Parque Estadual da Lapa Grande – Grutas de Minas Gerais

Parque Estadual Lapa Grande- Minas Gerais

O Parque Estadual da Lapa Grande fica próximo ao centro de Montes Claros. Mesmo estando relativamente perto, o lugar permite um contato intenso com a natureza local.

São grutas, nascentes de rios e trilhas que permitem mais contemplar do que interagir com a natureza. A visitação é aberta, mas a função principal continua sendo a preservação natural.

O Parque da Lapa Grande, assim como diversos outros de Minas Gerais, é administrado pelo IEF – Instituto Estadual de Florestas.

A combinação de estratégias de conservação da biodiversidade aliadas com as visitas do público geral (que se sensibilizam sobre a importância da preservação da natureza) é o grande desafio do IEF. E o nosso grande desafio, é contemplar tantos paraísos incríveis, e ganhar da tentação de mergulhar naquelas águas tão cristalinas.

Parque Estadual da Lapa Grande – Montes Claros: Minas Gerais

Confira essa unidade de conservação em que grutas e nascentes de rio inspiram à preservação da natureza

Parque Estadual da Lapa Grande - Montes Claros Minas Gerais

O Parque Estadual de Lapa Grande fica nos arredores do município de Montes Claros, a maior cidade do norte de Minas Gerais.

Foi em Montes Claros que desembarcamos de avião, em um voo vindo de Belo Horizonte. Mas em cerca de 5 horas de carro, também é possível chegar na cidade, a partir de BH.

Só para lembrar, a gente começou nosso roteiro pelas grutas de Minas Gerais no Parque Nacional Cavernas do Peruaçu. O problema de começar o roteiro com um lugar tão incrível como a Gruta do Janelão, uma das cavernas do Peruaçu, é que arrisca tudo o que vier depois não ter o mesmo impacto.

Mas o Parque Estadual da Lapa Grande possui encantos diferentes.

Parque Estadual da Lapa Grande: Montes Claros - Minas Gerais
Guia do Parque da Lapa Grande apresenta uma das belezas da unidade de conservação

Depois de 3h30 de carro a partir de Itacarambi (a cidade base para conhecer o Peruaçu), passando por Januária, chegamos em Montes Claros.

A viagem atrasou por alguns percalços, então a saída foi chegar e já almoçar.

Como Chegar e Visitação

Depois do almoço, seguimos as placas do Parque Estadual da Lapa Grande. Uma dica também é colocar no GPS ou aplicativo a Rua Manoel de Souza Brasil. É no final dela, perto da Unimontes – Universidade Estadual de Montes Claros, que fica perto da entrada para o parque.

Antes de ir é muito importante ligar para confirmar o acesso e se o parque está aberto para visitação. Veja mais informações no site do PE Lapa Grande, como horário, preço e normas gerais.

Na época da nossa visita, por questões internas o parque estava fechado para visitantes. Só conseguimos conhecer o lugar porque tínhamos agendado anteriormente.

Em fins de semana e feriados, conforme informa o site do Parque, o agendamento não é necessário. O parque possui um limite de visitantes de 200 pessoas por dia, mas dificilmente esse limite é alcançado. Mesmo assim, como o parque recebe grupos de estudantes, isso pode atrapalhar um pouco a sua visita.

Boqueirão da Nascente

Chegando lá, nós fizemos duas trilhas.

A trilha do Boqueirão da Nascente é bem bonita, e vai acompanhando o curso do rio Lapa Grande. A água do rio é incrivelmente transparente e em alguns trechos atinge cores tão bonitas que lembra os rios mais cristalinos de Bonito.

Dá aquela vontade de dar uma molhadinha nos pés ou quem sabe um mergulho rápido e acidental, mas o banho não é permitido.

Parque Estadual da Lapa Grande: Montes Claros - Minas Gerais
Rio Lapa Grande possui águas bem cristalinas, mas o banho (infelizmente) não é permitido

O interessante é que o caminho é cercado por dois cursos de água. O rio Lapa Grande, mais volumoso, e um pequeno curso, derivado do mesmo rio. A sensação de paz e natureza de fazer uma trilha cercado por dois curso de água cristalina é um presente.

A existência do parque visa, além de conservar as formações de grutas do local, também preservar a nascente do Rio Lapa Grande, que abastece a cidade de Montes Claros.

No final da trilha, existe uma entrada para uma gruta. Lá dentro, é possível avistar o curso do rio, dentro da caverna, em um salão de dimensões pequenas e com iluminação parcial da área externa. A área de permanência é bem pequena.

