa que tenha boas avaliações no mercado. A Vital Card, GTA, Assist Card, Mondial e Travel Ace são algumas das melhores avaliadas.

É importante confirmar se o valor de despesas médicas está acima do montante de € 30.000,00 definido para o Tratado de Schengen.

Clique aqui e
Consulte preços e opções de Seguro Viagem

7 – Use e Abuse das Cias Aéreas Low-Cost

Viajar pela Europa pode ser bastante barato. De ônibus e trem podem ser os tipos de viagem mais comuns, mas para distâncias um pouco maiores, vale cogitar uma passagem aérea.

  • Comparando os preços e surpreendentemente, muitas vezes viajar de avião pode sair mais barato do que viajar de trem.
  • Isso porque algumas companhias aéreas de baixo custo, as famosas low-cost, trabalham com valores muito baixos. É possível encontrar preços a partir € 20,00.
  • Para circular entre ilhas da Europa, também vale consultar.
  • Nós viajamos de Barcelona para as Ilhas Baleares pela Vueling, uma essas companhias baratinhas. Entre Ibiza e Maiorca, duas ilhas a cerca de 2 horas de distância de barco, a viagem de avião pela Vueling saiu mais barato do que viajar de barco.
  • Outra companhia bem famosa é a Ryanair, que também usamos nessa última viagem para a Europa.

Só com bagagem de mão

Para todos os casos, para conseguir viajar barato mesmo, é importante viajar somente com a mala de mão.

O valor para despachar bagagem pode ser mais caro do que a própria passagem aérea. A Vueling, por exemplo, trabalha com valores que vão de € 15,00 a € 36,00, dependendo do peso da bagagem.

8 – Economize na alimentação

Europa - Dá para Viajar Barato? Top 10 Dicas para Economizar
Preços em um dos restaurantes europeus

Nós sempre somos muito econômicos nas refeições durante as viagens. No geral, rola só mesmo uma refeição: ou o almoço ou o jantar. E a outra é só um lanche mesmo.

Se você adotar esse esquema, procure priorizar o almoço, que costuma ter melhores preços do que o jantar. Isso porque é mais comum para os europeus sair para jantar. Dessa forma, os restaurantes ficam mais tranquilos na hora do almoço e mais propensos a promoções.

Almoçar ou jantar?

  • Para almoçar ou jantar, fuja dos restaurantes em lugares muito turísticos.
  • Os preços são para turistas, e às vezes para turistas americanos que viajam com dólares.
  • Em ruazinhas menores e sem caminhar muito, já é possível encontrar preços mais vantajosos.
  • Na Itália, os restaurantes ainda cobram valores adicionais para comer nas mesas. Isso vale também cafés e sorveterias. Consulte o valor do “coperto”.
  • Comparado com a França, onde água e pão são servidos como cortesia, na Itália tudo é cobrado, até mesmo sentar para comer.

Só para dar uma noção de preços, baseada em nossa última viagem, restaurantes baratos cobram em média € 6,00 a € 10,00 por pratos ou até mesmo por menus (que incluem bebida e café/sobremesa). De € 10,00 a € 15,00 são considerados valores intermediários. E a partir de € 15,00, são valores mais elevados, que você encontra em restaurantes mais turísticos ou na hora do jantar.

Europa - Dá para Viajar Barato? Top 10 Dicas para Economizar

Para as bebidas, abuse dos vinhos. Todo restaurante oferece uma taça de vinho da casa, que costuma ser mais barato do que refrigerantes, por exemplo.

Lembrando que a média de preço também varia de país para país (ou até mesmo de cidade para cidade), então esses valores são só para você ter uma ideia mesmo.

Passe no mercado

  • E se você estiver na mesma lógica que a nossa, de fazer só uma refeição por dia, passe no supermercado (ou no mercadinho) para garantir a próxima.
  • Na Europa, vinhos e queijos são muito mais baratos do que no Brasil, então vale apostar nessas opções.
  • E se for o caso, já compre no supermercado os itens para o café da manhã.
  • Boa parte dos supermercados europeus já possui terminais onde é só passar os produtos no código de barra, colocar na sacola e pagar. Não é preciso conversar com nenhum atendente, opção ideal para aqueles países onde você não fala muito bem a língua local.

9 – Transporte e Aluguel de Carro

Nas cidades maiores, como Lisboa, Barcelona, Paris ou Roma, o aluguel do carro é totalmente dispensável. Use e abuse do transporte público.

Metrô

  • O metrô é quase sempre a melhor opção.
  • Em Barcelona e Paris, por exemplo, você pode comprar o combo de 10 passagens, um bilhete que dá direito a 10 viagens que saem mais barato do que comprar bilhetes individuais.
  • Em Lisboa, o Lisboa Card dá acesso a transporte público gratuito (inclusive metrô e trem para cidades próximas como Sintra e Cascais).
  • Mas sempre que possível, o que recomendamos mesmo é caminhar. As cidades européias revelam muitos segredos e experiências por seus caminhos, então vale a pena caminhar e explorar tudo. O melhor de tudo é que é barato, só gasta a sola do sapato.
  • Cidades como Roma, por exemplo, possuem uma rede de metrô pouco abrangente, então considere bem antes de comprar passes múltiplos. Na maior parte do tempo, caminhamos por Roma e usamos muito pouco o transporte público.

Aluguel de Carro

Europa - Dá para Viajar Barato? Top 10 Dicas para Economizar
O aluguel de carro é importante para road trips pelo interior dos países europeus

Em nossas duas últimas viagens para a Europa, nós fizemos road trips e adoramos. Para isso, o aluguel de carro é imprescindível.

