Os 10 Melhores Pontos Turísticos Rio de Janeiro

Pinterest LinkedIn Tumblr +

Quais são os melhores pontos turísticos do Rio de Janeiro? Quais os melhores lugares para conhecer na Cidade Maravilhosa?

Um dos destinos turísticos mais famosos do Brasil, a antiga capital (já completou mais de 450 anos), é um dos cenários mais cinematográficos do país (não é por coincidência que a primeira exibição de cinema no Brasil aconteceu no Rio de Janeiro, em 1896).

Nessa matéria, vamos conferir 10 lugares que fizeram eu me apaixonar por essa cidade, muito além das praias do Rio.

Cada um tem os seus pontos turísticos preferidos, é lógico, mas para mim esses passeios são programas imperdíveis para se fazer por lá. 

Os 10 Melhores Pontos Turísticos do Rio de Janeiro

O que fazer no Rio de Janeiro

Pontos Turísticos Rio de Janeiro: O que fazer no Rio
A Cidade Maravilhosa é também uma das mais cinematográficas do Brasil

Rio 450 anos: Fatos Marcantes

Em 1763, o Rio de Janeiro passou a ser capital do Brasil (posto ocupado anteriormente por Salvador), ainda uma colônia de Portugal.

Outro fato marcante, em 1808, foi a transferência da corte portuguesa para o Rio de Janeiro, acontecimento que marcou o desenvolvimento da cidade. Leia mais na nossa matéria sobre o 5 Lugares Imperdíveis no Centro do Rio de Janeiro.

Em 1931, aconteceu a inauguração do Cristo Redentor, símbolo máximo do Rio de Janeiro, talvez até do Brasil.

Pontos Turísticos Rio de Janeiro: O que fazer no Rio

Com a inauguração de Brasília, em 1960, o Rio de Janeiro perdeu a função de capital do Brasil. Mas, não perdeu a sua importância.

Confira a seguir o nosso Top 10 Rio de Janeiro e não deixe de conferir esses locais na sua próxima viagem.


1 – Pão de Açúcar

Para começar, não dá para deixar de fora, entre os pontos turísticos do Rio de Janeiro, este que é um dos maiores símbolos da Cidade Maravilhosa. Lógico, fique de olho no clima, pois as nuvens insistem em rodear esse cartão postal. Mas, se o dia estiver limpo, como esse que pegamos, em 2013, vale a pena subir até o Morro da Urca: seja de bondinho ou seja a pé (para economizar, há uma trilha saindo da Pista Claudio Coutinho).

O Morro da Urca é a primeira parada. Mas, não deixe de ir até a segunda e última parada: o Morro do Pão de Açúcar, que tem 600 milhões de anos (nesse trecho não tem trilha, tem que pegar o bondinho mesmo. E, então, curta esse presente.

Do Morro do Pão de Açúcar, é possível ver as praias Vermelha e Copacabana do alto

Pão de Açúcar no cinema

O Rio de Janeiro é uma cidade super cinematográfica e, como não podia deixar de ser, o bondinho do Pão de Açúcar já foi locação de cinema. É no alto do bondinho que ocorre uma luta entre o vilão e o agente 007 de Roger Moore (007 Contra o Foguete da Morte, 1979), uma cena clássica da história dos filmes de aventura.

Mas, muito antes do famoso Agente 007 visitar o Pão de Açúcar, este cartão postal já havia sido filmado.

Em 1946, Alfred Hitchcock sobrevoou o Rio, no seu filme Interlúdio (Com Cary Grant e Indrid Bergman). E, incluiu também cenas no Centro, na Cinelândia, no Teatro Municipal e em Copacabana. Confira algumas cenas do filme nesse link.


Aluguel de Carro

Se você precisar alugar um carro, nós recomendamos os serviços da Localiza. Já utilizamos essa agência em algumas viagens e a diferença na qualidade do atendimento e dos veículos é impressionante.

Isso acontece porque a Localiza possui a maior frota do Brasil e tem mais de 47 anos de experiência no setor.

Nós fazemos a nossa reserva online de forma bem rápida, diretamente pelo site da Localiza.

Fique de olho também nessas vantagens que a Localiza oferece:

  • você pode parcelar o pagamento em até 10 vezes sem juros;
  • assistência 24 horas;
  • acumular pontos no Programa Fidelidade, para trocar por novas diárias. 

Aluguel de Carros

Não deixe de conferir também a página exclusiva de benefícios e descontos para os clientes Localiza.


