Serra Gaúcha: Roteiro do Vinho em Bento Gonçalves e Vale dos Vinhedos – 5 Dias

Serra Gaúcha: Roteiro do Vinho em Bento Gonçalves e Vale dos Vinhedos

Muita gente conhece a Serra Gaúcha através de duas de suas cidades mais famosas: Gramado e Canela. Mas a verdade é que lugares como Bento Gonçalves e o Vale dos Vinhedos também são lugares imperdíveis. Eles fazem parte do roteiro do vinho no Rio Grande do Sul. 

O Estado gaúcho é um dos maiores produtores de vinho do Brasil, somando 90% da produção nacional, distribuída entre vinho (90%), espumante (85% da produção nacional) e suco de uva (90%). Mas as vinícolas também podem ser encontradas em outros Estados, como Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Espírito Santo (confira nossa matéria sobre Santa Teresa), Minas Gerais e Pernambuco, entre outros. 

Agora é importante saber que a Serra Gaúcha é um interessante pólo de enoturismo, com vários roteiros cativantes para explorar vinícolas, harmonizar gastronomia italiana e vinhos e também conhecer a cultura local.

Apesar de ser possível encontrar grandes e famosas produtoras de vinho, como a Casa Valduga e a Miolo, o destaque mesmo são para as pequenas vinícolas. No Brasil, 90% delas são micro e pequenas empresas. Ao visitá-las, temos contato diretamente com as famílias produtoras e com as pessoas diretamente envolvidas na vitivinicultura. 

A região é tão linda que muita gente chama de Toscana Brasileira. E a associação não é irrefletida, além das paisagens e da presença de vinícolas, a influência da cultura e gastronomia italianas estão sempre presentes na Região da Uva e do Vinho. Embarque com a gente nesse delicioso roteiro do vinho pela Serra Gaúcha e venha conhecer alguns dos lugares imperdíveis para conhecer no sul do Brasil.

Serra Gaúcha: Roteiro do Vinho em Bento Gonçalves e Vale dos Vinhedos

Confira 15 lugares, vinícolas e experiências imperdíveis para conhecer em um roteiro de 5 dias na Serra Gaúcha

Salve esse Pinterest para consultar depois

Serra Gaúcha: Roteiro do Vinho em Bento Gonçalves e Vale dos Vinhedos

Confesso que não sou muito expert em vinhos, embora goste muito de saboreá-los. Mas engana-se quem pensa que fazer em roteiro de vinho é somente para os enólogos ou “entendidos”. Pelo contrário. A viagem partiu de um convite do Ibravin – Instituto Brasileiro do Vinho e do Sebrae, para ampliar o gosto do brasileiro pelos vinhos.

Por isso, o slogan que eles promovem é “Seu Vinho, suas Regras”. A intenção é liberar o consumidor de teorias ou regras sobre qual a taça correta ou a maneira certa de beber um vinho. O excesso de rigor muitas vezes associa o enólogo a um “enochato”. Pompas e preciosismos à parte, a melhor forma de tomar um vinho é aquela que te dá mais prazer.

Com essa liberdade, parece mesmo que nós, que não somos especialistas, nos sentimos até mais íntimos dessa bebida. Mas uma viagem de enoturismo como essa, torna essa intimidade ainda mais latente. Visitar a casa onde os vinhos e espumantes são produzidos, conhecer as pessoas por trás dos processos (tudo gente como a gente) e, acima de tudo, poder degustar diferentes tipos da bebida, faz a gente querer colocar o vinho na nossa rotina.

Serra Gaúcha: maior produtor de vinhos do Brasil

Serra Gaúcha: Roteiro do Vinho em Bento Gonçalves e Vale dos Vinhedos
Belos cenários fazem das vinícolas da Serra Gaúcha um roteiro cinematográfico. Créditos da Imagem: Tatiana Cavagnolli – Projeto Imagem Serra Gaúcha

Antes de mais nada, é importante salientar a importância da Vitivinicultura no Brasil. O Brasil é o 13o. maior produtor de vinhos do mundo e mais de 750 milhões de quilos de uvas processadas por ano. Somente no Rio Grande do Sul, são 600 mil toneladas.

No Rio Grande do Sul, temos cerca de 15 mil famílias envolvidas no setor, mas no Brasil são mais de 200 mil pessoas envolvidas na cadeia produtiva da uva e do vinho.

O Brasil comercializa cerca de 200 milhões de litros de vinho por ano.

Mas além da cultura dos vinhos, a região também é belíssima, inclusive servindo como locação de várias produções cinematográficas. Tanto Bento Gonçalves como Garibaldi, por exemplo, possuem Film Comissions para captar produções na Serra Gaúcha. Alguns destaques são os filmes O Quatrilho (Fabio Barreto, indicado ao Oscar em 1995), Saneamento Básico (Jorge Furtado, 2007) e O Filme da Minha Vida (Selton Mello, 2015).

Vale dos Vinhedos: região famosa na produção de vinhos com Denominação de Origem

Serra Gaúcha: Roteiro do Vinho em Bento Gonçalves e Vale dos Vinhedos   Serra Gaúcha: Roteiro do Vinho em Bento Gonçalves e Vale dos Vinhedos

O INPI – Instituto Nacional de Propriedade Industrial, concedeu aos vinhos e espumantes brasileiros seis IP – Indicações de Procedência e uma DO – Denominação de Origem.

Essas certificações definem que aquela região possui notoriedade na produção daquele produto (no caso da IP) e num nível um pouco mais elevado, definem que aquela região possui características exclusivas, com normas e controles mais específicos (DO).

No Rio Grande do Sul, o Vale dos Vinhedos obteve IP em 2002 e Denominação de Origem em 2012.

As regiões de Pinto Bandeira, Altos Montes, Monte Belo do Sul e Farroupilha, todas no Rio Grande do Sul, possuem Indicações de Procedência.