Para pesquisar e comparar preços, nós recomendamos dois sites: a Rentcars e a Rentalcars. Nossa prioridade é sempre pela Rentcars, que cobra em reais, pode parcelar e você não paga IOF (isso se fizer o pré-pagamento). Mas já aconteceu de encontrarmos preços bem menores na Rentalcars, então sugerimos consultar as duas.

Esses sites consolidam preços de diferentes locadoras.

Mas tome cuidado com preços muito abaixo da concorrência e confirme a nota de avaliação da locadora.

Carros em más condições, filas de espera gigantes e péssimo atendimento podem ser o resultado de preços muito baratinhos.

Seguros: quais contratar?

Europa - Dá para Viajar Barato? Top 10 Dicas para Economizar

Mas acima de tudo, tome cuidado com tudo o que será ofertado na hora de você retirar o veículo.

  • Alguns atendentes oferecem de tudo, desde um upgrade para um carro melhor (às vezes pode ser porque eles não têm o carro que você reservou) até o seguro total do veículo.
  • Ao alugar um carro pela Rentcars ou Rentalcars, ele inclui um seguro básico, que inclui boa parte da cobertura que você precisa.
  • No entanto, há uma franquia, um limite de valor. Se acontecer alguma coisa com o carro até o valor da franquia, mesmo que o carro esteja segurado, quem paga é você.
  • Então é importante você consultar o valor da franquia. Em alguns casos, nós aceitamos sim o seguro total, para viajarmos mais tranquilos.
  • Em outros casos, o valor fica muito elevado e viajamos somente com o seguro básico. E aquela reza brava para que nada aconteça com o carro, né?

Consulte preços de
Aluguel de Carros na Rentcars

10 – Use dinheiro em espécie

Gastar com o cartão de crédito pode sair caro. As operadoras de cartão trabalham com taxas superiores aos das casas de câmbio. E muitas vezes cobram uma dupla conversão.

Ou seja, você faz a compra em euro. O cartão de crédito converte de euro para dólar e depois de dólar para real. Nessa dupla conversão é que podemos sair perdendo.

Lembrando ainda que toda operação em moeda estrangeira há a incidência de IOF – o Imposto sobre Operações Financeiras. Nas transações em espécie, essa taxa é de 1,1 (não importa qual seja a moeda adquirida) e no cartão de crédito essa taxa sobe para 6,38%. Ou seja, a diferença é muito grande e impacta muito para operações elevadas. 

Para sair com euros do Brasil, também evite as casas de câmbio nos aeroportos, que cobram as piores taxas. Pesquise em sites como o Melhor Câmbio, para consultar quais as agências com  taxas mais vantajosas. 

Saiba mais:
O que fazer na Europa: Dicas e Roteiros Imperdíveis

Leia também:

7 comentários

  1. Boa noite,
    Comprei um chip da Vodafone em novembro de 2019, em Amsterdam, e paguei 20€.
    Não acabou durante a viagem e usei muito o WhatsApp.
    Qto à refeição, só alugamos aptos com cozinha, o que faz muita diferença, já que na Europa a quantidade e qualidade dos congelados é enorme. Infelizmente em 2 lugares não havia micro-ondas e fez muita diferença.
    Outra coisa importante. Se alugarem carro com o GPS, não confiem no endereço digitado, vejam sempre no telefone a imagem satélite do destino, pois tanto o GPS do meu celular e o GPS do carro, nos guiaram para uma montanha com uma pista muito estreita que só passava um carro e, qdo nos deparamos com uma subida muito ingrime cheia de neve e sem os pneus apropriados e sem corrente, tivemos que pedir auxílio pela internet. Se não houvesse sinal, certamente não estaria aqui para alertar vcs. O local indicado era deserto e o endereço foi copiado e colado direto do Booking no meu telefone. No GPS, meu marido digitou exatamente como no papel impresso.
    Para se ter um ideia do frio, uma garrafa d’água que passou a noite dentro do carro, amanheceu com a metade congelada.
    Isso é só um alerta para vcs.

  2. Queria tirar uma dúvida sobre o seguro viagem, eu sou aluna na França e tenho seguro social daqui e Mutuelle que seria equivalente ao Unimed, mas gostaria de ir a outros países durante as minhas férias. Eu preciso fazer o seguro viagem já que mora aqui ?

  3. Muito boas as dicas! Eu ainda durmo em hostel em cidades onde a hospedagem é muito cara, como Paris e Amsterdam. Em alguns a estrutura é até melhor do que a dos pequenos e médios hotéis. Outra coisa legal é poder fazer amizade com pessoas de diferentes partes do mundo e as atividades que eles oferecerem, como Free Walking Tour e Pub Crawl. É claro que, sempre que possível, procuro ficar em quartos privativos, principalmente viajando em casal.
    Um abraço!

    1. Que legal Rozembergue. Já faz um tempo que deixamos de olhar os hostels, mas é muito bom você lembrar, porque aqui no Brasil a gente costuma ir no CHL e gosta bastante. Obrigado pela contribuição, abração.

  4. bahh eu tenho viajado muito de busao pela europa pq comprei um cupom de 100 euros para 5 viagens, independente se a viagem dura 3 ou 15 horas! claro q precisa estudar bem o trajeto pois as vezes pode compensar viajar de avião low cost, mas como estava com mala grande não queria pagar extra e ainda economizava uma hospedagem viajando a noite!

    1. Esse negócio das malas atrapalha bastante, a gente não conseguiu viajar ainda só com mala de mão. Mas nunca viajamos de ônibus na Europa, quer dizer, pra não dizer nunca fomos uma vez de Sevilha até o Algarve. Mas a gente está tão condicionado a pensar no trem primeiro, né? Muito bom essa dica do cupom de ônibus. Beijos, Angie

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.