2 – Copacabana

Pontos Turísticos Rio de Janeiro: O que fazer no Rio
O calçadão de Copacabana foi inspirado na Praça do Rocio, em Lisboa

Acho que se eu morasse no Rio de Janeiro, certamente moraria nesse bairro. Mas, mesmo que seu objetivo não seja esse, vale a pena conferir a praia mais famosa do Brasil e talvez uma das mais famosas do mundo.

Uma caminhada pelo calçadão e uma paradinha para uma água de coco são atividades básicas, mas não deixe de conferir também os extremos da praia: o Mirante do Leme, no canto esquerdo, e o Forte de Copacabana, no canto direito. E, aquela foto em frente ao Hotel Copacabana Palace também não pode faltar.

Você sabia que o calçadão de Copacabana foi inspirado na Praça do Rocio em Lisboa? Aliás, as pedras foram mesmo importadas de Portugal.

O calçadão de Copacabana no cinema

E, já que estamos falando em história, o filme “Copacabana” (2001), dirigido por Carla Camuratti, conta a história desse bairro através do personagem, interpretado por Marco Nanini, que completa 90 anos vivendo lá.

Portanto, vale a pena explorar Copacabana além da praia, o que pode reservar muitas surpresas.


3 – Pôr do sol em Ipanema e no Arpoador

Mas, meu cantinho de praia preferido no Rio fica mesmo em Ipanema. Mais especificamente, lá pelo Posto 9, onde todo mundo convive numa boa, principalmente o público LGBT.

O negócio é alugar uma cadeira, curtir o movimento de gente feliz e ficar até o final de tarde, para conferir o pôr do sol entre o Morro dos Dois Irmãos (fique ligado, apenas em alguns meses do ano o sol se põe próximo desse morro, especialmente no segundo semestre).

No cantinho esquerdo da praia de Ipanema fica o Arpoador, onde o pôr do sol vira espetáculo e onde todo mundo se reúne para assistir. Quando o sol se põe, todo mundo bate palmas. Quer coisa melhor?

Para saber mais, confira: Pôr do Sol em Ipanema

Pontos Turísticos Rio de Janeiro: O que fazer no Rio
Em determinados períodos do ano, o sol se põe bem pertinho do Morro dos Dois Irmãos, criando um cenário incrível

Ipanema no cinema

O filme “Era uma Vez” (2008), dirigido por Breno Silveira, foge um pouco da Ipanema do cartão postal e mostra o relacionamento de dois personagens do bairro: um vendedor que mora no Morro do Cantagalo e uma menina que mora em um dos prédios da orla.

Outro filme, com cenas espetaculares de Ipanema, é o “Bossa nova” (2000), dirigido por Bruno Barreto. Uma história deliciosa de uma ex-aeromoça americana e viúva (Amy Irving), que mora no Rio de Janeiro e que trabalha como professora de inglês. Entre os seus alunos estão um jogador de futebol famoso (Alexandre Borges) e um advogado (Antônio Fagundes).

Embora o nosso foco sejam imagens cinematográficas, não podemos deixar de mencionar a canção “Garota de Ipanema”, de Tom Jobim e Vinicius de Moraes. Uma das mais conhecidas no Brasil e no mundo. Aliás, o Rio de Janeiro foi inspiração para inúmeras canções.


4 – Confeitaria Colombo

Pontos Turísticos Rio de Janeiro: O que fazer no Rio

Ir ao Rio e não visitar a Confeitaria Colombo é como ir a Buenos Aires e não conferir o Café Tortoni. Cercado de história e de beleza, esse lugar é um dos meus preferidos no centro e um dos pontos turísticos do Rio de Janeiro mais repletos de história.

As coisas que eu mais gosto por lá são: ficar olhando o balcão de doces e salgados para escolher com qual gostosura eu vou me deliciar e, lógico, sentar em uma das mesas e viajar no tempo. Pois, enquanto você saboreia um café ou uma refeição, observar a decoração é realmente uma viagem ao passado.

Leia mais na matéria: O que fazer no Centro do Rio: Lugares Imperdíveis


5 – Jardim Botânico

Pontos Turísticos Rio de Janeiro: O que fazer no Rio

Para manter a diversidade dos passeios no Rio, que é de fato uma cidade com atrações para todos os gostos, a visita ao Jardim Botânico é um desses lugares que merece a sua atenção e o seu tempo. Quem diria que você pode encontrar paz e tranquilidade em um dos mais famosos pontos turísticos do Rio de Janeiro.

Dedique algumas horas para explorar o parque, que possui vários recantos interessantes, como o Jardim Sensorial, a Cascata, a Gruta, o Lago da Vitória Régia, o Jardim Mexicano e o Jardim Japonês.

A aleia principal do Jardim Botânico é a Aleia das Palmeiras, com 134 palmeiras-imperais de altura média de 30 metros (equivalente a um prédio de 8 andares). As mais antigas datam de 1842.