ROTEIRO EM 5 DIAS NA SERRA GAÚCHA: ROTA DO VINHO

Para montar seu roteiro, nós recomendamos ficar hospedado em Bento Gonçalves ou até mesmo dentro do Vale dos Vinhedos.

Mas a região contempla outras cidades e regiões incríveis. Uma delas é a cidade de Vila Flores.

Confira a seguir como foi nosso roteiro do vinho na Serra Gaúcha, para inspirar você no planejamento da sua viagem.

Serra Gaúcha: Roteiro do Vinho em Bento Gonçalves e Vale dos Vinhedos
Um roteiro do vinho na Serra Gaúcha tem muitas visitas a vinícolas, restaurantes e experiências

Dia 1: Porto Alegre, Garibaldi e Vila Flores

  • Chegada no Aeroporto Salgado Filho em Porto Alegre
  • Trajeto até a cidade de Garibaldi, na Serra Gaúcha. Almoço no Restaurante Galeto Di Paolo.
  • Trajeto até a cidade de Vila Flores e visita ao Atelier L’Arte Ceccato, com atividade de pintura de vinho em cerâmica.
  • Pernoite na Pousada dos Capuchinhos

Dia 2: Pousada dos Capuchinhos, Restaurante Giratório e Vinícolas em Farroupilha

Dia 3: Monte Belo do Sul e Vinícolas do Vale dos Vinhedos

Dia 4: Epopéia Italiana, Passeio de Maria Fumaça e Vinícolas em Bento Gonçalves

Dia 5: Bento Gonçalves

  • Último dia na Serra Gaúcha, é hora de retornar para Porto Alegre.
  • Dependendo da hora do seu voo, é possível ainda fazer alguns passeios básicos em Bento Gonçalves, como conhecer a Igreja Matriz de Cristo Rei, o Pipa Pórtico ou a Vinícola Aurora, que fica no centro.

Nota: Algumas das atividades ocorreram dentro da programação do Dia do Vinho Brasileiro, que acontece nas duas semanas antes do Dia do Vinho (primeiro domingo de junho). A maioria das visitas e refeições harmonizadas requer agendamento antecipado.

Se você procura dicas de Gramado:
O que fazer em Gramado e Canela: Os 7 Melhores Passeios

Confira o roteiro completo em nosso vídeo no YouTube.

Como Circular na Serra Gaúcha

  • Para conhecer melhor, o ideal é alugar um carro e circular pelos pontos turísticos da região. Assim como em outras regiões de enoturismo, o grande atrativo da viagem é percorrer as estradas cinematográficas e ir parando em vinícolas pelo caminho.
  • Mas como muita gente quer ter liberdade de beber os vinhos e poder dirigir depois, uma opção é contratar passeios locais.
  • A Giordani Turismo é uma das empresas que trabalha com vários roteiros pela região. Um passeio de meio período custa em média R$ 110,00 por pessoa.

Onde Ficar

Muita gente viaja para Gramado e faz apenas um bate-volta para Bento Gonçalves e região, mas é o tipo de passeio que permite apenas uma visão superficial. Quem quiser conhecer mais a fundo as vinícolas e belezas dessa área, é extremamente recomendável ficar hospedado por lá.

Os hotéis dentro do Vale dos Vinhedos possuem cenários cinematográficos e costumam ser a opção ideal para quem quer mergulhar na experiência do vinho. Alguns destaques são o Hotel & Spa do Vinho e o Hotel Villa Michelon. As diárias, especialmente durante a semana, podem custar menos de R$ 400,oo para o casal.

Serra Gaúcha: Roteiro do Vinho em Bento Gonçalves e Vale dos Vinhedos
Alguns hotéis ficam dentro do Vale dos Vinhedos, pertinho das vinícolas da região. Foto: Divulgação

Outra opção ainda mais econômica é ficar hospedado na própria cidade de Bento Gonçalves. Nós ficamos no Hotel Dall’Onder Vitória, mas considere também o Hotel Vinocap que é mais central. Nesse caso, as diárias ficam a partir de R$ 250,00.

Outra opção de hospedagem imperdível na Serra Gaúcha é a Pousada dos Capuchinhos, em Vila Flores. Apesar de ficar mais distante de Porto Alegre (2h30 de carro), nós recomendamos pelo menos um pernoite nessa pousada administrada por freis franciscanos. Os freis sabem das coisas, e você pode combinar a hospedagem com refeições harmonizadas com os vinhos da casa.

Em Farroupilha, o Di Capri Hotel é uma das melhores opções, por cerca de R$ 230,00 a diária.

Quando Ir (Melhor Época para Visitar a Serra Gaúcha)

Serra Gaúcha: Roteiro do Vinho em Bento Gonçalves e Vale dos Vinhedos
O Vinho Encanado é um dos eventos que acontecem na programação do Dia do Vinho Brasileiro
  • A época da Vindima é quando a região está mais vibrante e quando ocorre a colheita das uvas. Nessa época, as vinícolas promovem várias atividades de interação entre os turistas, como a tradicional pisa da uva.
  • A vindima acontece nos meses de janeiro, fevereiro e março. Como é alta temporada, infelizmente também pode ser a época mais cara para visitar a Serra Gaúcha.
  • No mês de maio (nas últimas duas semanas) até o primeiro domingo de junho, acontece o Dia do Vinho Brasileiro. Essa também pode ser uma boa época para visitar a região, quando as vinícolas oferecem programação de experiências e eventos bem diversificada.
  • Finalmente, no mês de junho acontece a Expobento e a Fenavinho, a Festa Nacional do Vinho (em 2019 acontece a sua 16a. edição nos dias 13 a 23 de junho).
  • Entre as atrações, gastronomia típica italiana, pizzaria com forno de lenha, programação cultural, cursos de degustação, jantares harmonizados e a Piccola Cittá. Os ingressos para a Fenavinho custam R$ 5,00 (durante a semana) e R$ 12,00 aos fins de semana e feriados.