A trilha não é autoguiada, ou seja, requer acompanhamento de um guia local. São 5 saídas com guia por dia, com número máximo de 15 pessoas.

Parque Estadual da Lapa Grande: Montes Claros - Minas Gerais
A nascente do rio surge dentro de uma gruta, mas seria a nascente mesmo ou ressurgência?

Uma curiosidade é que esse ponto ainda não é a nascente. Existe outro ponto anterior onde o rio surgiria, mas também há dúvidas se ali seria a nascente mesmo, ou outro sumidouro. Devido ao relevo peculiar, os rios se infiltram nas rochas e podem reaparecer através de ressurgências.

A trilha tem 1180 metros (ida e volta) e pode ser percorrida em 1h30. O grau de dificuldade da caminhada é fácil.

Gruta da Lapa Grande

Voltamos para o centro de apoio e seguimos para a trilha da Gruta da Lapa Grande. Bem mais rápida do que a trilha anterior, com apenas 430 metros e nível de dificuldade também baixo, a gruta é a principal atração do parque.

É uma das maiores da região, com 2,2 km de extensão e possui estalactites, estalagmites, represas de travertinos, coralóides, entre outros. A Lapa Grande já foi visitada por grandes viajantes do mundo todo.

Parque Estadual da Lapa Grande: Montes Claros - Minas Gerais
A Gruta da Lapa Grande é uma das maiores do Estado, com 2,2 km de extensão

A gruta é realmente bem interessante, mas ainda comparada com a Gruta do Janelão, é bem inferior, seja pela dimensão, seja pela beleza.

Já bem estruturado, o caminho pode ser percorrido sem o acompanhamento de guias.

Ponte de Pedra

Na sequência do Boqueirão da Nascente, ainda é possível caminhar mais 2 km até a Ponte de Pedra. A curiosidade aqui é que a gruta é em forma de arco e funciona ao mesmo tempo como uma ponte. Sobre ela passa uma das estradas de terra do parque.

Apesar de ser a mais simples das construções, foi aqui que a gente acabou se divertindo mais com as fotos. Como a gruta tem duas cavidades, ficamos brincando de tirar fotos com as nossas sombras e a claridade de fora da gruta por detrás.

O lugar também conta com uma pequena piscina natural, de águas verdes e cristalinas.

Parque Estadual da Lapa Grande: Montes Claros - Minas Gerais
Formações curiosas como a gruta em forma de ponte também podem ser visitadas no parque

A conservação dos parques

O que notamos tanto no Peruaçu como no Lapa Grande, é que existe uma preocupação muito grande com esses lugares. Há muitas normas para os visitantes, causando o mínimo de impacto.

Isso atrapalha a visita e diversão do passeio, não há como negar. No final do passeio, tudo o que queríamos era um banho no cristalino rio Lapa Grande. Mas a preservação da natureza deve estar sempre em primeiro lugar.

Ao contrário do Peruaçu, o Lapa Grande também parece não estar plenamente capacitada para visitação turística. Falta de funcionários é um dos problemas principais do parque, mas segundo informações da Secretaria de Turismo de Minas Gerais, a situação se resolverá em breve.

Parque Estadual da Lapa Grande: Montes Claros - Minas Gerais
Na hora de tirar fotos nas grutas, capriche na pose de aventureiro

FICHA TÉCNICA:
Passeio: Parque Estadual da Lapa Grande
Direção: Montes Claros, Norte de Minas Gerais
Produção: R$ 5,00 por pessoa, somente nos fins de semana
Fotografia: Fabio Pastorello
O melhor: Ao contrário das grutas, o que mais me impressionou foi o curso cristalino do rio Lapa Grande
O pior: O parque ainda carece de maiores investimentos em pessoal e infraestrutura
Ano: 2017
País: Brasil
Avaliação: ★★★

Nota: O Viagens Cine viajou para Minas Gerais a convite da SETUR-MG, mas nossas opiniões são independentes e resultado de nossa experiência no local. A press trip foi acompanhada dos blogs Boralá e Trilhas e Aventuras e da Revista Viajar pelo Mundo.

Confira também: Parque Nacional Cavernas do Peruaçu – Gruta do Janelão

share on:
Fabio Pastorello

Fabio Pastorello

Editor do Viagens Cine, fotógrafo e videomaker. Curte cinema e leva a vida e as viagens com toques de romance, drama e aventura. Formado em Letras, ex-bancário e muito mais feliz como blogueiro de viagens.

4 comentários

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.