Leia mais sobre o Jardim Botânico


6 – Parque Lage

Pontos Turísticos Rio de Janeiro: O que fazer no Rio
Dentro do casarão do Parque Lage existe um café, mas é na área externa que estão as melhores opções de passeio

Não muito distante do Jardim Botânico, outro local surpreendente é o Parque Lage. Não é todo mundo que o inclui na lista dos melhores pontos turísticos do Rio de Janeiro.

Já foi engenho de açúcar, depois passou pelas mãos de diversos proprietários que foram transformado o lugar, criando jardins, uma réplica de um “palazzo romano” e o casarão.

A área externa nos lembra alguns pontos de Sintra, como a Quinta da Regaleira, em que os jardins se tornam uma espécie de parque de diversões, onde é possível visitar um aquário ou andar dentro de cavernas artificiais. OK, pode parecer meio fake, mas dentro do contexto dos jardins que fazem parte do Parque Nacional da Tijuca, o lugar é único.

Café da manhã no Parque Lage

Este café da manhã é disputado, por isso fomos durante a semana e mesmo assim é bom chegar um pouco mais cedo, e, nos fins de semana, é quase inviável. Apesar disso, não nos encantou muito (os produtos não primam pelo sabor ou pela qualidade).

O D.R.I. Café está situado dentro do casarão, em torno de uma piscina e de uma área com mármores e azulejos trazidos da Itália. O estado de conservação deixa um pouco a desejar, mas mesmo assim é de uma beleza ímpar.


7 – Prainha e Grumari

Pontos Turísticos Rio de Janeiro: O que fazer no Rio
O acesso é complicado, o que garante a preservação. A Prainha é uma praia selvagem dentro da metrópole

Apesar de eu adorar Ipanema, eu curto mesmo as praias selvagens. Bem depois da Barra da Tijuca, a Prainha e a Praia de Grumari são recantos deliciosos para curtir a natureza. É impressionante que em uma cidade grande como o Rio de Janeiro, seja possível encontrar o mar com cores tão incríveis e praias ainda tão preservadas.

Para quem gosta de fugir da muvuca da Zona Sul, esta também é a melhor opção, embora ali a muvuca seja outra: encontrar lugar para estacionar o carro. Não há transporte público até as praias, portanto as vagas para automóveis são disputadíssimas. É preciso chegar cedo, especialmente nos fins de semana.

Confira nossa lista das 10 melhores praias do Rio de Janeiro


8 – Real Gabinete Português de Leitura

Pontos Turísticos Rio de Janeiro: O que fazer no Rio
A estrutura metálica e a disposição vertical do acervo de 400 mil obras do Real Gabinete impressionam

É difícil escolher um entre os lugares no centro que eu goste mais (e me emocione ao visitar). O Teatro Municipal e a Igreja de São Francisco (no Largo do Carioca) são alguns dele. Mas, o Real Gabinete é provavelmente um dos pontos turísticos do Rio de Janeiro que mais me emociona.

Desde a primeira vez que eu vi uma foto desse lugar, em uma revista, já fiquei curioso em conhecer. Quando conheci de fato, foi aquela fascinação e hoje tenho, em minha casa, um quadro com uma foto de lá. E, vez por outra me pego observando os detalhes da arquitetura. É uma bela joia, no centro do Rio.

Leia mais sobre o Real Gabinete na matéria 5 Lugares Imperdíveis: O que fazer no Centro do Rio de Janeiro


9 – Parque das Ruínas 

O Parque das Ruínas é um ótimo pretexto para subir até o bairro de Santa Teresa, situado no Morro do Desterro.

Santa Teresa

O morro que era rota de fuga dos escravos, após a construção do Aqueduto da Carioca (Arcos da Lapa) começou a ser ocupado por pessoas que buscavam temperaturas mais amenas no alto da cidade.

Ao contrário de outros morros do Rio, que são ocupados por comunidades, Santa Teresa é o bairro de ateliês, bares, restaurantes e artistas. O bairro virou até cenário de algumas novelas da Globo, como por exemplo Império, que recriou algumas de suas ruas nos Estúdios Globo (antigamente denominado Projac), o famoso complexo de estúdios da emissora.

A arquitetura do Parque das Ruínas

Pontos Turísticos Rio de Janeiro: O que fazer no Rio

Mas, um programa imperdível é conferir o Parque das Ruínas, na realidade um centro cultural que visa o fomento da atividade cultural carioca.