O QUE FAZER NA SERRA GAÚCHA

Confira aqui o mapa de todas as atrações turísticas da Serra Gaúcha que visitamos.

1 – Casa DiPaolo, Garibaldi/RS

Nosso roteiro começa no Aeroporto de Porto Alegre. De lá, pegamos a ERS-122 por cerca de 1h30 para chegar em Garibaldi e almoçar no delicioso Galeto DiPaolo. Garibaldi é a cidade natal dessa rede nascida em 1994 que já possui várias outras unidades, inclusive fora do Rio Grande do Sul.

A especialidade da casa é o famoso galeto al primo, crocante por fora e suculento por dentro. Para atingir esse ponto, o galeto é marinado com 24 horas de antecedência e depois molhado com vinho branco.

Serra Gaúcha: Roteiro do Vinho em Bento Gonçalves e Vale dos Vinhedos
Massas e galetos são o destaque da Casa Di Paolo, com várias unidades na Serra Gaúcha

O prato é servido numa sequência com diversos acompanhamentos deliciosos, como sopa de capeletti, pão caseiro, polenta, queijo, radicci com bacon, saladas e massas. As massas são servidas em várias opções e com diversos molhos. Não deixe de provar o tortéi, uma massa recheada com abóbora. E como não poderia deixar de ser, a comida é harmonizada com vinhos da casa.

Almoçamos com o sócio fundador da Casa DiPaolo, Paulo Geremia. Muito simpático e simples, reflete o espírito da casa em receber e servir bem.

O valor da sequência é de R$ 79,90 nessa unidade de Garibaldi, mas os valores podem variar. A casa possui outras unidades no Rio Grande do Sul, como em Bento Gonçalves e Gramado e também duas unidades em São Paulo (uma delas com abertura prevista para julho de 2019).

Endereço, Horários e Preços

  • RESTAURANTE: Galeto DiPaolo Garibaldi
  • LOCAL: Rodovia BR-470 / Km 221,6, Garibaldi/RS
  • Funcionamento: Das 11h30 às 15h (diariamente) e das 19h às 23h (segunda a sábado)
  • Preço: R$ 79,90 a sequência de pratos, sem bebidas (ref. maio/2o19)

2 – Atelier L’Arte Ceccato, Vila Flores/RS

Serra Gaúcha: Roteiro do Vinho em Bento Gonçalves e Vale dos Vinhedos
Nosso grupo exibe as pinturas de vinho na cerâmica que fizemos com a querida família do L’Arte Ceccato

Do almoço em Garibaldi, partimos para mais 1 hora de estrada (dessa vez bem sinuosa) para chegar no município de Vila Flores.

Vila Flores é conhecida como Terra da Fé, Pão e Vinho. A cidade se diferencia pelo turismo religioso e cultural (em que se destacam a cerâmica da família Ceccato e o filó italiano).

É lá que fica o Atelier L’Arte Ceccato. Esse é um dos passeios que mais gostamos de fazer, o de turismo de experiência. Logo que descemos do ônibus, a família Ceccato nos recebe com trajes típicos e muita simpatia. Imediatamente já embarcamos no espírito do lugar.

Dona Benedita, seu Jacir e Makielen nos convidam para uma visita guiada pela propriedade, ou como eles chamam, uma terapia caminhante. A família revela muitas histórias e curiosidades sobre a cultura local, mas principalmente sua relação com o barro. Nem vamos falar muito para não revelar spoilers, mas são várias surpresas na visita.

Para entrar no clima, somos todos convidados a usar um chapéu de palha.

Terapia Caminhante e Oficina Mãos a Obra

Serra Gaúcha: Roteiro do Vinho em Bento Gonçalves e Vale dos Vinhedos
Todos em torno do relógio medicinal, um dos pontos altos da visita ao L’Arte Ceccato

São três tipos de visita, que variam de acordo com o tempo e atividades incluídas. A nossa visita incluiu a História Terra e Barro, a visita ao Relógio Medicinal (incrível) e também algumas lendas e simpatias locais. Durante a visita, são oferecidos chás medicinais, sucos naturais e biscoitos.

Eu que vinha de uma crise de duas semanas de gastrite, após passar essa “terapia caminhante”, saí de lá outra pessoa. Realmente é daqueles lugares que você se sente melhor, literalmente.

A visita termina com uma rápida atividade de pintar uma peça de cerâmica com vinho. Além da peça pintada que levamos de recordação, fica a lembrança do carinho e das ricas histórias que a família Ceccato nos contou nos pouco mais de 60 minutos dessa experiência.

Uma prova de que os roteiros de enoturismo na Serra Gaúcha estão muito além de uma degustação de comidas típicas ou vinhos da região. A experiência inclui muita cultura, história e o melhor de tudo, conhecer as pessoas que vivem por lá. Imperdível.

Endereço, Horários e Preços

  • EXPERIÊNCIA: L’Arte Ceccato
  • Local: Linha Aimoré, Vila Flores/RS
  • Visitação mediante agendamento: (54) 99919-1118

3 – Pousada dos Capuchinhos, Vila Flores/RS

Serra Gaúcha: Roteiro do Vinho em Bento Gonçalves e Vale dos Vinhedos
Um dos agradáveis espaços da Pousada dos Capuchinhos, em Vila Flores

Para terminar o dia, chegamos na Pousada dos Capuchinhos, em Vila Flores, onde passamos a primeira noite.

A pousada era um seminário franciscano até 2006 e depois se transformou em hospedaria. Mas os freis continuam morando e circulando pelo lugar, e tivemos a oportunidade de jantar com eles. O clima é descontraído, eles são muito simpáticos e o jantar é excelente. Impossível esquecer os drinks preparados pelo frei Djair (algumas pessoas do nosso grupo até correram atrás das receitas).

O ambiente do restaurante também é um charme, com paredes revestidas de madeiras das pipas de vinho do local. A decoração inclui garrafas de vinho e parreiras enquadradas que representam as diferentes cepas de uvas cultivadas no local.

