Escape 60: O Desafio do Momento em São Paulo e no Rio

Você reúne um grupo de amigos e parte para o Escape 60, uma experiência totalmente diferente de tudo o que você já viu, e para lá de cinematográfica.

O conceito do Escape 60 é um jogo em que um grupo de pessoas é “trancado” em uma sala e tem como objetivo desvendar enigmas que, pouco a pouco, podem te levar até a resolução dos problemas e o objetivo final: conseguir sair da sala.

Quando fomos convidados a experimentar o jogo, tivemos que escolher uma das 6 salas disponíveis. É lógico que acabamos escolhendo uma sala inspirada em um filme, no caso a produção de 2015 Goosebumps: Monstros e Arrepios.

Escape 60: O Desafio do Momento em São Paulo e no Rio

de 

Escape 60 São Paulo

No filme Goosebumps: Monstros e Arrepios (Goosebumps, Sony Pictures, 2015), um jovem e um amigo entram na casa de um famoso escritor de histórias de terror (R. L. Stine, no filme interpretado por Jack Black). Sem saber, eles abrem um livro do autor e acabam liberando vários monstros criados por Stine. A missão dos jovens se torna capturar esses monstros.

Nossa tarefa, assim que entramos na sala Goosebumps do Escape 60 foi exatamente a mesma. Capturar os monstros liberados do livro e também conseguir sair da sala, obviamente, como em todos os desafios propostos pelo Escape 60.

Escape 60 Goosebumps
Material promocional da sala Goosebumps, do Escape 60

A origem do Escape 60

Em um ano difícil para os negócios como foi 2015, quatro sócios abriram a primeira unidade do Escape 60 em 2015, com um investimento de R$ 1,2 milhão.

A ideia do empreendimento veio de viagens ao exterior, já que o jogo já é uma febre em outras capitais como Londres, Roma e Nova York. Mas o jogo surgiu na Ásia há 3 anos.

E no Brasil, não foi muito diferente. Nesses meses, o Escape 60 já foi jogado por mais de 32 mil pessoas. Quando fomos agendar o horário, com uma semana de antecedência, havia apenas 1 horário disponível por sala.

Escape 60 São Paulo
Fachada do Escape 60. Foto: Divulgação

O jogo também já é um dos melhores classificados no quesito diversão em São Paulo, do site TripAdvisor. Já ocupa a segunda posição. Os preços são de R$ 69,00 por pessoa durante a semana e R$ 79,00 aos sábados, domingos e feriados. Se você pensar que existem salas de cinema em São Paulo em que o preço é de R$ 70,00, o valor não chega a ser tão alto em função da experiência que proporciona.

Como Funciona

O processo de agendamento é bem simples. Aliás, aconselhável fazer com antecedência.

Você entra no site do Escape 60 e clica na aba Agendar. A grade de horários estará lá disponível, você escolhe o horário e faz a reserva.

As salas têm diferentes capacidades, que variam de 4 a 16 pessoas. Você agenda a sala e define a quantidade de pessoas que estarão presentes, dentro dos limites mínimos e máximos de cada sala. Apesar do valor ser por pessoa, o pagamento é feito por sala.

Detalhe da sala Goosebumps, no Escape 60 São Paulo. Foto: Divulgação

Para quem gosta de jogar em grupo, a certeza é que você jogará com pessoas conhecidas, já que você está reservando uma sala. O fato de jogar entre amigos é essencial, já que o jogo requer muita interação e harmonia entre os participantes.

Feita a reserva, é só aparecer lá no Escape 60 com 15 minutos de antecedência, para ouvir as explicações sobre o funcionamento da sala em que você vai entrar. E bora se divertir.

Entre as explicações, existem instruções de que você não está de fato preso na sala (é possível sair, mas nesse caso você está fora do jogo) e do que pode ser mexido ou não. Isso porque cada sala possui uma decoração no espírito da missão. A nossa, por exemplo, tinha vários livros (já que supostamente estávamos na casa do escritor Stine, interpretado por Jack Black, que aliás aparece por lá também), gavetas, quadros e um ambiente cheio de referências de terror.