O projeto arquitetônico integra as ruínas propriamente ditas com uma estrutura de metal e vidro (semelhante a outro lugar que adoro, a Pinacoteca, em São Paulo). As ruínas são de um palacete que pertencia a mecenas das artes, Laurinda Santos Lobo. Na época (início do século XX), sua residência virou ponto de encontro do modernismo brasileiro.

Mesmo que você não seja muito fã de artes ou arquitetura, a vista do Parque dos Ruínas para o centro do Rio e para a Baía da Guanabara é muito bonita. Parece que sempre que andamos pelo Rio, a gente fica procurando algum mirante para curtir a cidade de um ponto de vista diferente. E, olhar a paisagem do Rio nunca enjoa.

Parque das Ruínas no cinema

Fique ligado no filme “Amores Possíveis” (2001), de Sandra Werneck. Um casal (Murilo Benício e Carolina Ferraz) vive três possibilidades de vida amorosa, após um desencontro na Cinelândia. Em uma dessas possibilidades, os personagens se reencontram no Parque das Ruínas.


10 – Corcovado e o Cristo Redentor

Pontos Turísticos Rio de Janeiro: O que fazer no Rio
Cristo Redentor, símbolo máximo da cidade do Rio de Janeiro

Não dá para deixar o Cristo Redentor de fora dessa lista dos pontos turísticos do Rio de Janeiro. Não há outra imagem que resuma mais o Rio de Janeiro do que o Cristo.

E, mesmo que você não suba até o Corcovado, o Cristo pode ser visto de vários pontos da cidade. Na realidade, muito carioca nunca subiu até lá, e nossa última visita ficou bem no passado, em 2006. Precisamos retornar.

O Cristo Redentor, que tem 38 metros de altura, somados aos 710 metros do Morro do Corcovado, domina a paisagem do Rio.

Para chegar a ele, o modo mais tradicional é o Trem do Corcovado, mas existem também opções de vans saindo de outros pontos da cidade, como de Copacabana ou do Largo do Machado, ou até mesmo através de uma trilha a partir do Parque Lage. Mesmo assim, é preciso pagar quando se chega lá em cima. Sinceramente, não acho o trajeto de trem imprescindível.

Inaugurado em 1931, é uma das novas 7 maravilhas do mundo moderno, em votação da New7Wonders.

Pontos Turísticos Rio de Janeiro: O que fazer no Rio
Vista a partir do Corcovado para a Baía de Guanabara, Botafogo e Pão de Açúcar (voltamos ao início)

Enfim, essa lista é apenas um ponto de partida para explorar a cidade, e procuramos distribuir diversos tipos de passeio e bairros, que permitem que você conheça cada uma das facetas do Rio. São 450 anos de história, então resumir em 10 atrações é uma tarefa complicada, mas a gente tentou mesmo assim.

Veja também: Trilhas no Rio de Janeiro

Fontes Cinematográficas:

Essa página contém links para sites afiliados ao Viagens Cine. Não nos responsabilizamos por empresas, hotéis ou anúncios exibidos nesse site.
Compartilhe.

Sobre o autor

Editor do Viagens Cine, fotógrafo e videomaker. Curte cinema e leva a vida e as viagens com toques de romance, drama e aventura. Formado em Letras, ex-bancário e muito mais feliz como blogueiro de viagens.

32 Comentários

  1. Taynah Finn de

    Oi, Fábio. Apenas passando para parabenizar vc e seu companheiro pelo trabalho maravilhoso que fazem. Ontem mesmo estava assistindo no Youtube alguns dos melhores destinos do Brasil e achei a narração e captação de imagens incríveis. Daí coincidentemente hoje vim procurar sobre o Rio que eu e meu esposo estamos prestes a conhecer e eis que após ver essas dicas e fotos que já salvei no meu celular vejo ao final dele que você que é o autor novamente de algo que gostei. Matéria completa. Fotos e dicas super legais. Parabéns. Continuem o que fazem pois o fazem com excelência e ajudam a muitos. Abraços e sucesso para vcs!

  2. Renato Useckas de

    Parabéns pelo seu trabalho Fabio, eu como carioca e conhecedor do Estado do Rio de Janeiro, recomendo que vá no Parque da Cidade, situado em Niterói…Lá sim você terá uma imagem maravilhosa do Rio de Janeiro. Grande Abraço.

    • Olá Renato. Muito obrigado pela dica. Nós tivemos no Parque da Cidade, a vista de lá é sensacional mesmo, uma pena que o dia estava um pouco nublado. Queremos retornar com tempo aberto.

  3. TÂNIA NOEMIA RODRIGUES BRAGA de

    Oi,
    Amei as dicas. Já tinha ido ao Rio. Meu Ceará é lindo, mas não tem como o Rio de Janeiro. Deus foi generoso com essa terra.

Deixei uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.