Apesar de bem moderna e com completa infraestrutura, a Pousada dos Capuchinhos não esquece de sua vocação para a espiritualidade. A capela e a área da fonte trazem músicas gregorianas ao fundo, e nos corredores são encontradas muitas referências religiosas a São Francisco, que orienta as práticas e crenças dos Freis Franciscanos.

Entre os preceitos dos Freis Franciscanos, estão os votos de Pobreza, Obediência e Castidade.

Mas os freis e todo a equipe do hotel abraçam todo e qualquer tipo de visitante. Na nossa estadia, um grupo de terceira idade dominou a piscina coberta aquecida com muita alegria e disposição. Para os mais corajosos, há também uma piscina ao ar livre, mas com a deliciosa vantagem de contar com águas termais, que podem chegar a 40 graus.

Vinícola Frei Fabiano

Serra Gaúcha: Roteiro do Vinho em Bento Gonçalves e Vale dos Vinhedos    Serra Gaúcha: Roteiro do Vinho em Bento Gonçalves e Vale dos Vinhedos

A pousada possui produções próprias de vinho (desde 1975, para sustentar as atividades do seminário), suco integral e mel. Na própria recepção é possível encontrar os itens à venda.

A Associação dos Freis continua a expandir e na época de nossa visita, o projeto incluía a construção de um espaço para eventos com mais 90 apartamentos em anexo.

Com trilhas pela ampla propriedade e espaços de meditação e espiritualidade,  a pousada tem essa vocação de transcender um mero pernoite, mas levar seus hóspedes para uma experiência totalmente diferente.

Endereço, Horários e Preços

  • HOSPEDAGEM: Pousada dos Capuchinhos
  • Local: Rua do Seminário 290, Vila Flores/RS
  • Diária: a partir de R$ 230,00 (ref. maio/2o19)

4 – Restaurante Giratório, Veranópolis/RS

Serra Gaúcha: Roteiro do Vinho em Bento Gonçalves e Vale dos Vinhedos
Em Veranópolis, encontra-se o único restaurante giratório do Brasil

A partir da Pousada dos Capuchinhos, nossa próxima parada foi em Veranópolis. A cidade é considerada berço nacional da maça e terra da longevidade (primeira cidade brasileira a receber o título de Amiga do Idoso, da OMS – Organização Mundial da Saúde).

Foi em Veranópolis que paramos para o almoço no Restaurante Giratório Mascaron. O restaurante é o único giratório do país, semelhante ao Restaurante Giratório de Santiago no Chile.

Com 60 metros de altura, ele se encontra quase no topo do Mirante da Serra, onde também há uma plataforma de observação para toda a região (aos 79,5 metros de altura).

Chegamos no salão do restaurante, com uma parte fixa e a parte das mesas que gira lentamente. Ao sentar nas mesas, os clientes tem uma visão da paisagem através da janela que vai se modificando.

Uma das curiosidades é um piso de vidro, onde os mais corajosos podem pisar e ter a sensação de estar suspenso na altura de 60 metros. Como uma obra pioneira, o restaurante giratório teve muitos problemas para ser finalizado e acabaram reduzindo a altura, que inicialmente era para ser bem mais alta.

O restaurante trabalha com esquema de rodízio, que inclui massas diversas, carnes, galeto e acompanhamentos variados. Nosso almoço teve harmonização com os vinhos da Vinhos Simonetto, também localizada em Veranópolis.

A comida e a bebida estavam deliciosas e o atendimento é ótimo. Mas a experiência de fazer uma refeição em um restaurante giratório é única. E você nem precisa viajar para o exterior para conferir.

Endereço, Horários e Preços

  • RESTAURANTE: Restaurante Giratório Mascaron
  • Local: Rua do Seminário 290, Vila Flores/RS
  • Horário: Almoço de terça à domingo das 11h30 às 14h e Jantar de sexta e sábado das 19h30 às 22h.
  • Preço: rodízio por R$ 65,00 (ref. maio/2o19)

5 – Adega Chesini, Farroupilha/RS

Serra Gaúcha: Roteiro do Vinho em Bento Gonçalves e Vale dos Vinhedos
A Adega Chesini foi uma das pequenas e charmosas vinícolas do nosso roteiro na Serra Gaúcha

Cerca de 1 hora de carro separam Veranópolis de Farroupilha, nosso próximo destino. Em Farroupilha visitamos três vinícolas e a primeira delas foi a Adega Chesini.

Negócio de família tocado por 8 irmãos, é Ricardo Chesini que nos apresenta o espaço e fala sobre a história e produção dos vinhos do local. A casa existe dede 1960 e produz hoje cerca de 250 mil litros por ano.

A taxa de visitação e degustação de até 7 rótulos é de R$ 15,00 mas várias vinícolas da Serra Gaúcha têm organizado experiências para os seus visitantes. Na Adega Chesini, a proposta é o Sabor e Fé, disponível para grupos de 12 a 25 pessoas e somente mediante agendamento prévio.

A proposta é um almoço ou jantar harmonizado com os vinhos da casa, que combina elementos de fé como os preceitos religiosos da família e uma fonte de água santa onde aconteceu um milagre em 1930. A experiência custa R$ 95,00 e dura 3 horas. O agendamento deve ser realizado com 1 semana de antecedência.

Endereço, Horários e Preços 

  • VINÍCOLA E EXPERIÊNCIA: Adega Chesini
  • Local: Vila Rica, Terceiro Distrito de Farroupilha/RS
  • Horário: Segunda a sexta das 08h às 11h30 e das 13h15 às 17h30. Aos sábados das 9h às 16h.
  • Preço: R$ 15,00 visita e degustação e R$ 95,00 a experiência Sabor e Fé (ref. maio/2o19)

6 – Casa Perini, Farroupilha/RS

Serra Gaúcha: Roteiro do Vinho em Bento Gonçalves e Vale dos Vinhedos
Na Casa Perini, além da degustação de vinhos, fizemos uma experiência de análise sensorial olfativa

Também localizada em Farroupilha, no Vale Trentino, essa vinícola existe desde 1929.