Cena do filme Goosebumps: Monstros e Arrepios, com Jack Black, lançado em 2015 nos cinemas. Foto: Divulgação

Nossa Experiência

No nosso grupo, havia de tudo. Um dos nossos amigos estava um pouco crédulo e parecia até desanimado. As meninas do site Marola com Carambola e Viaja, Bi!, que também nos acompanharam, estavam super curiosas para ver o que ia acontecer. Outro dos nossos amigos estava curioso para saber o que aconteceria caso saíssemos da sala em menos de 5 minutos. A verdade é que menos de 20% dos participantes conseguem sair das salas. Mas isso não torna o jogo menos divertido.

O pessoal animado antes do jogo: ansiedade para entrar logo na sala

Na chegada, é importante ficar MUITO atento a tudo o que o seu monitor falar. Ele vai dar algumas dicas que podem ajudar a solucionar alguns dos enigmas que você e sua equipe vai encontrar.

Lá dentro, a porta é fechada e o jogo começa. Um cronômetro grande começa a correr, indicando que o tempo de 60 minutos já começou. O amigo que parecia desanimado foi um dos que mais ajudou na solução dos mistérios, o outro que achou que ia ser fácil viu o tamanho da encrenca e correu atrás, eu tinha momentos em que ficava meio confuso sobre qual enigma resolver. Enfim, depois de um tempo, estava todo mundo em sintonia e em ritmo de colaboração para resolver os enigmas.

Os 60 minutos passam como se fossem segundos. Os últimos minutos são, obviamente, os mais emocionantes.

Resultado final: nós não conseguimos. Apesar dos 60 minutos decorridos, o monitor aparece e nos ajuda a entender o que ficou faltando, assim ninguém vai embora com aquela sensação de não saber o que de fato aconteceu.

Escape 60 São Paulo
Escape 60 São Paulo

E é isso aí, uma parte bem divertida também é escolher algumas plaquinhas e tirar uma foto com sua mensagem no final do jogo. Dizeres como “A culpa foi dele”, “Eu fiz tudo” e “Quem Convidou esse Cara” se alternam com as mais tradicionais: “Conseguimos” ou “Quase”.

O grande diferencial do Escape 60 é essa oportunidade de reunir amigos em função de um objetivo em comum. E colocar os neurônios para trabalhar. Em tempos em que tudo parece tão fácil e pronto, encontrar um sala cheia de enigmas pode ser um ótimo exercício mental.

Só fica uma advertência: jogos podem ser viciantes. E o Escape 60 não é diferente. Você dificilmente vai querer ficar em uma sala só.

Nota: O Viagens Cinematográficas e seus amigos participaram do jogo a convite do Escape 60 por intermédio da RP1 Comunicação, mas esse texto representa nossa livre opinião sobre a experiência. 

FICHA TÉCNICA:

Passeio: Escape 60
Direção: Rua Baluarte, 18 – Vila Olímpia – São Paulo/SP
Produção: R$ 69,00 por pessoa durante a semana e R$ 79,00 aos sábados, domingos e feriados (mínimo de 4 pessoas por sala)
Fotografia: Fabio Pastorello e Divulgação do Escape 60
O melhor: É uma experiência única e uma ótima oportunidade de diversão em amigos
O pior: Dizem que a Goosebumps é uma das salas mais difíceis, e de fato achamos bem complexa. Demoramos cerca de 20 minutos para desvendar o primeiro enigma.
Ano: 2015
País: Brasil

© 2015 Fabio Pastorello. Todos os direitos reservados. A reprodução de textos e/ou imagens não é permitida sem prévia autorização do autor.



© 2015 Fabio Pastorello. Todos os direitos reservados. A reprodução de textos e/ou imagens não é permitida sem prévia autorização do autor. 

Fabio Pastorello

Fabio Pastorello

Editor do Viagens Cine, fotógrafo e videomaker. Curte cinema e leva a vida e as viagens com toques de romance, drama e aventura. Formado em Letras, ex-bancário e muito mais feliz como blogueiro de viagens.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.