A casa propõe três tipos de visitas diferentes. O turista pode apenas visitar o empório, degustar e adquirir os vinhos da Perini. Nesse caso, não é necessário agendamento e a Casa Perini pode ser visitada diariamente, das 9h às 19h. Sábados, domingos e feriados, das 10h às 18h.

A visita guiada, por sua vez, acontece em dois horários, às 10h e às 15h, mas é necessário agendar preenchendo formulário no site, ou através de email ou telefone.

Uma experiência incrível é o Wine Experience, que consiste uma atividade sensorial olfativa. De olhos vendados, os visitantes precisam descobrir aromas de ingredientes relacionados a aromas encontrados nos vinhos.

Conduzida com graça e paixão pela enóloga Beatriz Camargos, ela nos leva a desenvolver o olfato para os aromas do vinho. Após tentar descobrir o aroma de 12 itens (eu fui muito mal, preciso praticar mais), somos levados a degustar vinhos e aprofundar ainda mais a experiência.

A atividade custa R$ 50,00 e dá direito a degustar 6 rótulos. O agendamento é necessário e o grupo mínimo é de 4 pessoas.

Endereço, Horários e Preços

  • VINÍCOLA E EXPERIÊNCIA: Casa Perini
  • Local: Próximo à igreja de Santos Anjos, s/n, Santos Anjos, Farroupilha/RS
  • Horário: Segunda a sexta das 9h às 19h e sábados, domingos e feriados das 10h às 18h.
  • Preço: R$ 40,00 visita e degustação e R$ 50,00 a experiência sensorial (ref. maio/2019)

7 – Cave Antiga, Farroupilha/RS

Serra Gaúcha: Roteiro do Vinho em Bento Gonçalves e Vale dos Vinhedos
Ambiente de nosso jantar na Cave Antiga

Nossa última vinícola do dia, a Cave Antiga possui na sua missão a descoberta de novos e inovadores tipos de vinho.

O carro chefe da casa é o Espumante Moscatel. Natália, filha do proprietário e enólogo João Carlos Taffarel, explica que o moscatel não é excessivamente doce e, por isso, não fica enjoativo. O esmero no preparo procura dosar o açucar para que o doce se faça presente apenas pelo vinho em si.

Em um belíssimo salão, esse foi o espaço do nosso jantar, harmonizado com os deliciosos vinhos da casa. Como já mencionamos, os profissionais de enoturismo da Serra Gaúcha procuram dissociar o vinho do excesso de regras. Mas harmonizar não é uma regra, e sim uma forma de melhorar ao máximo a experiência gastronômica. Ao melhor combinar um prato com uma bebida, os dois têm suas qualidades valorizadas.

Por exemplo, todo mundo sabe que peixes e frutos do mar combinam melhor com vinhos brancos, por causa de sua suavidade e acidez. Pratos suaves combinam com vinhos suaves, enquanto pratos fortes pedem vinhos mais encorpados. Mas às vezes a harmonização pode revelar algumas surpresas, você pode fazer suas próprias descobertas.

O menu inclui saladas, tortéi, galeto e radicci. Para agendar, é preciso também um grupo maior e a experiência custa em média R$ 125,00, dependendo do menu escolhido.

Endereço, Horários e Preços

  • VINÍCOLA E HARMONIZAÇÃO: Cave Antiga
  • Local: Linha Rio Buratti s/n, Farroupilha/RS
  • Horário: Mediante agendamento no tel: 54 3261-9637
  • Preço: R$ 125,00 o jantar harmonizado, dependendo do menu a combinar (ref. maio/2o19)

8 – Tanoaria Mesacaza, Monte Belo do Sul/RS

Serra Gaúcha: Roteiro do Vinho em Bento Gonçalves e Vale dos Vinhedos
Uma arte em extinção, todos ficamos admirados com o trabalho da Tanoaria

Nesse dia, conhecemos alguns lugares em Monte Belo do Sul, uma pequena cidade localizada no Vale dos Vinhedos. Fica a menos de 30 minutos de distância de Bento Gonçalves.

A Tanoaria é uma empresa especialista em construção e conserto de barris, que podem servir para vinhos e vários outros tipos de bebidas como cachaça, cerveja e uísque. Na realidade, o uso de barris de madeira em vinhos está em desuso.

Durante a visita, tivemos a oportunidade de conhecer um pouco mais do processo e da matéria-prima (as madeiras são nacionais e importadas). Mas o mais importante foi acompanhar o início do processo, quando as tábuas de madeira são enfileiradas e pouco a pouco, curvadas e transformadas no barril.

O processo é, em sua maior parte, manual com o auxílio de algumas máquinas e a visita é bem interessante. Uma arte que está quase em extinção no Brasil. A Tanoaria também fabrica adegas, baldes, tinas e ofurôs de madeira.

Endereço e Horários

  • EXPERIÊNCIA: Tanoaria Mezacasa
  • Local: Rua Dom Luiz Colussi, S/N – Centro , Monte Belo do Sul/RS
  • Horário: Mediante agendamento no WhatsApp: +55 54 9 9959 1709 em grupos de no máximo 6 pessoas
  • Preço: Grátis

9 – Monte Belo do Sul e Bistrô Casa Olga

Serra Gaúcha: Roteiro do Vinho em Bento Gonçalves e Vale dos Vinhedos
Vista aérea da pequena Monte Belo do Sul e da Igreja São Francisco de Assis, uma das cidades que faz parte do Vale dos Vinhedos

Monte Belo do Sul é como uma pequena cidade no coração da Toscana. Bem tranquila mas com colinas e vales repletos de vegetação e vinhedos.

No coração da cidade (e topo de um vale), encontra-se a belíssima Igreja São Francisco de Assis. A igreja possui duas torres de 65 metros de altura e foi inaugurada em 1965.

A pracinha e as ruas da cidade são de uma tranquilidade só, quase desertas. A cidade tem cerca de 2.500 habitantes. Mas em alguns eventos, Monte Belo se movimenta, como no Polentaço (com uma polenta gigante de 800 kg e a única exposição de esculturas de polenta do mundo) e na Abertura da Vindima (janeiro).

Entre as vinícolas, destacam-se a Calza, a Casa Facchin, a Famiglia Tasca e a Vinhos Faé. Mas existem várias outras.

Onde Comer: Bistrô Casa Olga

Serra Gaúcha: Roteiro do Vinho em Bento Gonçalves e Vale dos Vinhedos
O Bistrô Casa Olga é um almoço cheio de história e sabor

Bem ao lado da Praça Padre José Ferlin, onde se encontra a Igreja de São Francisco de Assis, está a Casa Olga, um bistrô cheio de carinho e amor envolvido.

A casa da vó Olga estava vazia desde o falecimento da proprietária, mas suas netas resolveram recuperar o imóvel e criar ali o bistrô. Com móveis e decoração da época, além de muitas lembranças, Marta e Morgana (netas de Olga) criam uma “cozinha afetiva”.

Nosso almoço na Casa Olga foi acompanhado com vinhos da Faccin Vinhos. Em comum, tanto o restaurante como a vinícola trabalham com preparos autênticos. O princípio da Faccin Vinhos é a vinificação natural, com menos intervenção e adição de químicos ou conservantes. No final do processo, o resultado são vinhos frescos e que dificilmente causam dor de cabeça ou ressaca.

Os pratos da Casa Olga também privilegiam as receitas da avó das proprietárias e caso os clientes solicitem, as refeições podem ser servidas no fogão à lenha, criando toda uma atmosfera de amor ao passado. O grande destaque do bistrô é o delicioso tortéi na manteiga e sálvia (tortéi é uma massa recheada com abóbora).

A Casa Olga funciona somente mediante agendamento e aos sábados e domingos das 12h às 15h. Os menus incluem entrada, primeiro prato, segundo prato e sobremesa.

Endereço, Horários e Preços

  • RESTAURANTE: Bistrô Casa Olga
  • Local: Rua João Salvador, 305 – Monte Belo do Sul/RS
  • Horário: Mediante agendamento através do telefone (54) 98132-6519 ou aberto aos sábados e domingos, das 12h às 15h.

10 – Vale dos Vinhedos e Casa Valduga

Serra Gaúcha: Roteiro do Vinho em Bento Gonçalves e Vale dos Vinhedos
O Vale dos Vinhedos é uma área da Serra Gaúcha que concentra várias vinícolas e belas paisagens

O Vale dos Vinhedos é uma região administrada pela Aprovale – Associação dos Produtores de Vinhos Finos que engloba 3 cidades: Bento Golçalves, Garibaldi e Monte Belo do Sul.

O Vale reúne 22 vinícolas e mais 40 empreendimentos, como hotéis, restaurantes, pousadas, queijarias, ateliês entre outros.  Mas o grande destaque é a vitivinicultura. Tanto que os vinhos da região são certificados com Denominação de Origem, que reconhece a qualidade e padrões dos vinhos produzidos por lá.

Circular pelos caminhos do Vale dos Vinhedos é realmente uma experiência cinematográfica. Vales e vinhedos se alternam com as fachadas imponentes de algumas das melhores vinícolas do país.

Degustação na Casa Valduga

Serra Gaúcha: Roteiro do Vinho em Bento Gonçalves e Vale dos Vinhedos
A Casa Valduga possui uma cave subterrânea com capacidade para 6 milhões de garrafas

Uma dessas vinícolas é a Casa Valduga, que existe desde 1875. A empresa é uma das pioneiras no enoturismo na região.

Uma visita pelas caves da Casa Valdura é um dos programas obrigatórios na Serra Gaúcha. A cave subterrânea de espumantes é considerada a maior da América Latina, com capacidade para 6 milhões de garrafas. A vinícola é especializada em espumantes, entre eles os destaques são o Brut 130 e o Maria Valduga.

Percorremos os corredores da cave em companhia de Lucas Simões, enólogo da casa, que nos explica com detalhes a história da família e algumas curiosidades sobre a produção. O ponto alto é quando avançamos pelos túneis até chegar em um dos parreirais da Valduga.

A visita também inclui a degustação de 5 rótulos, entre eles espumantes, vinho branco e tinto. Durante a degustação, é possível entender melhor como identificar aromas e reconhecer as diferenças entre as variações de vinhos existentes.

Serra Gaúcha: Roteiro do Vinho em Bento Gonçalves e Vale dos Vinhedos     Serra Gaúcha: Roteiro do Vinho em Bento Gonçalves e Vale dos Vinhedos

Endereço, Horários e Preços

  • VINÍCOLA E DEGUSTAÇÃO: Casa Valduga
  • Local: Via Trento 2355 – Linha Leopoldina, Vale dos Vinhedos – Bento Gonçalves/RS
  • Horário: Diariamente, a partir das 9h30 (último horário às 15h30)
  • Preço: R$ 40,00 (inclui uma taça de cristal), duração 1h30 (ref. maio/2o19)

11 – Miolo Wine Garden

Serra Gaúcha: Roteiro do Vinho em Bento Gonçalves e Vale dos Vinhedos
Os belos gramados e vinhedos da Viníciola Miolo inspiraram a experiência do Wine Garden

Outro programa imperdível é visitar a Vinícola Miolo. O turista pode optar por uma visita guiada (R$ 35,00 com degustação), mas que tal uma experiência ainda mais incrível?

O Wine Garden é um piquenique nas áreas verdes da Vinícola Miolo, que aliás, são belíssimos. No cardápio, tábuas de frios, empanadas, bruschetas e doces, todos em companhia dos vinhos da casa.

Durante nossa visita, infelizmente, o tempo estava nublado e com chuva, então a equipe do Wine Garden montou o espaço em uma tenda coberta e fechada, que normalmente funciona para eventos e casamentos. A experiência não ficou menos agradável. Como estava frio, ainda nos forneceram cobertores que deixaram a gente ainda mais à vontade.

Caso você não tenha agendado a experiência, também é possível consumir vinhos e entradinhas no Wine Truck localizado por lá. Todo o espaço é bem decorado e aconchegante, com mesinhas, bancos, pallets, toalhas e almofadas.

Por ali, entre as delícias do piquenique e os vinhos, conversamos bastante até anoitecer. Uma das melhores experiências da Serra Gaúcha, não deixe de conferir, com sol ou mesmo com chuva.

Endereço, Horários e Preços

  • VINÍCOLA E EXPERIÊNCIA: Miolo Wine Garden
  • Local: RS 444, Km 21, Vale dos Vinhedos – Bento Gonçalves/RS
  • Horário: Fins de semana e feriados, a partir das 11h (agendamento pelo telefone (54) 9 8112 0333)
  • Preço: R$ 35,00 visita e degustação na Miolo. O Wine Garden custa R$ 75,00 de consumação mínima nos tapetes ou R$ 150,00 nos ombrelones.

12 – Bento Gonçalves e a Epopéia Italiana

Serra Gaúcha: Roteiro do Vinho em Bento Gonçalves e Vale dos Vinhedos
Bento Gonçalves é conhecida como a Capital da Uva e do Vinho no Brasil

Uma visita até a Serra Gaúcha não pode deixar de fora a cidade de Bento Gonçalves, Capital Brasileira da Uva e do Vinho.

A importância do vinho é tão emblemática que o portal de entrada da cidade é uma enorme pipa de vinho. O enoturismo acabou se tornando uma das atividades mais importantes de Bento. Como já mencionamos, a beleza da região também transformou Bento e Garibaldi em importantes locações de produções cinematográficas.

A partir de Bento, é possível visitar famosos roteiros turísticos como o Vale dos Vinhedos e o Caminhos de Pedra, em apenas 15 minutos de carro.

Quem visita a cidade, não deve deixar de conhecer a Via del Vino, o coração de Bento. É por lá que encontramos casas históricas, monumentos e até uma fonte de “vinho”. Como visitamos a cidade na época do Dia do Vinho, essa via estava bem agitada, inclusive com a programação do Vinho Encanado. Essa atração tornou famosa a Fenavinho – Festa Nacional do Vinho, que acontece no mês de junho na região.

Parque Cultural Epopéia Italiana

Serra Gaúcha: Roteiro do Vinho em Bento Gonçalves e Vale dos Vinhedos
A Epopéia Italiana propõe uma viagem no tempo pela história da imigração italiana no Brasil

Esse parque é uma viagem pelo tempo, que conta a história da imigração italiana no Brasil. Tudo a partir do ponto de vista de um casal, Lázaro e Rosa, desde a saída deles da Itália, a viagem de navio até o Brasil e as dificuldades ao chegar na América.

Para conta essa história, o parque cultural combina filmes, cenários em tamanho real e um ator, que vai conduzindo o público por nove ambientes.

O passeio termina com uma pequena degustação de vinhos e o público pode tirar fotos com trajes típicos. É um passeio bem interessante que permite conhecer mais da cultura e das origens dos italianos no Brasil, especialmente na região da Serra Gaúcha, onde são maioria.

Endereço, Horários e Preços

  • PASSEIO: Epopéia Italiana
  • Local: Rua Visconde de São Gabriel, 507 – Bento Gonçalves/RS
  • Horário: Diariamente, das 8h às 17h45min. A experiência dura 30 minutos.
  • Preço: R$ 25,00 na baixa temporada (Fevereiro, Março, Abril), R$ 30,00 na média temporada (Maio, Junho, Agosto, Setembro, Outubro) e R$ 35,00 na alta temporada (Novembro, Dezembro, Janeiro e Julho).

13 – Maria Fumaça

Serra Gaúcha: Roteiro do Vinho em Bento Gonçalves e Vale dos Vinhedos
O passeio de Maria Fumaça é um dos pontos altos do roteiro na Serra Gaúcha

Um dos passeios mais famosos de Bento Gonçalves é o tour de Maria Fumaça, que liga as cidades de Bento Gonçalves, Garibaldi e Carlos Barbosa. O valor não é barato (R$ 120,00) então você pode pensar se realmente vale a pena? E a resposta é sim.

Isso porque muito além de uma simples viagem de trem, a empresa responsável (a Giordani Turismo) criou várias experiências que acontecem durante a viagem. Muita música, dança e até pequenas peças de teatro acontecem a bordo da Maria Fumaça. E os artistas são ótimos, é preciso salientar.

Pessoalmente, a viagem para o lado de dentro da Maria Fumaça é mais interessante do que para o lado de fora. Não há muitas paisagens bonitas no caminho, portanto não precisa se preocupar em pegar um lugar na janela.

A viagem tem três paradas, e em duas delas acontecem degustações de vinho com muita música ao vivo.

Você pode começar a viagem tanto de Carlos Barbosa como de Bento Gonçalves. Mas para quem vai de carro, você precisa ir até a estação de Bento. Lá você pode optar por fazer o trajeto de ida até Carlos Barbosa e no final do trajeto, você pega um ônibus de volta para o seu destino inicial. Caso opte por começar em Carlos Barbosa, a empresa leva você de ônibus até a estação da cidade.

Serra Gaúcha: Roteiro do Vinho em Bento Gonçalves e Vale dos Vinhedos
Hora da partida da Maria Fumaça, na Estação Ferroviária de Carlos Barbosa

Por isso, como a viagem de trem não é ida e volta, é importante você incluir o trajeto de ônibus na hora de fazer o pedido.

Endereço, Horários e Preços

  • PASSEIO: Maria Fumaça
  • Local: Estação Férrea de Bento Gonçalves/RS
  • Horário: 9h partida de Bento para Carlos Barbosa ou 10h partida de ônibus para Carlos Barbosa e retorno de trem. 14h partida de Bento e retorno de ônibus ou 15h partida de ônibus e retorno de trem. A viagem dura cerca de 1h30.
  • Preço: R$ 110,00 na baixa temporada (somente de quarta a domingo) e R$ 120,00 na alta temporada (saídas diárias nos meses de Novembro, Dezembro, Janeiro e Julho).

14 – Vinícola Dal Pizzol

Serra Gaúcha: Roteiro do Vinho em Bento Gonçalves e Vale dos Vinhedos
Além de vinícola, a Dal Pizzol também possui um Ecomuseu da Cultura do Vinho, com parque ecológico, plantas e vinhedos históricos

Chegando o fim da nossa viagem pela Rota do Vinho da Serra Gaúcha, chegamos em mais uma vinícola. A história da Vinícola Dal Pizzol já começa na Itália, há 13 gerações. Depois essa história perdurou no Brasil.

Quem nos recebe é o simpático Rinaldo Dal Pizzol, que apresenta o seu Ecomuseu da Cultura do Vinho, resultado de décadas de acervo relacionado a cultura do vinho. O senhor Rinaldo tem toda uma preocupação em tornar a experiência de enoturismo diferente em sua vinícola. Por isso, além da degustação de vinhos, o Ecomuseu também tem uma Enoteca, um Parque Ecológico, Coleção de Plantas Nativas, Vinhedos Históricos e o projeto Vinhedo do Mundo, com 164 variedades de uvas.

Enquanto caminha conosco, ele vai nos contando histórias e curosidades acumuladas em seus vários anos de experiência com o vinho.

A visita combina com um Festival de Assados da Colheita Boutique Sazonal, programação especial que fazia parte do Dia do Vinho Brasileiro. A experiência combinada de almoço e degustação dos vinhos Dal Pizzol funciona mediante agendamento ou vale ficar de olho na programação de eventos da casa.

Endereço, Horários e Preços

  • VINÍCOLA E EXPERIÊNCIA: Vinícola Dal Pizzol
  • Local: RS 431 Km 5,3 – Distrito de Faria Lemos – Bento Gonçalves/RS
  • Horário: Segunda a sexta 9h às 17h e sábados e domingos das 10h às 16h30
  • Preço: R$ 180,00 o almoço harmonizado com a Colheita Boutique Sazonal

15 – Vinícola Lovara

Serra Gaúcha: Roteiro do Vinho em Bento Gonçalves e Vale dos Vinhedos   Serra Gaúcha: Roteiro do Vinho em Bento Gonçalves e Vale dos Vinhedos

E chegou a hora de nossa última vinícola, ainda em Bento Gonçalves. Quem nos apresenta a casa é Roberta Benedetti.

A Vinícola Lovara tem uma produção de 40 mil litros de vinho e 60 mil litros de espumante ano. Uma das coisas que mais nos chamou a atenção foram as videiras, impecáveis até mesmo no inverno. A casa também possui um espaço para eventos e/ou casamentos.

Mas nossa experiência ficou ainda mais deliciosa com um Fondue Harmonizado. Numa casa de pedra construída em 1887 por Giuseppe Benedetti (morou com a esposa Onesta Benedetti e seus 11 filhos), nosso jantar contou com Fondue de Queijo, Fondue de Chocolate (acompahado de Pop Cake, Mini Churros, Marshmallow, Frutas e Sorvete Caseiro).

A harmonização acontece com vinhos Chardonnay, Merlot, Cabernet Sauvignon e espumantes Moscatel, Brut e Brut Rosé. No verão o fondue é substituído pelo Brinde das Estrelas.

Endereço, Horários e Preços

  • VINÍCOLA E EXPERIÊNCIA: Vinícola Lovara
  • Local: Rua José Benedetti 222 – Bairro Salgado – Bento Gonçalves/RS
  • Horário: Somente aos sábados e mediante reserva
  • Preço: R$ 120,00 (inclui fondue e bebidas)

E esse foi nosso roteiro do vinho pela Serra Gaúcha. Cheio de momentos deliciosos e experiências inesquecíveis, muito além de uma viagem para tirar fotos e tomar vinhos, é principalmente uma experiência de viagem modificadora.  O vinho transcende apenas um rótulo e uma garrafa e somente quem já visitou essas pequenas vinícolas e conhece as pessoas envolvidas na vitivinicultura, consegue entender porque essa bebida é tão apaixonante. Boa viagem e um brinde ao vinho brasileiro!

Leia também:
O que fazer em Gramado: Dicas e Roteiro de Viagem

Saiba mais:

Nota: As imagens sem a marca d’água do Viagens Cine são de autoria da fotógrafa Tatiana Cavagnolli, do Projeto Imagem Serra Gaúcha

O Viagens Cinematográficas viajou para a Serra Gaúcha a convite do Ibravin – Instituto Brasileiro do Vinho e do Sebrae – Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas. Todas as hospedagens, refeições, vinhos e experiências das empresas foram patrocinadas, mas as vivências aqui expressas representam nossa opinião independente e fiel sobre a experiência da viagem. 

11 comentários

  1. Fabio Boa Tarde, Me chamo Andréia e vi seu video sobre a rota do vinho, Ameeeeiiii, e quero muito fazer a mesma rota com minha esposa, para tanto gostaria que me informasse se voce contratou alguma agencia ou se foi de carro. Na ficou claro pra mim no video. Agradeço.
    Abraço.

    1. Oi, Andréia. Nós fizemos uma viagem com outros jornalistas e até perguntamos como seria para fazer esse roteiro com uma agência, mas não souberam informar. O que posso lhe indicar é alugar um carro e fazer esse roteiro por conta própria ou ainda procurar agências em Bento Gonçalves que organizem roteiros pela região. Abraços.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.